Notícias Naturais

Dor nas costas é algo que todos experimentam em algum momento, e é algo que não gostaríamos de suportar o tempo todo. Dizem que os americanos gastam 50 bilhões de dólares anualmente para tratamento e medicamentos caros. Felizmente, os pesquisadores descobriram uma solução mais natural – e mais barata – para esse problema crescente.

Um estudo publicado no Pain Physician sugere que a suplementação adequada de vitamina D pode ajudar a reduzir e aliviar a dor lombar crônica.

Para provar a conexão entre esse nutriente e a dor nas costas, os pesquisadores convidaram 68 adultos para participar do estudo. Todos relataram sofrer de dor lombar há pelo menos três meses e não estão melhorando nem com medicação e fisioterapia.

Antes do experimento, os pesquisadores descobriram que o nível médio de vitamina D dos voluntários era de apenas 12,8 ng/mL (nanogramas por mililitro). Este número foi muito inferior à quantidade recomendada de 40 ng/ml de vitamina D para melhorar a saúde.

Assim, durante as próximas oito semanas, os participantes receberam 60.000 UI de vitamina D três vezes por semana, aumentando seus níveis médios para 36,07 ng/mL. Enquanto isso, para medir seu nível de dor e incapacidade, uma escala analógica visual de dor foi usada antes, durante e ao final do estudo.

Os resultados mostraram que após os indivíduos receberem doses mais elevadas de vitamina D, os níveis de dor e incapacidade diminuíram significativamente. Dr. Babita Ghai, MD, DNB, principal autor do estudo, comentou: “Nossas descobertas fornecem uma justificativa razoável para o aconselhamento de suplementação dietética, bem como medicação terapêutica para atingir níveis normais de vitamina D em pacientes com dor musculoesquelética.”

Ela acrescentou que o nutriente natural tem influências anatômicas, hormonais, neurológicas e imunológicas na expressão da dor, e encorajou mais estudos sobre a correlação entre a vitamina D e a dor lombar.

Estudos anteriores revelaram os mesmos resultados

Em 2015, uma pesquisa foi realizada envolvendo 328 pacientes indianos com dor lombar crônica. Os pesquisadores descobriram que os voluntários também estavam com falta de vitamina D – 86% dos homens e 83% das mulheres tinham níveis abaixo do normal.

Dos participantes, 66 por cento dos homens e 58 por cento das mulheres tinham níveis de vitamina D abaixo de 20 ng/mL, o que é uma indicação clara da deficiência de vitamina D. Isto sugeriu a conexão entre os níveis de vitamina D e a dor lombar crônica entre os índios. Eles também notaram que o nutriente tem um papel importante no metabolismo ósseo e na função neuromuscular.

Outro estudo foi feito pela Mayo Clinic para ver a associação da dor musculoesquelética com a deficiência de vitamina D. O estudo envolveu 150 pacientes com dor musculoesquelética, com idades entre 10 e 65 anos.

Os pesquisadores ficaram surpresos ao descobrir que 93 por cento dos voluntários tinham baixos níveis de vitamina D, com 28 por cento deles considerados severamente deficientes. Devido a esse achado, os pesquisadores sugeriram que as pessoas que sofrem de dor musculoesquelética sejam examinadas quanto à deficiência de vitamina D.

Sinais de deficiência de vitamina D

Como determinar se você ou alguém da sua família pode estar com falta de vitamina D? Confira a lista de sintomas abaixo:

* Muitas vezes ficando doente
* Sempre se sentindo cansado ou com excesso de fadiga
* Experimentando dor óssea e dor nas costas
* Depressão
* Cura lenta de feridas
* Perda óssea
* Perda de cabelo
* Dor muscular

Leia mais:

Você Sabe Como a Falta de Vitamina D Afeta sua Saúde?

[Estudo] A Vitamina D Reduz a Inflamação Causada Pela Diabetes Tipo 2

Fontes:
– Natural News: Supplementing with vitamin D shown to reduce chronic lower back pain
– Natural Health 365: Back pain relief found by maintaining proper levels of vitamin D in the body
– Health Line: 8 Signs and Symptoms of Vitamin D Deficiency

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe