Bactérias Resistentes a Antibióticos em Ascensão: O que Você Pode Fazer Agora para Manter-se Saudável?

O CDC informou recentemente casos de mais de 200 tipos de bactérias que são resistentes aos antibióticos, também conhecidos como “superbactérias”. Os casos foram generalizados em 27 estados, soando um alarme entre as organizações de saúde e o governo.

Parece que essas bactérias estão prosperando no mesmo lugar em que são tratadas – os hospitais. Segundo relatos, independentemente de quão limpos os hospitais são mantidos, essas bactérias permanecem no sistema de encanamento.

Marc Sprenger, diretor da secretaria de resistência antimicrobiana da Organização Mundial da Saúde (OMS),  disse que é normal que os medicamentos eventualmente percam sua capacidade de matar as bactérias. Ele acrescentou que, assim como qualquer outro organismo vivo, as bactérias evoluem para sobreviver ao ambiente atual em que estão inseridas.

Leia também: [Estudo] Em 2050 uma Pessoa Morrerá a Cada 3 Segundos por Bactérias Resistentes aos Medicamentos

Protegendo-se contra essas superbactérias

Embora os relatórios sejam realmente alarmantes, existem hábitos simples que você pode praticar para evitar ser infectado por essas bactérias resistentes a antibióticos.

A solução mais fácil é evitar o uso de antibióticos sempre que houver uma infecção viral. Na maioria das vezes, especialistas em saúde prescrevem antibióticos para pacientes infectados com vírus. Essa prática apenas acelera o processo de transformar bactérias em superbactérias.

Outra solução é simplesmente ser higiênico. De acordo com Sprenger, “Você também pode fazer mais para prevenir infecções, garantindo que suas mãos, instrumentos e ambiente estejam limpos”.

A infecção viral é facilmente transmitida por meios pouco higiênicos, o que torna realmente importante manter tudo limpo e livre de germes. Ao diminuir o risco de contrair qualquer tipo de doença, a necessidade de usar medicação prescrita também é reduzida.

Lembre-se de não se sentir pressionado quando um especialista em saúde der uma receita. Não há problema em perguntar se a medicação é absolutamente necessária.

Por fim, o uso excessivo de antibióticos na pecuária, aquicultura e plantações também deve ser diminuído, se não for completamente interrompido. Essa prática também contribui para a disseminação de superbactérias no meio ambiente, na cadeia alimentar e nos seres humanos.

Assim como com os humanos, manter os alojamentos dos animais limpos e sem aglomeração reduzirá o risco de infecções e, por sua vez, reduzirá a necessidade de antibióticos. As condições de limpeza não são apenas essenciais para o gado saudável, mas também podem beneficiar as pessoas que irão consumir o produto final.

Evitando infecções virais

Aqui estão outras maneiras que podem ajudar a prevenir as infecções virais e, finalmente, evitar a necessidade de antibióticos:

* Sempre lave as mãos – Um vírus da gripe pode permanecer vivo em suas mãos por até três horas. Para evitar a infecção, é importante sempre lavar as mãos com água e sabão para matar as bactérias.
* Evite tocar seus olhos e nariz – Tanto quanto você puder, não coloque suas mãos sobre seus olhos ou nariz. Essas duas são as rotas mais comuns de entrada de vírus e gripe.
* Beba muita água – Manter-se hidratado é vital para manter o corpo saudável e torná-lo menos vulnerável a doenças.
* Tenha uma boa noite de sono – Durma o suficiente enquanto o corpo se recupera à noite.
* Fique longe de pessoas doentes – Tente evitar o contato com pessoas que lutam contra uma doença, mesmo que apenas o resfriado comum, para não contrair.

Leia mais:

É Tarde Demais? Reduzir e Gerenciar o uso de Antibióticos não Será Suficiente para Reverter a Resistência

[Estudo] Pesquisadores Descobrem Ligação entre a Resistência aos Antibióticos e o Antibacteriano Triclosan

Fontes:
– Natural News: Antibiotic-resistant bacteria on the rise; what can you do NOW to stay healthy?
– Ready Nutrition: The Rise Of Superbugs And ‘Nightmare Bacteria’ And How You Can Stay Healthy
– Very Well Health: 8 Preventative Measures for Viral Infections

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe