Notícias Naturais
Receitas para Secar em 30 dias

Cães provaram repetidamente que eles são o melhor amigo do homem. De acordo com um estudo único, há mais uma razão para amar seus amigos de quatro patas: cães bem treinados podem farejar um cheiro associado a convulsões epilépticas.

O estudo foi publicado na revista Scientific Reports e conduzido por pesquisadores da Universidade de Rennes, na França.

Farejando convulsões

De acordo com os pesquisadores, os cães podem distinguir um cheiro revelador associado a convulsões epilépticas. Isso sugere que os cães podem ser treinados para avisar os donos antes que tenham uma convulsão.

Os resultados também ajudam a explicar relatos em que os donos acreditam que seus cães sentiram que estavam prestes a ter uma convulsão.

Os pesquisadores estão esperançosos com os resultados, porque saber quando uma convulsão está prestes a ocorrer pode dar aos indivíduos com epilepsia maior controle e independência. Com um aviso de seus cães, as pessoas podem tomar precauções para evitar lesões, tomar medicamentos para gerenciar sua condição ou procurar ajuda.

Amelie Catala, a primeira autora do estudo, explicou que, apesar de haver relatos de donos de animais que afirmam que seus cães os alertaram antes de uma convulsão, não havia nenhuma evidência forte na literatura científica. Ela acrescentou que, nesses casos, não estava claro se os cães dependiam de pistas visuais ou mudanças sutis de comportamento ou cheiro, e se as dicas eram as mesmas para todos os indivíduos com epilepsia.

No estudo, os pesquisadores queriam determinar se cinco cães especialmente treinados poderiam distinguir amostras de odor respiratório e corporal retiradas de pacientes com epilepsia durante uma convulsão em amostras colhidas em condições normais e após uma sessão de exercícios.

Os cães treinados que participaram do estudo viviam em instalações da Medical Mutts nos EUA e não foram expostos aos cinco odores experimentais do paciente antes do estudo.

Os cães foram selecionados pela Medical Mutts de abrigos para serem treinados por treinadores profissionais como cães de serviço. Os cães foram escolhidos com base em critérios como características de temperamento compatíveis com treinamento de cães de serviço e aptidões físicas.

Antes das sessões de testes, os cães foram treinados para identificar amostras de convulsões. Os cães treinados foram então testados usando amostras retiradas de cinco participantes com diferentes formas de epilepsia.

A capacidade dos cães para detectar positivos variou de 67% a 100% e sua capacidade de identificar corretamente os negativos variou de 95% a 100%.

Os resultados do teste sugeriram que, independentemente do tipo de convulsão ou do odor corporal de um paciente, as convulsões estão ligadas a odores específicos.

Um representante da organização Epilepsy Action compartilhou que alguns indivíduos já dependem de seus cães para prever convulsões. Ela acrescentou que, uma vez que ainda está para ser determinado se os cães preveem convulsões usando seu olfato ou algum outro sentido, a pesquisa é interessante. As descobertas podem ser usadas para determinar como os cães podem ajudar indivíduos com epilepsia descontrolada.

Rita Howson, diretora executiva da Support Dogs, uma instituição de caridade que treina cães para ajudar pessoas diagnosticadas com autismo, epilepsia e outras condições, disse que os cães são “muito bons observadores de humanos“.

Howson compartilhou que o comportamento dos cães sugere que eles sabem o que está prestes a acontecer quando os donos pegam a coleira. O comportamento dos cães também pode mudar uma vez que eles captam sinais mais sutis, como um cheiro ou mudança de comportamento nos proprietários que ocorre antes de uma convulsão ocorrer.

Os pesquisadores planejam realizar mais estudos para determinar se esse odor imprevisto precedeu a convulsão e se os cães podem ser treinados para alertar efetivamente os proprietários antes que as convulsões ocorram.

Leia mais:

Animais de Apoio Emocional são “Intervenções Terapêuticas Legítimas”, Dizem Pesquisadores

Saiba Quais são as Frutas Permitidas e Proibidas para os Pets

Fontes:
Natural News: Study finds that a dog’s sense of smell is so keen it can smell when a seizure is about to begin
– The Guardian: Dogs can smell when seizures are about to begin, scientists find
Scientific Reports: Dogs demonstrate the existence of an epileptic seizure odour in humans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site