Notícias Naturais
Receitas para Secar em 30 dias

À medida que envelhece, você precisa obter vitamina D suficiente, o que é essencial para várias funções de saúde. Fazer isso pode ajudar a prevenir uma deficiência de vitamina D, que está ligada ao estresse adicional no sistema imunológico e maior chance de doença. Segundo um estudo, a suplementação de vitamina D também oferece muitos benefícios, como a prevenção de doenças. De fato, tomar suplementos de vitamina D pode ajudar a diminuir o risco de problemas de saúde, como o Alzheimer e o mal de Parkinson, juntamente com a esclerose múltipla (EM).

O estudo foi publicado na revista JAMA Neurology.

Como a vitamina D pode prevenir o Alzheimer, EM e Parkinson?

Aumentar os seus níveis de vitamina D pode ajudar a prevenir o Alzheimer e o Parkinson, uma vez que a deficiência de vitamina D é um dos precursores de ambas as doenças. Tomar vitamina D suficiente também pode ajudar a minimizar a inflamação e retardar a progressão das doenças.

Doenças neurodegenerativas como Alzheimer, EM e Parkinson afetam o sistema nervoso e fazem o corpo atacar suas próprias células devido a uma resposta auto-imune.

Alzheimer, sistema nervoso e vitamina D

Em outro estudo, os pesquisadores descobriram que a vitamina D pode beneficiar pessoas com  Alzheimer e Parkinson. A vitamina D também ajudou a auxiliar seu sistema nervoso. Até à data, o Alzheimer está atingindo níveis epidêmicos entre os idosos. Embora apenas algumas intervenções tenham se mostrado eficazes, a vitamina D parece promissora.

Os resultados do estudo sugerem que indivíduos com níveis muito baixos de vitamina D, como menos de 10 ng/mL, têm um alarmante risco 122 por cento maior de Alzheimer. Enquanto isso, pessoas com menos de 20 ng/mL eram 51% mais propensas a serem atingidas. Níveis perigosamente baixos de vitamina D estão ligados a todo o espectro de doenças relacionadas ao Alzheimer, demência e funcionamento cognitivo geral.

EM, mielina e vitamina D

Quando uma pessoa tem EM, a mielina em seu corpo é destruída. Quando isso acontece, danifica os nervos e os tornam incapazes de disparar sinais elétricos no corpo.

A mielina é o material gorduroso que reveste, protege e isola seus nervos. Este material permite que seus nervos conduzam rapidamente impulsos entre o cérebro e diferentes partes do corpo. A mielina também possui proteínas que podem ser alvo do sistema imunológico. O material reveste os nervos do sistema nervoso central e do sistema nervoso periférico, e a destruição da mielina no sistema nervoso central desencadeia a maioria dos sintomas da EM.

Níveis sanguíneos adequados de vitamina D podem ajudar a proteger e auxiliar seus sistemas imunológico e nervoso para prevenir o aparecimento e a progressão dessas condições.

Os resultados do estudo revelaram que, após 18 meses, a vitamina D melhorou significativamente os diferentes sintomas e marcadores da EM. Os pesquisadores observaram que os voluntários que tinham os níveis mais altos de vitamina D (acima de 40 nanogramas por mililitro [ng/mL]) tinham o menor número de lesões adicionais.

A suplementação com vitamina D também atrasou a progressão da EM. Um estudo separado de 2015 validou esses benefícios à saúde da vitamina D para pacientes com EM.

Parkinson e a deficiência de vitamina D

De acordo com um artigo publicado em 2014 na revista Neurological Sciences, as deficiências de vitamina D estão associadas a um maior risco de Parkinson.

Um artigo separado publicado em 2015 resumiu uma meta-análise de milhares de pacientes com Parkinson, e os resultados indicaram que baixos níveis de vitamina D podem aumentar o risco de Parkinson pelo menos duas vezes. Felizmente, a suplementação de vitamina D pode minimizar o risco de Parkinson em 38%.

Suplementação de vitamina D para prevenção de doenças

Vários estudos têm atestado a eficácia da vitamina D na prevenção e desaceleração da progressão de doenças neurodegenerativas debilitantes como Alzheimer, EM e Parkinson. Você também precisa desta vitamina para o bom funcionamento do sistema imunológico. Para manter a saúde ideal, mantenha os níveis sanguíneos de vitamina D em torno de 50 a 80 ng/mL.

A luz do sol é uma das melhores fontes de vitamina D, mas para aqueles no hemisfério norte, os raios do sol não são diretos o suficiente para produzir a vitamina D necessária para uma saúde ideal. A “sabedoria convencional” também afirma que a quantidade diária recomendada de vitamina D de 600 a 800 unidades internacionais (UI) não é suficiente.

Dependendo do seu estado atual de saúde, você pode precisar manter pelo menos 5.000 – 8.000 UI de vitamina D para uma suplementação adequada. Sempre verifique com um profissional de saúde antes de fazer qualquer alteração na dieta ou tomar qualquer suplemento. Você também pode tomar vitamina D junto com a vitamina K, juntamente com algumas gorduras saudáveis, para uma melhor absorção.

Leia mais:

Deficiência de Vitamina D Está Diretamente Ligada ao seu Risco de Câncer

Uso Excessivo de Protetor Solar Pode Levar à Deficiência de Vitamina D

Fontes:
– Natural News: Being deficient in vitamin D can increase your risk of Parkinson’s and Alzheimer’s
– Natural Health 365: Low vitamin D levels linked to Parkinson’s and Alzheimer’s disease
– EMedicine Health: Multiple Sclerosis Treatment Drugs (Side Effects)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site