Notícias Naturais

Um estudo conjunto de pesquisadores dinamarqueses e suecos encontrou uma nova e saudável razão para as pessoas comerem linhaça. Sua pesquisa mostrou que as fibras alimentares presentes na linhaça podem desencadear mudanças positivas na composição da microbiota intestinal, que fermenta essas fibras. Essas alterações na microbiota intestinal podem melhorar a saúde metabólica e diminuir o risco de obesidade.

Microbiota é o termo coletivo para os vários micro-organismos que habitam dentro do corpo humano. Composta por micróbios bons e nocivos, desempenha papéis essenciais em diferentes funções fisiológicas.

As bactérias encontradas no trato digestivo fazem parte da microbiota intestinal. Elas ajudam a controlar o peso e influenciar a tolerância à glicose, a capacidade do organismo de absorver e usar a glicose. Essas bactérias intestinais se alimentam de fibras alimentares usando fermentação para quebrar os carboidratos resistentes.

Fibras alimentares fermentadas trazem muitos benefícios para o trato digestivo. Um de seus papéis mais importantes é fornecer matérias-primas para a produção de bons ácidos graxos. Esses ácidos graxos beneficiam o organismo, apoiando o sistema imunológico e reduzindo a produção de tecido adiposo.

Investigando os efeitos da linhaça na microbiota intestinal

A semente de linhaça (Linum usitatissimum) é a semente madura e seca. Rica em fibras alimentares, a semente de linhaça pode ajudar a melhorar os níveis de colesterol. Comer linhaça também ajuda a controlar a inflamação no cólon.

Há uma falta de pesquisa sobre a fermentabilidade da linhaça. Da mesma forma, apenas alguns estudos investigaram como a linhaça afeta a microbiota intestinal.

Pesquisadores da Universidade de Copenhague e da Universidade de Gotemburgo usaram camundongos para examinar os efeitos de dietas com diferentes teores de fibras. Os animais receberam alimentos padrão com fibra à base de soja (controle) e três tipos diferentes de dietas hiperlipídicas: uma sem fibra, uma com 10% de celulose e uma com 10% de semente de linhaça.

Os pesquisadores registraram a quantidade de alimento, água e oxigênio consumidos pelos ratos. Eles também mediram a quantidade de dióxido de carbono que os ratos expeliram, a quantidade de energia que os ratos gastaram e a tolerância à glicose dos ratos. Finalmente, os pesquisadores examinaram o conteúdo do ceco – uma porção inicial do intestino grosso.

O melhor para a sua saúde você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais

As bactérias intestinais fermentam as fibras da linhaça para produzir ácidos graxos saudáveis

Os pesquisadores relataram que o consumo de uma dieta rica em gordura sem fibra fez com que os camundongos tivessem menos bactérias boas e níveis mais baixos de ácidos graxos benéficos. Em comparação com os outros grupos, estes ratos também tinham uma população maior de uma bactéria associada à obesidade.

Por outro lado, camundongos que consumiram fibras dietéticas na forma de celulose ou linhaça  tinham níveis saudáveis ​​de bactérias boas no intestino. Além disso, os pesquisadores observaram que os animais do grupo da linhaça eram mais ativos fisicamente e não ganhavam muito peso.

Outros benefícios para a saúde associados à adição de linhaça a dietas ricas em gordura incluíram melhor controle da glicose e níveis mais altos de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC). Esses AGCCs benéficos melhoram o metabolismo energético, protegem contra a resistência à insulina e ajudam a prevenir a obesidade induzida por dieta.

Ao examinar o material dentro do ceco, os pesquisadores descobriram que as bactérias do intestino fermentavam as fibras da camada espessa da casca da linhaça. As fibras fermentadas serviram então como matéria-prima para a produção de AGCCs.

Nossos dados sugerem que a suplementação de fibra de linhaça afeta o metabolismo do hospedeiro, aumentando o gasto de energia e reduzindo a obesidade, bem como melhorando a tolerância à glicose“, explicaram os pesquisadores. “Pesquisas futuras devem ser direcionadas para entender a contribuição relativa dos diferentes micróbios e delinear mecanismos subjacentes para como as fibras de linhaça afetam o metabolismo do hospedeiro“.

Leia mais:

Linhaça Pode Ajudar a Perder Peso e Melhorar sua Saúde Intestinal

4 Formas da Linhaça Beneficiar Nossa Saúde

Fontes:
– Natural News: Flaxseeds improve gut health and metabolic health, increase production of beneficial fatty acids
– Journal of Physiology—Endocrinology and Metabolism: Microbial fermentation of flaxseed fibers modulates the transcriptome of GPR41-expressing enteroendocrine cells and protects mice against diet-induced obesity
– Integrative Practitioner: Flaxseed supplements increase “good” bacteria and fatty acids
– The Role of Phosphoinositides in Disease: The role of short-chain fatty acids in the interplay between diet, gut microbiota, and host energy metabolism

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site