Notícias Naturais
Receitas para Secar em 30 dias

Uma área de pesquisa que tem recebido muita atenção recentemente é a conexão entre a saúde intestinal e cerebral. Com os problemas de saúde mental sendo uma preocupação crescente, os cientistas vêm tentando descobrir algumas de suas causas, e um novo estudo da Bélgica mostra que a depressão pode ser um sintoma de saúde intestinal precária.

No estudo, publicado na Nature Microbiology, os pesquisadores analisaram os dados do microbioma fecal de mais de 1.000 pessoas que estavam inscritas no Flemish Gut Flora Project. Eles reuniram esses dados com dados sobre diagnósticos de depressão, na esperança de explorar a ligação entre bactérias intestinais, depressão e qualidade de vida.

Depois de olhar para mais de 500 bactérias que foram isoladas do trato gastrointestinal humano, eles descobriram que as pessoas que sofrem de depressão tinham baixos níveis persistentes de duas bactérias intestinais em particular, Dialister e Coprococcus. Isso era verdade também entre as pessoas que tomavam antidepressivos. Uma coorte independente de mais de 1.000 pessoas que participaram do holandês LifeLinesDEEP e pacientes clinicamente deprimidos foi usada para validar os resultados. É uma descoberta emocionante que pode levar a um tratamento baseado em probióticos para a depressão – algo que é extremamente necessário quando você considera todos os efeitos colaterais que acompanham os antidepressivos modernos.

Muitos dos antidepressivos mais utilizados hoje em dia vêm com avisos de tarja preta porque aumentam o risco de pensamentos e comportamentos suicidas. Os efeitos colaterais comuns dos antidepressivos podem incluir insônia, constipação, náusea, visão turva, ganho de peso, aumento do apetite e problemas sexuais. Não parece coincidência que muitos perpetradores de tiroteios em massa estivessem usando esses medicamentos no momento de seus ataques mortais. Os probióticos, por outro lado, são relativamente seguros para a maioria das pessoas e podem trazer outros benefícios para sua saúde, tornando-os uma ótima solução para um grande problema que o mundo enfrenta atualmente.

A pesquisa do eixo cérebro-intestino pode levar a tratamentos seguros e eficazes

Descobertas recentes sobre o eixo cérebro-intestino podem levar a alguns novos tratamentos promissores para problemas de saúde mental. O intestino tem um sistema nervoso próprio que gera neurotransmissores semelhantes aos criados pelo cérebro – como serotonina, acetilcolina e melatonina – e acredita-se que o cérebro e o intestino se comunicam entre si. Assim como sentir-se ansioso ou deprimido pode causar uma dor de estômago, condições gastrointestinais fracas podem levar à depressão ou ansiedade. Portanto, é lógico que os probióticos que trazem de volta o equilíbrio do microbioma intestinal poderiam ajudar a resolver esses problemas.

Imagens do cérebro mostraram que as pessoas que tomam probióticos experimentam mudanças nas partes do cérebro que estão envolvidas no humor. Os pesquisadores também estão explorando se os probióticos podem ajudar a resolver problemas como transtorno bipolar, esquizofrenia e autismo. Curiosamente, as bactérias do intestino também foram associadas a condições como obesidade, câncer de cólon e diabetes tipo 2.

É claro que depressão e ansiedade são muito complexas, e outros fatores também podem influenciar problemas de saúde mental. A falta de exercício, deficiências nutricionais, estresse, problemas de tireoide e até alergias também podem desempenhar um papel. Não é de admirar, então, que os milhões de pessoas que tomam antidepressivos não estejam vendo sua depressão desaparecer. Um problema tão multifacetado requer uma abordagem holística que aborde os diversos fatores envolvidos em seu desenvolvimento. Probióticos, nutrição adequada e uma dieta limpa podem ajudar muito a melhorar o humor e a saúde geral das pessoas – sem recorrer a antidepressivos de risco.

Leia mais:

Iogurte de Brócolis? Pesquisadores Descobriram que a Mistura Eliminou 75% dos Tumores de Câncer de Intestino

[Estudo] Mulheres Grávidas Podem Reduzir o Risco de Depressão Pós-Parto Pela Metade com Probióticos

 

Fontes:
– Natural News: Is depression just a symptom of bad gut health? Study confirms link between gut and brain health
– NutraIngredients: Probiotic-based approach to tackle depression suggested as gut-brain link reinforced in study
– Harvard Health Publishing: Can probiotics help treat depression and anxiety?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site