Notícias Naturais

Conforme o Alzheimer continua a crescer em prevalência em todo o mundo, os cientistas estão procurando freneticamente por uma cura. É claro que é muito difícil encontrar uma solução para o problema sem saber o que o causa. Existem muitas teorias sobre o papel que poderia ser desempenhado por fatores genéticos, ambientais e de estilo de vida, mas pouco em termos de evidências concretas.

A ideia de que a calcificação da glândula pineal pode estar por trás da doença está começando a ganhar alguma força. As calcificações intracranianas podem se acumular no cérebro de uma pessoa à medida que envelhecem e podem afetar estruturas cerebrais, como o plexo coroide, a glândula pineal e a habênula. De fato, a calcificação da glândula pineal pode ser vista em dois terços dos adultos.

A glândula pineal é responsável por secretar o hormônio melatonina. Embora a maioria das pessoas associe isso à regulação do sono, nem todos estão cientes de que se descobriu que ela protege as pessoas contra mais de 100 condições de saúde diferentes, incluindo alguns tipos de câncer. A calcificação da glândula pineal tem sido negativamente correlacionada em estudos com distúrbios no ritmo do sono. Além disso, descobriu-se que pessoas com menos calcificação em sua glândula pineal tinham mais melatonina em sua saliva.

Uma característica conhecida do Alzheimer é a formação de placas amiloides no cérebro. A melatonina pode inibir a formação das placas que podem levar à doença de Alzheimer, mas não pode fazer nada para reverter a formação das placas existentes. Isso faz com que seja mais adequado como medida preventiva do que um tratamento. Estudos mostraram que dar aos ratos quantidades suficientes de melatonina no início da vida pode prevenir a doença de Alzheimer mais tarde.

O fortalecimento dessa conexão é o fato de que os pacientes com Alzheimer tendem a ser deficientes em melatonina e têm graus mais altos de calcificação da glândula pineal do que aqueles com outros tipos de demência. Além disso, o site Green Med Info aponta que os distúrbios do sono são considerados um fator determinante do Alzheimer, porque a vigília eleva os níveis da proteína beta-amiloide que está ligada à doença, enquanto o sono a reduz.

Prevenção da calcificação cerebral

Se a calcificação do cérebro for a principal causa do Alzheimer, encontrar formas de inibir essa calcificação pode ser uma boa estratégia para prevenir ou tratar a doença. A boa notícia é que os cientistas já têm uma forte ideia do que pode causar a calcificação. Por exemplo, as pessoas podem evitar a exposição a contaminantes ambientais e materiais citotóxicos que causam danos cerebrais para conter seus riscos. Outra abordagem potencial é a redução do estresse, pois o estresse tem sido associado à calcificação da glândula pineal em animais.

Além disso, as pessoas podem recorrer a agentes neuroprotetores naturais para ajudar a prevenir danos causados ​​pela calcificação. Por exemplo, descobriu-se que a curcumina, o polifenol encontrado na cúrcuma, oferece uma ampla gama de funções que sustentam e protegem o cérebro. De fato, um estudo japonês descobriu que os pacientes com Alzheimer que apresentaram declínio cognitivo grave, ansiedade, apatia, agitação e irritabilidade notaram uma melhora em seus sintomas após a suplementação com cúrcuma em pó por um ano.

Uma dieta que é rica em gordura saudável também demonstrou melhorar a saúde neurológica, juntamente com a memória e cognição. É por isso que alguns pacientes com Alzheimer estão percebendo melhorias com o óleo de coco.

Há também alguns passos que você pode tomar para estimular a produção de melatonina pela glândula pineal. Por exemplo, dormir em um quarto que é muito escuro e não tem luz ambiente pode aumentar sua produção. Os especialistas sugerem que você crie condições crepusculares em sua casa por várias horas antes de dormir, mantendo as luzes apagadas e removendo as fontes de luz do quarto.

A cura definitiva para o Alzheimer pode ainda estar longe, mas como você pode ver, há muito o que você pode fazer agora para reduzir seu risco.

Leia mais:

Melhore seu Bem-Estar Espiritual, Mental e Físico Desintoxicando sua Glândula Pineal

O Flúor Literalmente Transforma a Glândula Pineal em Pedra

Fontes:
Isso Eu Já Fiz: A Calcificação da Glândula Pineal é a Causa do Alzheimer?
Natural News: Is brain calcification the cause of Alzheimer’s disease?
GreenMedInfo: A Radically New Understanding of Alzheimer’s Disease Causes and Cures
Natural News: Melatonin may prevent Alzheimer’s disease – sleep your way to brain health
Natural News: Turmeric produces mind-blowing recovery from dementia symptoms, multiple case studies show

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe