Notícias Naturais

A razão pela qual não existem medicamentos prescritos hoje, onde os efeitos colaterais não são piores do que a doença a ser tratada é porque a indústria farmacêutica não vai tratar ou curar nada sem criar vários novos problemas que mantêm seus “clientes perpétuos” voltando sempre. A maioria dos americanos não quer parar de comer junk food, fast food, comida de restaurante de franquia corporativa, comida de microondas, comida preparada em barra, e alimentos diet que são quase todos repletos de adoçantes sintéticos, transgênicos e glutamato monossódico.

Devido quase inteiramente a esses hábitos alimentares desagradáveis, cerca de 200 milhões de americanos procuram médicos para receitar-lhes pílulas cheias de substâncias químicas para acabar com a dor, conter a hipertensão, reduzir a inflamação, desobstruir coágulos, anestesiar a ansiedade e anular a depressão.

A FDA e o CDC não permitem que qualquer coisa que cure doenças ou distúrbios seja rotulada como “remédio”

A maioria dos americanos acha que a FDA foi criada para nos proteger de produtos químicos perigosos que podem acabar em alimentos e remédios, mas o oposto é verdadeiro. Durante o século passado, a FDA tentou destruir todas as formas de tratamento holístico nos Estados Unidos que competem com tratamentos de medicamentos e vacinas que são prontamente distribuídas pelo esquema de tratamento doentio alopático de Ponzi, que se disfarça de ‘cuidado da saúde’, neste país.

O CDC é uma corporação com fins lucrativos listada na Dun and Bradstreet. Como uma agência de proteção da saúde, o CDC deve salvar vidas e conduzir ciência crítica para responder a ameaças quando elas surgirem, mas as corporações farmacêuticas têm lobistas e seus vice-presidentes agora em posições de controle na burocracia, redigindo leis que favorecem novos e não testadas aprovações de medicamentos, como eles têm há décadas.

Tanto a FDA como o CDC promovem produtos químicos tóxicos como remédios, incluindo medicamentos prescritos, quimioterapia e vacinas. Enquanto isso, qualquer alimento, erva, tintura, planta, semente ou óleo essencial que trata, previne ou cure doenças é proibido como “remédio”, enquanto ele é manipulado em laboratórios, enfraquecido ou amortecido, patenteado e, então, declarado um fracasso.

Mortes por prescrição de medicamentos disparam enquanto o mundo da indústria farmacêutica finge procurar curas para câncer, demência e diabetes

Vinte anos atrás, apenas quatro em cada 100.000 pessoas morreram por tomar medicamentos prescritos “como recomendado” por seus médicos. Agora, um em cada dez americanos luta contra o vício em medicamentos prescritos (pense em opioides e ISRSs). Atualmente, mais de três milhões de americanos abusam de analgésicos, dois milhões abusam de tranquilizantes, 1,7 milhão abusam de estimulantes e meio milhão abusam de sedativos.

Mais americanos usam e abusam de medicamentos prescritos “controlados” do que de heroína, cocaína e metanfetaminas combinadas. Quantos deles vão morrer este ano? Cerca de 50 pessoas vão morrer hoje de overdose de opiáceos. E agora a heroína é a droga da morte de escolha para a maioria das pessoas que se tornam dependentes de analgésicos opiáceos. A maioria dos adolescentes acha que é mais seguro tomar os remédios receitados de um amigo do que dosar drogas ilegais, só porque foram prescritos por um médico, mas isso não é verdade.

Os efeitos colaterais da maioria dos medicamentos prescritos que tratam a depressão e a ansiedade incluem depressão e pensamentos de suicídio agravados. Quão ridículo é isso? Todos os medicamentos prescritos na televisão para todas as crianças e adolescentes americanos que se encontram vêm carregados de efeitos colaterais que você não desejaria aos seus piores inimigos. Em seguida, todos eles apresentam o mesmo slogan: “Pergunte ao seu médico se (nome químico complexo aqui) é ideal para você“.

Só faria sentido que as curas naturais fossem proibidas se elas causassem efeitos colaterais como todos os medicamentos prescritos, mas elas não causam. Se os alimentos orgânicos causassem os problemas de saúde que os alimentos convencionais causam, eles também seriam banidos, recolhidos ou presos a etiquetas de advertência.

É como se todos vivêssemos em total idiotice como o filme “Idiocracia”. Mais de 200 milhões de americanos acham que não tem problema se o médico lhes prescrever “remédio” que pode causar hemorragia interna, perda de visão, coma, sentimentos de suicídio, e pensamentos de cometer homicídio. Acorde. Você está vivendo dentro de um pesadelo da vida real, onde a comida é tóxica, o remédio é mais tóxico e os médicos não têm educação nutricional, mas vão à universidade por oito anos para aprender como lidar com remédios químicos, assim como a ciência de palhaço Bozo. Talvez todos os médicos usem grandes perucas vermelhas com grandes narizes vermelhos e grandes sapatos vermelhos enquanto escrevem as prescrições tóxicas.

Leia mais:

Todos os Produtos Farmacêuticos são Projetados para o Controle Populacional?

A Medicina Moderna é uma Forma de Morte por Definição?

Fontes:
– Natural News: Ask yourself: Why are there no prescription medications without horrific side effects?
– Truth Wiki: FDA – Food and Drug Administration
– Truth Wiki: CDC – Centers for Disease Control and Prevention
– FDA News: Cancellation of government contract PROVES the FDA has been buying aborted baby parts for medical research
– CDC News: Vaccine Scandal Censorship In America Modeled After Communist China
– Natural News: Prescription drug deaths skyrocket 68 percent over five years as Americans swallow more pills
– Talbott Recovery: 2018 Prescription Drug Abuse Statistics You Need To Know
– Natural News: What if food ads had to list the side effects like prescription drugs on TV?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe