Notícias Naturais

Um estudo de um recente caso envolvendo um jovem sérvio com insuficiência cardíaca em estágio final lançou uma nova luz sobre o potencial da terapia de quelação para remediar completamente certas condições de saúde graves, sem a necessidade de uma grande cirurgia.

Publicado no Journal of Medical Case Reports, o artigo enfoca especificamente a hemocromatose juvenil, uma desordem genética rara caracterizada pelo acúmulo de ferro por todo o corpo. Embora os sintomas da doença tendam a variar de pessoa para pessoa, eles geralmente envolvem a diminuição da funcionalidade de órgãos vitais, como o coração e o fígado, e, em casos extremos, podem levar à falência total de órgãos.

Neste caso em particular, o menino que estava sendo avaliado estava enfrentando os estágios finais da insuficiência cardíaca causada pelo envenenamento por ferro, para a qual ele basicamente seria ligado a aparelhos. No entanto, uma biópsia endomiocárdica revelou que o menino tinha depósitos de ferro citoplasmáticos em seus miócitos, ou células musculares.

Sua condição foi inicialmente estabilizada usando dispositivos de assistência biventricular (DABiV), e ele foi rapidamente colocado em uma lista para um transplante de coração. Ele também recebeu um regime imediato de terapia de quelação de ferro, que o estudo revela que efetivamente removeu a carga de ferro de seu corpo.

Ecocardiogramas subsequentes ambulatoriais reiteraram que o procedimento foi um sucesso, e apenas 131 dias após o implante, seus DABiVs foram completamente removidos. Em essência, a doença do menino foi completamente revertida simplesmente por desintoxicar seu corpo de todo o excesso de ferro que havia se infiltrado em seu tecido muscular.

Este caso raro de um paciente com hemocromatose juvenil associada a uma mutação de HJV fornece evidências histológicas documentando a reversão da insuficiência cardíaca terminal associada, exigindo suporte circulatório mecânico emergente, com terapia de quelação de ferro“, concluiu o estudo.

Estudo: terapia quelante demonstra reverter a aterosclerose em diabéticos

Um estudo anterior publicado na revista Expert Review of Cardiovascular Therapy produziu resultados semelhantes no contexto do tratamento de diabéticos com aterosclerose.

Pesquisadores da Divisão de Cardiologia da Universidade de Columbia, no Mount Sinai Medical Center, em Miami Beach, Flórida, avaliaram vários estudos randomizados e estudos de caso para ver como os pacientes com angina e doença arterial periférica reagiriam à terapia de quelação. Resumindo, eles finalmente encontraram provas de sua eficácia no estudo para avaliar a terapia de quelação, ou TACT, que representa o primeiro estudo randomizado para avaliar com precisão os benefícios da terapia de quelação usando desfechos clínicos.

O que eles aprenderam é que a terapia de quelação ajuda a reduzir os eventos cardiovasculares adversos em pacientes com pós-infarto do miocárdio. Naqueles com diabetes se saíram ainda melhor, eles descobriram e declararam que a terapia não é apenas útil, mas preferível em comparação com procedimentos mais invasivos.

A visão de 5 anos da quelação para terapia cardiovascular é brilhante, especialmente se vista através das lentes do ceticismo através do qual a cardiologia convencional via os resultados do TACT“, escreveram os autores.

A perspectiva de cinco anos é que reconheceremos que os metais tóxicos ambientais são um novo fator de risco cardiovascular modificável e que os quelantes orais simples e seguros serão desenvolvidos para ocupar seu lugar no arsenal dos cardiologistas“.

O pioneiro da desintoxicação, Dr. Thomas Janossy, está igualmente convencido dos benefícios da terapia de quelação. Durante uma recente entrevista com Jonathan Landsman ao Talk Hour, do site  Natural Health 365, o Dr. Janossy explicou como a terapia de quelação é uma intervenção necessária, baseada na ciência, para manter o corpo limpo e livre de toxinas prejudiciais que podem levar à doença.

Não só a terapia de quelação ajuda a descalcificar as paredes arteriais, melhorando efetivamente o fluxo sanguíneo, mas também ajuda a elevar os níveis de óxido nítrico, o que é necessário para relaxar as paredes dos vasos sanguíneos, o que ajuda na normalização da pressão arterial e dos níveis de colesterol.

Leia mais:

Saiba Tudo sobre a Ferritina Alta, Baixa, Níveis de Ferro e Exame

10 Razões para Você Incluir Passas na Dieta

Fontes:
Natural News: Young man with end stage heart failure found to have too much iron in his blood; successfully reversed with chelation therapy
– Journal of Medical Case Reports: Reversal of end-stage heart failure in juvenile hemochromatosis with iron chelation therapy: a case report
– NCBI: Chelation therapy to treat atherosclerosis, particularly in diabetes: Is it time to reconsider?
– Natural News: Chelation therapy for heavy metal toxicity, the pros and cons

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe