Notícias Naturais

De acordo com um estudo do coração, o índice ômega-3 poderia ser usado como um biomarcador para o risco global de morte e doença cardiovascular (DCV). O estudo, publicado no Journal of Clinical Lipidology, descobriu que o risco de morte foi reduzido em cerca de um terço nas pessoas que tinham o maior índice de ômega 3, em comparação com aqueles que tinham níveis mais baixos de ômega-3.

Os pesquisadores do estudo usaram dados de 2.500 participantes da coorte de Offspring do Framingham Heart Study. Os participantes do estudo tinham uma idade média de 66 anos e estavam livres de doenças cardiovasculares no início de um estudo. A equipe de pesquisa reuniu dados sobre 18 indicadores de risco demográficos e cardiovasculares, onde mediram os glóbulos vermelhos, o ácido eicosapentaenoico (EPA), o ácido docosaexaenoico (DHA) e o colesterol total.

A equipe realizou um acompanhamento dos participantes durante um período médio de sete anos, no qual foram registrados a incidência de morte, acidente vascular cerebral, doença cardiovascular e doença coronariana. Os dados coletados foram comparados com os do índice ômega-3 e colesterol total. Um valor resultante de mais de oito por cento é classificado como ótimo ou de baixo risco, enquanto valores entre quatro e oito por cento são classificados como de risco intermediário, e menores que quatro por cento como de alto risco.

Os resultados revelaram que o índice ômega 3 está intimamente associado ao risco global de morte e doença cardiovascular. Além disso, teve uma associação significativa com quatro dos cinco principais desfechos – a incidência de doença coronariana, doença cardiovascular e mortalidade total e por doença cardiovascular. Além disso, o índice ômega 3 foi um indicador melhor do que o colesterol para risco de morte e algumas medidas de doença cardiovascular. Os pesquisadores descobriram que os níveis séricos de colesterol não estavam significativamente associados a nenhum dos resultados, ao contrário do índice ômega 3.

No entanto, os pesquisadores alertaram que eles não poderiam concluir que o aumento do índice ômega 3 beneficiaria a saúde do coração ou prolongaria a vida porque o estudo era observacional. Apesar disso, eles forneceram estimativas de quanto EPA e DHA adicionais seriam necessários para uma pessoa alcançar um risco de morte pelo menos 30% menor. Eles sugeriram que um adicional de 1.300 miligramas (mg) por dia ajudaria a atingir esse aumento. Isso pode ser feito comendo 100 g de salmão todos os dias ou consumindo quatro pílulas de óleo de peixe por dia.

A melhor evidência que temos é que é a dose de EPA + DHA que é mais importante na determinação do índice ômega 3, seja a partir de peixe ou suplementos (óleo de peixe, óleo de krill, óleo de algas)”, disse William Harris, principal autor do estudo.

O estudo foi conduzido como uma colaboração entre a Universidade de Boston, a Global Organization for EPA and DHA Omega-3, e Harris, que também é o presidente e CEO da Omegaquant, LLC.

Fontes de ácidos graxos ômega 3

De acordo com os National Institutes of Health, a ingestão diária adequada de ácidos graxos ômega 3 para homens é de 1,6 gramas (g) e 1,1 g para as mulheres. A fonte mais comum de ácidos graxos ômega-3 é o peixe gordo, como o fígado de bacalhau, o arenque, a cavala, o salmão e a sardinha. No entanto, existem outros alimentos ricos em gorduras omega 3 , que incluem:

* Soja – A soja contém ácido alfa-linolênico (ALA), que promove a saúde do coração. Uma tigela de soja orgânica levemente cozida contém mais ácidos graxos ômega 3 do que alguns peixes de água fria.
* Nozes – As nozes são ricas em gorduras poli-insaturadas saudáveis ​​para o coração. Elas contêm até 2.600 mg de ômega 3 por porção.
* Óleo de semente de linhaça ou linhaça – A semente de linhaça também contém ALA, o qual o corpo converte em EPA e DHA. Duas colheres de sopa de semente de linhaça moída contêm 3.800 mg de ALA ômega 3.
* Arroz selvagem – Arroz selvagem é na verdade uma grama, não um grão, e contém 240 mg de ácidos graxos ômega 3 por meia xícara.

Leia mais:

[Estudo] Combinação de Vitaminas B e Ômega 3 Demonstrou Reduzir os Risco de Demência e Alzheimer

5 Maneiras de Proteger seu Coração e Corpo com Óleo de Peixe

Fontes:
Tudo Saudável: [Estudo] Ingestão de Ômega 3 Reduz seu Risco Geral de Morte em um Terço
– Natural News: Heart study finds that omega-3 intake cuts your overall risk of death by a THIRD
– NutraIngredients: Omega-3 intake linked to lower risk of death and heart desease: Framingham data
– NDTV Food: 8 Incredible Sources of Omega 3 Foods: More Than Just Fish
– Reader´s Digest: Dislike Fish? 7 Ways to Eat More Omega-3 Foods

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe