Notícias Naturais
Receitas para Secar em 30 dias

A maioria das pessoas envolvidas com a cura natural geralmente recomenda suplementos vitamínicos, minerais ou outros suplementos alimentares, dependendo do estado de saúde da pessoa que deseja reverter algo.

Há muita pesquisa sendo feita para entender melhor os efeitos fisiológicos desses fatores alimentares.

O uso dessas substâncias naturais como medicamento tem sido muito contestado pela maioria dos profissionais da medicina. O médico convencional médio comum sente que todos os fatores necessários para a saúde podem ser obtidos através da SAD (Standard American Diet – Dieta Padrão Americana) e que os suplementos adicionais são um desperdício de dinheiro.

Praticantes da cura natural sentem que a SAD, de modo algum, fornece esses elementos necessários em quantidades para promover a saúde por várias razões.

Por um lado, nossos alimentos são cultivados em solos que foram esgotados pela agricultura intensiva desde 1940, usando fertilizantes petroquímicos em vez de esterco, sem a menor ideia sobre a compreensão adequada dos princípios orgânicos do uso da terra e da ecologia.

Em seguida, esses métodos de cultivo removeram os minerais do solo que promovem a saúde, como enxofre e zinco, que estão essencialmente anulados no solo e, em última análise, nos alimentos.

Mesmo que o alimento pareça nutritivo, ele não fornece a mesma proporção de minerais que o alimento fornecia há 70 anos.

Para piorar, esses alimentos já deficientes em minerais são enlatados, armazenados por longos períodos ou preparados incorretamente simplesmente para estender a vida na prateleira. E a pessoa comum? Sem noção de como evitar a perda de vitaminas solúveis em água dos alimentos, ou a destruição de vitaminas instáveis ​​ao calor na culinária.

Então, o refinamento de alimentos, como vemos em quase todas as prateleiras dos supermercados, é outra causa da redução do valor nutricional dos alimentos.

No entanto, achamos que a substituição ou adição de algumas vitaminas pode duplicar ou compensar a destruição maciça de nossos grupos básicos de alimentos.

Mesmo que o nosso suprimento de alimento fosse o melhor disponível e tivéssemos o cuidado de comer apenas alimentos orgânicos e não processados, ainda haveria o fato de que ainda seríamos deficientes em termos nutricionais. Se isso não fosse verdade eu não teria passado por um processo de desintoxicação depois de tomar os cristais de enxofre com uma dieta que é 99% orgânica sem alimentos processados, transgênicos (soja, milho, algodão, canola), refrigerantes, ovos cobertos de salmonela, ou laticínios.

Leia também: Mudar para uma Dieta de Alimentos Orgânicos faz com que Seus Níveis de Pesticidas Caiam Rapidamente – Estudo

Todos nós temos nossa própria composição bioquímica. Como membros homo sapiens e não réplicas exatas de um ancestral comum, estamos basicamente evoluindo com variações únicas em nossa composição e requisitos bioquímicos.

Existe documentação que apoia o fato de uma miríade de condições raras terem sido reconhecidas onde, devido a uma alteração genética bioquímica, um indivíduo pode precisar de muitas vezes a quantidade recomendada de um nutriente simplesmente para manter a função e a saúde normais. O que é menos conhecido e/ou reconhecido, é que é muito mais comum que haja um bloqueio parcial na capacidade do corpo de utilizar um nutriente. Essa falha metabólica pode ser genética ou adquirida.

Um exemplo de uma causa genética seria a produção de enzimas anormais que são deficientes em número ou são incapazes de se ligar a seus cofatores. As vitaminas são cofatores para funções enzimáticas.

Sem esse vínculo, muitas conexões bioquímicas são incapazes de ser completadas, resultando no que pode parecer uma deficiência nutricional de um único nutriente, quando, na verdade, uma quantidade média, ou mesmo acima da média, desse nutriente é consumida na dieta.

Para corrigir esta situação, uma quantidade muito grande do cofator deve ser fornecida para “forçar” a reação da enzima a ocorrer.

Quando consideramos que, mesmo com as estimativas e técnicas mais ortodoxas de estimar a necessidade bioquímica de um nutriente, conforme expresso pelas doses diárias recomendadas  (DDR) dos nutrientes essenciais conhecidos, 1 a 2% da população precisará de mais do que as DDRs de nutrientes de um indivíduo para manter a saúde adequada.

Quando você multiplica este 1 a 2 por cento pelos 50 ou mais nutrientes essenciais conhecidos, você pode ver quão provável é que um determinado indivíduo possa ser nutricionalmente deficiente em pelo menos um, se não mais, desses fatores essenciais, se a dieta fornecesse apenas os nutrientes essenciais das recomendações diárias.

A partir dessas observações, nasceu o conceito de medicina ortomolecular. O significado literal de ortomolecular significa “molécula certa” ou “molécula correta” e descreve uma forma de cura que trata a doença fornecendo a quantidade certa de nutrientes individuais, de acordo com as necessidades individuais do indivíduo.

O estresse também sobrecarrega o corpo e esgota rapidamente as reservas de muitas vitaminas. O tabaco, o álcool, o café, o flúor, os transgênicos e a poluição do ar fazem o mesmo.

Leia também: O Flúor é uma Neurotoxina que Danifica o Cérebro

Então há a língua. Aquela característica corporal maravilhosa que anula a inteligência adquirindo um gosto particular e se certificando de que o corpo se apega a ele. Apesar de todas as evidências que provam que a fisiologia do corpo humano, da forma dos dentes à forma contorcida dos intestinos, indica que deveríamos estar consumindo uma dieta à base de plantas, a língua convence a inteligência de que carne e sangue é o caminho a percorrer.

