Notícias Naturais

A vacina contra a hepatite B, administrada aos recém-nascidos nas primeiras 24 horas após o nascimento, é o “impacto” inicial para “programar” o infeliz declínio da criança no Tr anstorno do Espectro Autista (TEA)?

A resposta a essa pergunta é um retumbante “SIM”, de acordo com um estudo de revisão por pares de 2016, intitulado: A vacinação contra a hepatite B neonatal prejudicou o comportamento e a neurogênese de camundongos transitoriamente no início da idade adulta, publicada na revista Psychoneuroendochrinology.

A extensa pesquisa sobre os cérebros de camundongos publicada acima indica o que o CDC e FDA deveriam ter encontrado e avisado como parte dos procedimentos de licenciamento da vacina contra a hepatite B introduzida como vacina recomendada para lactentes e crianças em 1991, quando “a primeira dose foi recomendada para ser administrada no nascimento antes da alta hospitalar ou na idade de 1 a 2 meses.” [3]

Esse aparente descumprimento pela sempre crescente má-conduta exposta por parte do CDC/FDA, seja ineptidão ou dependência do que é conhecido como “ciência de consenso”, é prova da necessidade absoluta do desmantelamento de uma agência federal de saúde dos EUA – listada na Bolsa de Valores dos EUA (NASDAQ) [4] – pelo Congresso, o qual tem supervisão.

O Congresso deveria investigar o papel que uma ‘agência de saúde federal’ dos Estados Unidos tem na ‘promoção’ da falsa ciência, ou sua falta de devida diligência para proteger os cidadãos dos EUA, enquanto distribui fraudulenta e/ou pseudociência à Organização Mundial de Saúde e outras agências de saúde dos estados-nação, que contam com a falsa e enganosa “ciência” das vacinas.

De acordo com o Blog JB Handley de 10 de maio de 2018, “o estudo Vax-Unvax de camundongos implica a vacina contra hepatite B, o silêncio da mídia” (o primeiro estudo que analisou o impacto que QUALQUER vacina pode ter no cérebro de camundongos):

Este trabalho revela pela primeira vez que a vacinação precoce da vacina contra a hepatite B (VHB) induz prejuízos no comportamento e na neurogênese do hipocampo. Este trabalho fornece dados inovadores que apoiam a longa e suspeita associação potencial da VHB com certos distúrbios neuropsiquiátricos, como o autismo e a esclerose múltipla. [1-2] 

O fato estatisticamente escandaloso sobre a vacina neonatal contra a hepatite B é que ela é administrada a aproximadamente 70% dos neonatos em todo o mundo!

Segundo o Dr. Yao, os efeitos da vacina contra a hepatite B administrada em camundongos indicaram:

1 – A vacina contra a hepatite B impactou negativamente o comportamento dos ratos.
2 – Os ratos vacinados com VHB experimentaram um pico na citocina IL-6.
3 – Levou tempo para o impacto neurológico da vacina contra a hepatite B se manifestar. [Portanto, o argumento de não “correlação e causa” precisa ser totalmente rejeitado.]
4 – Eles concluíram com uma declaração de que, em um mundo são, exigiria a cessação imediata da administração da vacina contra hepatite B aos bebês. [1]

Os custos anuais de vacinação passaram de 100 dólares por criança em 1986 para 2.192 dólares por criança em 2015, observou o Times, citando dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças. O Times descreveu os custos de vacinação hoje como ‘crescentes’. [5] [Isso foi em junho de 2015; quanto é isso em 2018?]

Pergunta: O CDC/FDA funciona como uma agência de saúde “saudável”, uma vez que é financiada pela indústria farmacêutica [6]; controlada por interesses adquiridos [7]; e até mesmo possuir patentes de 54 vacinas [8]? — um conflito de interesses definido!

O Congresso claramente gosta da PDUFA (Prescription Drug User Fee Act), já que a lei foi renovada cinco vezes desde 1992. A PDUFA-V foi aprovada em 2012. Sem dúvida, essa legislação ajuda a apoiar a FDA e alimentar o crescimento necessário. Em 1995, a taxa de usuário cobrada a cada empresa que apresentou um NDA (Non Disclosure Agreement – Acordo de Não Divulgação) em 1995 era de 208.000 dólares. Em 2014, a taxa de usuário será de 2.169.100 dólares. Se você presumir que até 50 NDAs são arquivados em um ano, o Congresso está repassando 100 milhões de dólares de custos de financiamento da FDA para a indústria. [6]

A mais contundente das conclusões, provavelmente já declarada em um artigo de revisão por pares sobre as vacinas, foi proferida pelo Dr. Yao e seus colegas pesquisadores:

Este estudo utilizou a mesma vacina e um cronograma semelhante ao utilizado para a vacinação infantil em humanos na China. Portanto, essas descobertas sugerem que pode haver efeitos semelhantes da vacina neonatal contra a hepatite B no desenvolvimento e comportamento do cérebro em humanos.

Não há nada mais importante para a administração Trump, o Congresso dos EUA e todos os estados – tanto nações soberanas estrangeiras e estados subsidiários dentro de nações individuais – do que recuar, perceber os grandes erros cometidos juntamente com o dano que as vacinas causaram ao futuro da humanidade, e corrigir isso agora.

As vacinas não são tão boas quanto dizem; elas são falsamente promovidas pela pseudociência, a galinha dos ovos de ouro de uma indústria farmacêutica empenhada em lucrar com clientes farmacêuticos vitalícios, os quais precisam inventar novos medicamentos para “controlar” – não curar – as doenças que estão sendo postas em ação desde o primeiro dia de nascimento por vacinas obrigatórias!

Referências:

1 – J.B. Handley blog: Vax-Unvax study of mice implicates Hepatitis B vaccine, media silent
2 – Psychoneuroendocrinology: Neonatal hepatitis B vaccination impaired the behavior and
neurogenesis of mice transiently in early adulthood
3 – CDC: Newborn Hepatitis B Vaccination Coverage Among Children Born January 2003–June 2005 — United States
4 – Nasdaq: CDC
5 – NewsMax: How Much Revenue Do Vaccines Generate?
6 – Forbes: Pharma & Healthcare: Is The FDA Being Compromised By Pharma Payments?
7 – Pain News Network: Bias and Conflict of Interest in Opioid Guidelines Study
8 – WeeksMD: The CDC Patents

Leia mais:

Vacina contra a Hepatite B em Bebês: Útil ou Prejudicial?

Vacinas Gardasil e contra a Hepatite B Associadas à Nova Doença Auto-imune ASIA

Fontes:
Blog Anti Nova Ordem Mundial: Vacina contra a Hepatite B, a Influenciadora do Autismo Desde o Primeiro dia de Vida?
Activist Post: Neonatal Hepatitis B Vaccine, The Autism Influencer From Day One Of Life?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe