Notícias Naturais

Qualquer um pode seguir qualquer tipo de dieta, a qualquer momento e por qualquer motivo. No entanto, só porque uma pessoa começa a seguir as regras de uma dieta específica, limita a ingestão de alimentos apenas aos alimentos que foram especificados, e toma cuidado para não cometer erros que possam impedir qualquer progresso, ainda é possível não obter o exatamente os mesmos resultados esperados.

Há muitas supostas razões para esse fenômeno, mas agora um estudo oferece novas evidências do porquê uma pessoa pode, às vezes, não obter exatamente os mesmos resultados que outra quando ambas estão na mesma dieta. De acordo com o estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade de Kent, os pacientes com pressão alta se beneficiam com a mudança de dieta – mas não na mesma proporção para todos. Isso ocorre porque suas bactérias intestinais naturais desempenham um papel  em quão eficaz é uma dieta específica.

Nas palavras dos próprios pesquisadores, “A variação interindividual na resposta à dieta é comum, mas o mecanismo subjacente para tais variações não é claro.” Então, eles realizaram alguns experimentos para tentar tornar as coisas um pouco mais claras a este respeito.

De acordo com um relatório sobre o estudo, os pesquisadores usaram o que é chamado de “impressões digitais urinárias“, a fim de reunir os dados que eles precisavam. Eles basicamente tentaram descobrir os efeitos de três diferentes dietas “saudáveis” em vários voluntários que tinham pressão alta. O método usado pelos pesquisadores permitiu que eles monitorassem o quanto os indivíduos seguiam suas dietas, bem como avaliavam suas respostas individuais às suas respectivas dietas.

A equipe de pesquisa, liderada pela Dra. Ruey Leng Loo, da Escola de Farmácia Medway, em Kent, e que trabalhou em estreita colaboração com pesquisadores do Imperial College London e da Johns Hopkins University, estudou um total de 158 amostras de urina de voluntários do estudo. O que a equipe encontrou foi uma indicação clara de que deveria haver vários tipos de planos de tratamento que são projetados especificamente para indivíduos com pressão alta, com base em seus antecedentes metabólicos e microbiológicos individuais.

Em suma, suas bactérias intestinais naturais devem determinar o tipo de dieta em que são colocados, se seu objetivo é tratar a pressão alta.

Os resultados dos pesquisadores são de extrema importância, principalmente por causa do fato de que existem muitos alimentos saudáveis que são conhecidos por serem recomendados frequentemente quando se trata do tratamento da pressão alta. De fato, há uma lista completa de alimentos que você deve comer mais, se tiver pressão alta, e eles provaram que funcionam na maioria dos casos.

Armado com o conhecimento que este estudo trouxe, talvez novos e melhores planos de refeições para indivíduos com pressão alta possam ser criados. Dessa forma, não apenas as pessoas podem comer alimentos mais saudáveis, como também poderão ingerir os mesmos alimentos de que precisam depois que o estado de suas bactérias intestinais naturais for levado em consideração.

Leia mais:

[Estudo] Pressão Arterial Pode ser Significantemente Reduzida em Apenas um Mês com Magnésio

[Estudo] Consumir Nozes Emagrece, Sacia, Controla a Pressão Arterial e o Colesterol

Fontes:
– Natural News: Gut microbiota affects how well a diet works, especially among those with high blood pressure
– Science Daily: Diet, bugs and beating high blood pressure
– The American Journal of Clinical Nutrition: Characterization of metabolic responses to healthy diets and association with blood pressure: application to the Optimal Macronutrient Intake Trial for Heart Health (OmniHeart), a randomized controlled study 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe