Notícias Naturais

Pesquisadores descobriram que a suplementação de antioxidantes e aminoácidos pode tratar a psicose. O artigo, publicado na revista Early Intervention in Psychiatry, também indicou que esses compostos baseados em nutrientes poderiam ser usados ​​como um tratamento adjuvante no primeiro episódio psicótico, reduzindo seus sintomas.

Em uma revisão sistemática, os pesquisadores do Health Research Institute do National Institute of Complementary Medicine (NICM) da Western Syndey University avaliaram 11 estudos para determinar se há “evidência real” por trás da afirmação de que os nutrientes podem realmente ajudar os jovens com psicose. Os pesquisadores descobriram que certos suplementos nutricionais, juntamente com o tratamento padrão para a psicose, aumentavam a saúde mental dos participantes mais do que o tratamento padrão sozinho. Eles também relataram que as deficiências nutricionais são reconhecidas como um fator de risco para diferentes transtornos psiquiátricos, já que os pacientes com esquizofrenia têm dietas de baixa qualidade em geral.

A equipe também analisou estudos anteriores sobre certos nutrientes derivados de alimentos e os efeitos sobre as condições de psicose. Os resultados de um estudo controlado de dupla ocultação randomizado de 2008, sugeriu que 2.000 mg do aminoácido N-acetilcisteína (NAC) melhorou significativamente os sintomas negativos em pacientes com uma doença estabelecida.

Enquanto isso, outro estudo descobriu que ingerir quatro gramas do aminoácido taurina a cada dia diminuía os sintomas psicóticos em 12 semanas. Em 2017, um estudo com o objetivo de avaliar os benefícios potenciais de um suplemento de 15 mg de vitamina B9 no tratamento da esquizofrenia revelou que ele reduziu os efeitos colaterais, bem como melhorou a estrutura cerebral e a conectividade após 12 semanas de tratamento.

No estudo atual, os pesquisadores observaram que os estudos sobre os efeitos dos tratamentos baseados em nutrientes foram estudados extensivamente na esquizofrenia a longo prazo. No entanto, nenhum estudo de avaliação sistemática no primeiro episódio de psicose (FEP) foi realizado.

Nos 11 estudos que foram identificados, existem algumas descobertas encorajadoras para certos tratamentos adjuvantes baseados em nutrientes no FEP”, disseram os pesquisadores.

Depois de analisar seis estudos que avaliaram a ligação entre o consumo de PUFAs e a saúde do cérebro, os pesquisadores encontraram evidências conflitantes que apoiam a suplementação de ômega-3, o nutriente mais comumente usado no tratamento do FEP. Eles também encontraram em outros estudos evidências que apoiam os benefícios dos antioxidantes dietéticos NAC e vitamina C para indivíduos com altos níveis de estresse oxidativo, embora estes precisem de mais estudos em larga escala. Além disso, foi demonstrado que a taurina melhora significativamente os sintomas psicóticos e a depressão, embora não tenha efeito significativo na cognição. Da mesma forma, as suplementações antioxidantes das vitaminas C e E não causaram efeitos colaterais.

Cinco alimentos que ajudam a melhorar a saúde mental

É verdade que ter uma dieta saudável melhora a saúde do coração e reduz o risco de doenças crônicas, como diabetes, pressão alta e certos tipos de câncer. No entanto, algumas mudanças dietéticas simples e saudáveis ​​podem melhorar a função cognitiva e reduzir os sintomas de ansiedade, depressão e outros transtornos mentais. Na verdade, uma das melhores maneiras de melhorar sua saúde mental é através do seu intestino. Semelhante ao cérebro, o intestino tem seu próprio sistema nervoso que envia informações ao cérebro através do nervo vago. Aqui estão cinco alimentos que ajudam a melhorar sua saúde mental:

* Peixe gordo – Estudos mostraram que os alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3, como salmão, arenque, sardinha e cavala, podem reduzir os sintomas de esquizofrenia, depressão e outros transtornos mentais.
* Cereais integrais – Os grãos integrais contêm carboidratos complexos, os quais fornecem uma fonte constante de combustível para o cérebro.
* Proteína magra – A proteína magra contém triptofano que afeta o humor produzindo serotonina.
* Verduras – Vegetais verdes folhosos como espinafre, alface romana, nabo e brócolis são ricos em ácido fólico. A deficiência de folato tem sido associada a taxas mais altas de depressão, fadiga e insônia.
* Alimentos fermentados – Alimentos fermentados como iogurte, kefir, kimchi, tempeh e certos legumes em conserva contêm probióticos que podem reduzir a ansiedade e os hormônios do estresse.

Leia mais:

[Estudo] Ingestão de Ômega 3 Reduz seu Risco Geral de Morte em um Terço

[Estudo] Combinação de Vitaminas B e Ômega 3 Demonstrou Reduzir os Risco de Demência e Alzheimer

Fontes:
Tudo Saudável: Ensaios Clínicos Provam que Antioxidantes e Suplementos de Aminoácidos Podem Tratar a Psicose
– Natural News: Clinical trials prove that antioxidants and amino acid supplements can treat psychosis
NutraIngredients: Antioxidant and amino acid supplementation has potencial in treating early stage psychosis
– Psychology Today: Healthy Gut, Healthy Mind: 5 Foods to Improve Mental Health

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe