Notícias Naturais

O desastre de Fukushima em 2011 causou uma contaminação maciça por radiação nos suprimentos de alimentos e fontes de água não apenas no Japão, mas em todo o mundo. As pessoas precisam identificar essas ameaças à sua saúde e tomar os meios apropriados para se protegerem e protegerem suas famílias.

Níveis aumentados de radionuclídeos de césio 137 e estrôncio apareceram em peixes comercialmente importantes ao longo da costa do Pacífico da América do Norte. Além disso, o atum-rabilho, o salmão e outros peixes afetados apresentavam tumores cancerígenos.

Essas espécies migram pelos oceanos do mundo, incluindo as águas japonesas. A National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) acreditava que as maiores concentrações de radionuclídeos vinham da passagem dos peixes pelas águas contaminadas perto do local do desastre nuclear de Fukushima.

Mas a exposição à radiação não vem apenas de eventos altamente divulgados envolvendo peixes que nadam em águas irradiadas. Muitos dos produtos alimentícios nas prateleiras das mercearias são expostos à radiação para prolongar sua vida útil.

Muitos produtos alimentícios são irradiados

A irradiação de alimentos (a aplicação de radiação ionizante aos alimentos) é uma tecnologia que melhora a segurança e prolonga a vida útil dos alimentos reduzindo ou eliminando micro-organismos e insetos“, segundo a Food and Drug Administration (FDA).

Muitos alimentos são bombardeados com radiação ionizante antes de serem vendidos ao público. Os alimentos derivados de animais afetados incluem carne bovina, frutos do mar crustáceos, frutos do mar de moluscos, carne de porco, aves e ovos de casca. Alimentos à base de plantas incluem frutas, legumes, temperos, especiarias e sementes germinadas.

Os produtos são tratados com diferentes tipos de radiação. Alguns dos métodos de irradiação mais comuns envolvem o feixe de elétrons, raio gama, raio X e césio-137.

O césio-137 é um radionuclídeo extraordinariamente radioativo e instável. Um produto residual de processos relacionados ao nuclear, é um dos principais culpados pela contaminação radioativa em andamento em Fukushima.

A FDA afirma que os alimentos irradiados são seguros para consumo humano. No entanto, a agência federal ainda não determinou quais níveis de exposição à radiação nos alimentos podem ser considerados seguros ou inseguros.

Não há dose segura de radiação“, alertou o pesquisador Edward P. Radford, presidente do comitê Biological Effects of Ionizing Radiations (BEIR III), que investigou o desastre de Fukushima.

O melhor para a sua saúde você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais

Tome estas medidas de segurança contra a exposição à irradiação de alimentos e suprimentos de água

Dada a prevalência de alimentos irradiados e contaminantes radioativos, a exposição à radiação é inevitável. No entanto, é possível reduzir seus efeitos nocivos no corpo.

Primeiro, comece a tomar suplementos de iodo. Altas concentrações de iodo limpo no corpo bloquearão as contrapartes radioativas de se ligarem a receptores hormonais na tireoide. Certifique-se que o suplemento contém iodo e iodeto de potássio.

Em seguida, aumentar a ingestão de vitamina C. Um poderoso antioxidante que elimina os radicais livres, a vitamina C fortalece o sistema imunológico e ajuda a eliminar contaminantes radioativos no corpo. Também é seguro ingerir doses maciças todos os dias.

O consumo de chlorella também pode minimizar a exposição à radiação. Além de proteger contra a radiação, a alga verde também se liga a metais pesados ​​e toxinas, permitindo que eles sejam expurgados do corpo.

Procure outros suplementos naturais que servem como quelantes de radiação. Curcumina, resveratrol, selênio e zinco podem se livrar do iodo irradiado do corpo.

Pare de comprar alimentos irradiados em supermercados. Em vez disso, compre alimentos frescos em fontes locais que praticam métodos de agricultura orgânica.

Por último, mas não menos importante, instale dispositivos de filtragem de água em casa para garantir a segurança da água potável. Use unidades de osmose reversa ou sistemas de filtragem por gravitação. Não economize na qualidade do filtro de água – quanto mais toxinas ele retira da água, menores são os níveis e o risco de exposição à radiação.

Leia mais:

Chlorella e Coentro Podem Remover 80% dos Metais Pesados do Corpo em 42 Dias

[Estudo] Fukushima Expôs TODOS os Seres Humanos à Dose de Radiação de uma Radiografia Completa de Tórax

Fontes:
Radiation News: How else are we being exposed to the dangers of radiation in our food and drinking water?
Natural Health 365: Everyday radiation in food and water: Where it is and what you can do about it
NOAA: Fukushima Radiation in U.S. West Coast Tuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site