O melhor para a sua saúde você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais

Você realmente acredita que Deus não permitiria que a humanidade obtivesse vitamina B-12 e os aminoácidos essenciais de uma dieta baseada em vegetais? É por isso que o enxofre foi obtido desde tempos imemoriais através do esterco, e foi esse enxofre que permitiu ao organismo produzir vitamina B-12 e os aminoácidos essenciais. Todos vocês podem agradecer aos Rockefellers e à sua incessante busca pelo Sinal Todo-Poderoso ($$$) por tirar isso de você.

O objetivo da terapia suplementar é fornecer nutrientes essenciais deficientes no corpo para ajudar no processo de cura. Em algumas ocasiões, suplementos são tomados para efeitos terapêuticos específicos. Nesses casos, os suplementos são mais parecidos com medicamentos e menos com nutrientes. Exemplos disso seria tomar altas doses de alho para dissolver muco ou altas doses de vitaminas A e C para aumentar a eficácia do sistema imunológico do corpo.

Uma coisa a observar é o equívoco da terapia glandular. Anos atrás, alguns naturopatas que sucumbiram à idiotice sugeriram que tomar a glândula de algum animal para ajudar na recuperação do corpo humano era benéfico. Mas a pesquisa provou que as glândulas animais funcionam para animais e terão um efeito adverso nos seres humanos.

Para encerrar, entenda que seu corpo está continuamente passando por um processo de morte e renascimento celular. É essencial para esta regeneração e reparo contínuos que todos os blocos de construção necessários sejam disponibilizados.

A dieta é um dos fatores mais cruciais na produção de saúde ou doença.

Depois de escrever artigos sobre dieta, jejum e eliminação, senti que era hora de colocar meu dinheiro onde minha boca estava. Então eu fiz um jejum de três dias com água, suco de cenoura-maçã-gengibre e uma bebida que fiz usando vinagre de maçã, suco de maçã, água, canela e stévia. Após os 3 dias eu amei a sensação de luz que experimentei e continuei tomando a bebida (receita no final), adicionei smoothies e tomei crua. Em duas semanas eu perdi 12 quilos sem perda de energia e ainda segui meu regime de atletismo.

Tudo bem, aqui está a receita da bebida para meio litro: 3 colheres de sopa de vinagre de maçã; 8 gotas de stévia; ¼ colher de chá de canela; em seguida, cerca de 250 ml de suco de maçã orgânico e o resto de água não-fluorada. Em seguida, leve à geladeira e agite bem antes de beber.

No livro sobre os incríveis 25 Fatos Surpreendentes (e Perturbadores) sobre a História Oculta da Medicina, o escritor do Natural News, SD Wells, expõe a conspiração embarcada pela indústria farmacêutica e medicina alopática para mudar a palavra paciente para a palavra “cliente”, para o único objetivo de fazer e extrair dinheiro de onde quer que seja possível.

Em seu fato “# 16: Começando na década de 1960”, os anticoagulantes foram feitos com substâncias químicas de veneno de rato e intestino de porco, e Wells disse isso em seu último parágrafo:

Já ouviu falar de pimenta caiena e uma dieta baseada em vegetais orgânicos? Os anabolizantes naturais e os nutrientes de prevenção de coágulos incluem ácidos graxos ômega-3, óleo de orégano, vinagre de maçã, vitamina C, ginseng, MSM (cristais de enxofre orgânicos), gengibre, pimenta caiena, alho, cebola, ameixas, cerejas e cranberries, mirtilos, uvas, bagas de hawthorne e até morangos.

Ele também falou sobre vários produtos de peixe. Mas, não há oceano no mundo livre de mercúrio, radiação, resíduos tóxicos e outros poluentes. Então, por que comer o que é carregado com toda essa porcaria?

Leia mais:

[Estudo] Reverta 28 Doenças Eliminando os Transgênicos da sua Dieta

12 Alimentos que Você Não Precisa Comprar Orgânicos

Fontes:
– Natural News: Eat to live, not to get sick and die early
– Natural News: 25 Amazing (and Disturbing) Facts About the Hidden History of Medicine

1 Comment

  • Sandra disse:

    Com exceção da Vit. B 12 que precisa ser suplementada, tudo o que precisamos, a Natureza nos concede, sem precisar matar animais à pretexto de manter saúde e vida. Exames laboratoriais de veganos costumam surpreender alguns médicos ultrapassados, alguns obesos, cardíacos e viciados em churrasco, que ainda preconizam que a carne e o leite são fundamentais.Não são não. Sou vegetariana há quarenta anos e vegana há quatro, sem problemas de saúde, dispensando remédios para dormir e remédios para acordar, e mantendo os intestinos nos trinks, funcionando diariamente, com a ingesta de 1 copo de água em jejum e outro à noite, diariamente. A saúde humana está na terra, não nos matadouros e nem nos frigoríficos, porque a Mãe Natureza é pródiga, nem precisava tanta exuberância, fartura, diversidade e abundância de formatos, odores, consistências, cores e sabores para gregos e troianos se fartarem à beça, sem efeitos colaterais ou contra indicações, e ainda por cima mantendo o peso ideal, se essa opção alimentar, claro, for conjugada a uma atividade física indispensável para o esqueleto não “enferrujar”. Viciados em carne, coitados, continuarão buscando nas farmácias o que poderiam encontrar na feira e no setor de Hortifruti dos mercados, se deixassem de se alimentar dos pedaços de cadáveres que consomem, amando muito tudo isso. Que pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site