Notícias Naturais

Ter um microbioma intestinal equilibrado é importante para se manter saudável. No entanto, quando a maioria dos americanos fica doente, eles tomam antibióticos, o que pode perturbar o microbioma intestinal. E, de acordo com um estudo recente publicado no American Journal of Pathology,  isso pode prejudicar a saúde dos ossos.

Os antibióticos matam as bactérias no intestino que auxiliam os sistemas digestivo e imunológico. Estas bactérias benéficas do intestino também ajudam o corpo a absorver melhor os nutrientes dos alimentos e suplementos.

Pesquisadores da Universidade de Medicina da Carolina do Sul analisaram o efeito de interromper o microbioma intestinal saudável com antibióticos durante o desenvolvimento ósseo pós-puberal. O desenvolvimento ósseo após a puberdade é uma janela crítica de plasticidade que suporta o aumento de cerca de 40% do pico de massa óssea. Um estudo anterior estabeleceu que a microbiota intestinal contribui para a saúde óssea.

Para o estudo, eles trataram ratos com um coquetel de três antibióticos. O tratamento antibiótico resultou em grandes mudanças na microbiota intestinal, afetando grandes grupos de bactérias.

Posteriormente, os pesquisadores avaliaram a integridade do sistema esquelético. Embora as alterações na microbiota induzidas por antibióticos tenham tido pouco impacto no osso cortical, ocorreram mudanças significativas no osso trabecular – um tipo de osso que sofre altas taxas de metabolismo ósseo. O metabolismo ósseo é regulado através de um equilíbrio de osteoclastos ou células de reabsorção óssea e osteoblastos ou células de construção óssea. No estudo, nenhuma alteração ocorreu nos osteoblastos, enquanto o número, o tamanho e a atividade dos osteoclastos aumentaram.

Os pesquisadores queriam determinar o que causava a atividade dos osteoclastos, então eles examinaram os níveis de várias moléculas sinalizadoras de osteoclastos. Eles descobriram que os níveis de moléculas de sinalização pró-osteoclásticas aumentaram na circulação de camundongos tratados com antibióticos. Isto indicou que o aumento da atividade dos osteoclastos é o resultado de uma resposta imune específica a uma mudança na microbiota.

Para determinar como os antibióticos afetam as células imunes no ambiente da medula óssea, os pesquisadores avaliaram as células do sistema imunológico na medula óssea. Eles descobriram que células supressoras derivadas da linhagem mieloide (MDSC) de animais tratados com antibióticos aumentaram significativamente. As MDSCs regulam a resposta imune inata e adaptativa em várias doenças. Além disso, a apresentação e o processamento de antígenos foram suprimidos na medula óssea após o tratamento com antibióticos.

No geral, os resultados do estudo demonstraram que o uso de antibióticos interrompeu a microbiota intestinal. Essa ruptura também desregulou a comunicação entre as células do sistema imunológico e as células ósseas, causando uma resposta inflamatória que leva ao aumento da atividade dos osteoclastos.

Este relatório introduz antibióticos como um modulador exógeno crítico da resposta osteoimune da microbiota intestinal durante o desenvolvimento esquelético pós-puberal“, disse o Dr. Chad Novince, um dos pesquisadores do estudo.

Antibióticos podem alterar permanentemente o microbioma intestinal

Vários estudos mostraram que uma dose única de um antibiótico altera a flora intestinal. Um estudo publicado no Journal of Antimicrobial Chemotherapy mostrou que um único tratamento de antibióticos intravenosos alterou a variedade de cepas bacterianas no intestino e causou o desenvolvimento do patógeno Clostridium difficile, que pode causar diarreia grave e colite.

Além disso, tomar o antibiótico ciprofloxacina diminuiu a diversidade de bactérias no intestino, afetando cerca de um terço das espécies bacterianas do intestino, de acordo com um estudo da revista PLOS Biology. Este estudo também revelou que várias espécies bacterianas não recuperaram após seis meses. Isso indica que mesmo um curto período de antibióticos pode causar mudanças permanentes na comunidade de boas bactérias intestinais.

Leia mais:

A Relação entre a Modulação da Microbiota Intestinal e sua Capacidade de Prevenir Doenças

[Estudo] Dietas de Alto Teor de Gordura Causam Ansiedade e o Estresse Causa Problemas de Digestão

Fontes:
– Natural News: Study: Antibiotics can disrupt the gut microbiome, which regulates biological functions such as skeletal health
– Integrative Practitioner: Antibiotic disruption of the gut microbiome dysregulates skeletal health
– Journal of Antimicrobial Chemotherapy: The influence of single dose intravenous antibiotics on faecal flora and emergence of Clostridium difficile
– Plos Biology: The Pervasive Effects of an Antibiotic on the Human Gut Microbiota, as Revealed by Deep 16S rRNA Sequencing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site