Notícias Naturais

Se você não é um grande fã de nozes, agora pode ser a hora de começar beliscá-las, porque elas podem ajudar a desacelerar o crescimento de tumores no cólon, de acordo com um estudo conduzido pelo Dr. Christos S. Mantzoros, professor de medicina na Harvard Medical School e no Beth Israel Deaconess Medical Center.

Os pesquisadores realizaram testes em camundongos e suas descobertas revelaram que o consumo diário de nozes efetivamente diminuiu o crescimento do tumor no cólon. Também influenciou as moléculas genéticas no tumor que são cruciais para a expressão gênica.

O estudo analisou como a dieta e os ácidos graxos ômega 3 das nozes estão ligados ao risco de câncer, mirando o MicroRNAs (miRNA), os pequenos pedaços não codificantes de RNAs que parecem ter um papel no desenvolvimento celular e apoptose (morte celular).

Pesquisas anteriores produziram resultados que indicam que tanto os nutrientes quanto os fitoquímicos podem afetar a forma como o miRNA é expresso nas células cancerígenas. O atual estudo fez referência à pesquisa do mesmo grupo que afirma que as nozes têm “um papel protetor no câncer de cólon”.

Esta pesquisa acrescenta à montanha esmagadora de evidências científicas que demonstram que muitos alimentos diários contêm poderosos nutrientes anticancerígenos que podem ajudar a prevenir, tratar ou em alguns casos reverter o câncer“, observou Mike Adams, autor do Food Forensics. “No entanto, até hoje, a FDA insiste absurdamente que não há fitoquímicos baseados em alimentos que tenham alguma eficácia na prevenção do câncer, mesmo diante de evidências irrefutáveis ​​de que uma vasta gama de constituintes moleculares presentes em alimentos comuns exibem um poderoso e cientificamente comprovado efeito anticâncer”, disse Adams. (Adams também é o editor do site Cancer News, o qual documenta grande parte dessa evidência científica.)

As nozes contêm ácido alfa-linolênico (ALA), um ácido graxo ômega-3. Elas também contêm outros fitoquímicos e vitaminas que são o foco da pesquisa, devido ao seu papel na saúde e proteção contra o câncer.

Para o estudo, os ratos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos de dieta. O primeiro grupo foi alimentado com nozes moídas, que equivale a pelo menos duas porções diárias para humanos. O grupo controle foi alimentado com uma dieta semelhante, mas as gorduras das nozes foram substituídas por óleo de milho.

Depois de 25 dias, os ratos foram examinados. Os tumores colorretais diminuíram nos ratos que consumiram nozes em comparação com o grupo controle.

Os tumores nos ratos que foram alimentados com nozes continham pelo menos 10 vezes a quantidade total de ácidos graxos ômega-3, como o ALA, em comparação com o grupo controle. Um tamanho de tumor menor foi associado a uma maior porcentagem de ômega-3 nos tecidos tumorais.

Após uma análise mais detalhada, determinou-se que os tumores dos ratos que comeram nozes tinham diferentes níveis de expressão de miRNA em várias das moléculas do que os tumores dos ratos do grupo controle. Isto implica uma influência dietética notável.

Mantzoros disse que o miRNA pode regular o desenvolvimento do câncer de várias maneiras, como por afetar “a apoptose, invasão celular, migração e proliferação“.

Vários estudos em humanos provaram que a dieta pode ajudar a diminuir o risco de vários tipos de câncer. Embora este estudo em animais não seja diretamente aplicável às pessoas, as descobertas que ele produziu podem ajudar os especialistas a entender melhor os mecanismos de desenvolvimento e crescimento do câncer de cólon.

O Dr. Mantzoros também observou que os resultados oferecem “novas oportunidades de prevenção, diagnóstico e terapia” que podem ser testadas em humanos em estudos futuros.

Além dos cânceres de pele, o câncer colorretal é o terceiro principal câncer diagnosticado nos EUA. Segundo o American Institute for Cancer Research (AICR), pelo menos 50% dos casos de câncer colorretal no país podem ser evitados com dieta adequada, exercícios regulares e gerenciamento de peso.

Fatos rápidos sobre o câncer colorretal

* O câncer de cólon, também chamado de câncer colorretal, ocorre no cólon ou no reto.
Se diagnosticado precocemente, o câncer de cólon pode ser tratado. Mesmo que o câncer se espalhe para os nódulos linfáticos próximos, o tratamento cirúrgico e a quimioterapia são tratamentos eficazes.
* Para casos graves, como quando o câncer de cólon se espalhou para o fígado, pulmões ou outros locais, o tratamento pode permitir que alguns pacientes sejam submetidos à cirurgia. O tratamento também pode prolongar a qualidade de vida de um indivíduo.
* A maioria dos casos de câncer de cólon se desenvolve como pólipos, ou “crescimentos anormais no interior do cólon ou reto”. Os pólipos podem se tornar cancerosos se não forem removidos imediatamente.
* Homens e mulheres de todos os grupos raciais e étnicos podem desenvolver câncer de cólon, especialmente se você tiver mais de 50 anos.
* Tome nota que os casos de cólon entre os pacientes com menos de 50 anos estão aumentando constantemente.
* O câncer de cólon mata pelo menos 50.000 pessoas a cada ano.

Leia mais:

[Estudo] Consumir Nozes Emagrece, Sacia, Controla a Pressão Arterial e o Colesterol

[Estudo] Previna Ataques de Asma com a Vitamina E, a Qual é Encontrada em Nozes

Fontes:
Tudo Saudável: [Estudo] Comer Nozes Demonstrou Proteger contra o Câncer Colorretal
– Natural News: Eating walnuts found to protect the colon from cancerous tumors
– AICR: In Animals, Walnut Diet Targets Colon Tumor’s microRNA, Slows Tumor Growth
– CCAlliance: What is Colon Cancer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe