Notícias Naturais
Receitas para Secar em 30 dias

Muitas pessoas não sabem disso, mas é impossível ser pró-vida e pró-vacina. Isso porque “tecido fresco” de bebês humanos abortados é “absolutamente essencial”, segundo os cientistas da indústria das vacinas, para pesquisar e desenvolver novas vacinas.

Perante uma recente audiência no Congresso sobre a suposta necessidade de financiamento federal contínuo, Sally Temple, ex-presidente da Sociedade Internacional para Pesquisa de Células-Tronco, alegou que as partes de corpos de bebês abortados são “únicas” e que não há substituto alternativo diz respeito à criação de vacinas.

Ela alega que os restos fetais “triturados” coletados de “açougues” como a Planned Parenthood são uma parte crítica do processo de desenvolvimento de “modelos” que abrangem “o mais completo sistema imunológico humano”.

Atualmente, os melhores modelos são os que usam tecido fetal”, declarou Temple claramente aos membros do Congresso.

 “Cientistas” da indústria das vacinas estão usando partes do corpo de bebês abortados para criar camundongos de teste mutantes

Uma das coisas hediondas que esses açougues de fetos estão fazendo com as partes do corpo de bebês abortados é juntá-las com ratos para testar novos medicamentos e vacinas.

Conhecido como Hu-BLT, esses camundongos mutantes “humanizados” são usados ​​em experimentos para testar a segurança e a eficácia de medicamentos como Truvada (emtricitabina / tenofovir disoproxil fumarato), uma medicação para HIV comumente prescrita para profilaxia pré-exposição.

Esses camundongos têm sido críticos para o desenvolvimento do Truvada”, disse Temple, cuja organização que defende o trabalho com células-tronco embrionárias e fetais recebeu 6 milhões de dólares em financiamento federal nos últimos três anos“, relata o site GreenMedInfo.

O Truvada é um medicamento ‘preventivo’ para homens homossexuais e bissexuais sexualmente ativos, saudáveis ​​e de alto risco, para prevenir a transmissão do HIV.

Bebês abortados ainda são usados ​​para criar vacinas contra a SCR, DTaP-IPV, hepatite A e varicela

Além do Truvada, há também uma enorme quantidade de vacinas para as quais esses camundongos mutantes incorporados com tecido fetal humano abortado são usados ​​para fins de teste. De acordo com Temple, nem seria possível desenvolver vacinas sem primeiro abortar bebês humanos e colher seus tecidos.

As linhas de células usadas para produzir as vacinas são valiosas, mas, para fazer o protótipo original da vacina, isso requer esses modelos humanizados em muitos casos“, disse ela.

As duas linhas de células particulares às quais ela está se referindo, aqui, conhecidas como MRC-5 e WI-38, são obtidas do tecido pulmonar de bebês abortados “maduros”. Eles continuam a ser usados ​​no desenvolvimento de uma série de vacinas infantis comuns, incluindo as contra sarampo, caxumba e rubéola (SCR); difteria, tétano, pertussis e poliomielite (DtaP-IPV); hepatite A; e varicela.

O MRC-5 e o WI-38 foram recolhidos dos corpos de bebês abortados nos anos 1960 e 1970, como um depoimento feito este ano do desenvolvedor de vacinas Stanley Plotkin revelou que mais de 70 bebês abortados eram necessários como parte da “safra”, para apenas uma das duas linhas de células.

Leia também: Filho de Ex-lutador do UFC Morre após Tomar a Vacina SCR

A Planned Parenthood continua a vender ilegalmente partes do corpo de bebês abortados para a indústria farmacêutica por lucro em dinheiro

Os fabricantes de vacinas e produtos farmacêuticos continuam obtendo partes do corpo de bebês abortados para seus projetos de pesquisa em curso. Uma operação oculta detalhada do Centro para o Progresso Médico (CMP) revelou que a Planned Parenthood tem lucrado ilegalmente há décadas.

Embora a administração Trump tenha reprimido a prática desde que a série de vídeos do CMP foi lançada, ainda há dinheiro de impostos sendo desembolsado para essa pesquisa, que vários políticos conservadores estão tentando pôr fim.

Meus eleitores têm um problema em usar seus impostos para comprar cérebros de bebês e olhos de bebê para fazer pesquisas quando acham que é abominável“, afirmou o deputado Mark Meadows, republicano da Carolina do Norte, no final da mesma audiência.

Você não entende por que temos esse problema? Você sabe que gastamos 25.000 dólares em 30 pares de olhos e 15 deles passaram das 20 semanas de gestação. Você vê o dilema em que estamos?

Leia mais:

Novo Estudo Impressionante Prova que a Indústria das Vacinas é Apenas uma Extensão da Indústria do Aborto

Associação Americana de Médicos e Cirurgiões: “As Vacinas não são 100% Seguras, nem 100% Eficazes”

Fontes:
Blog Anti Nova Ordem Mundial: A Indústria Farmacêutica Está Essencialmente Fabricando Vacinas a Partir de Bebês Abortados
– Natural News: Big Pharma essentially making vaccines from “chop shop” baby parts – where’s the outrage?
– GreenMedInfo: Vaccine Industry Drives Trade in Aborted Baby Parts
– Natural News: Leftist baby-murderers are now creating mutant mice out of aborted baby parts for Big Pharma drug testing
– Natural News: Planned Parenthood could face federal charges for trafficking baby body parts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site