Notícias Naturais

Um estudo recente da Universidade de Oxford descobriu que uma combinação de vitaminas do complexo B e ácidos graxos ômega-3 poderia reduzir o risco de demência, reduzindo a taxa em que a doença se desenvolve.

Part of the Oxford Project to Investigate Memory and Ageing  (OPTIMA), o estudo descobriu que a interação entre os dois nutrientes é fundamental para prevenir a demência. Se os níveis de ácidos graxos ômega-3 fossem muito baixos, o tratamento com vitamina B não poderia fazer muito progresso na redução de seu progresso.

A má nutrição é considerada um dos fatores que contribuem para o surgimento de várias formas de demência, como o comprometimento cognitivo leve (MCI) e a doença de Alzheimer. Níveis baixos de vitaminas B e ácidos graxos ômega-3 são fatores de risco conhecidos para demência.

Uma maneira de determinar o nível de vitamina B é medindo a quantidade de homocisteína no sangue. Níveis elevados de aminoácidos não essenciais indicam baixos níveis de vitaminas B, alguns dos quais são capazes de quebrar a homocisteína em cisteína mais útil ou a metionina essencial.

O Medical Research Council (Reino Unido), o Charles Wolfson Charitable Trust e o Norwegian Research Council forneceram financiamento para o estudo OPTIMA.

Teste administra tratamentos com vitamina B a pacientes com MCI

O estudo incluiu um estudo randomizado e controlado com 270 idosos. Cada participante sofria de comprometimento cognitivo leve (MCI), um estágio prodrômico de demência em que os sintomas estão presentes, mas não são graves o suficiente para interferir na vida diária ou na função independente do paciente.

O período experimental durou dois anos.

Os pesquisadores da Universidade de Oxford deram altas doses de ácido fólico, B6 e B12 a alguns dos participantes, enquanto outros receberam placebos como medida de controle. Seu principal objetivo era determinar se o processo da doença poderia ser influenciado pela redução dos níveis de homocisteína usando suplementos vitamínicos.

Além disso, os pesquisadores mediram os ácidos graxos ômega-3 no plasma de participantes que receberam suplementos de ácido fólico, B6 e B12. Eles queriam descobrir se os níveis dos ácidos graxos essenciais exerciam algum efeito sobre o tratamento com vitamina B.

Vitaminas B e ácidos graxos ômega-3 trabalham juntos para combater a demência

De acordo com suas descobertas, o tratamento de dois anos alcançou sucesso detectável em diminuir a taxa de atrofia cerebral em participantes com altos níveis de homocisteína. As vitaminas B foram capazes de proteger partes do cérebro que são conhecidas por serem vulneráveis ao Alzheimer.

O tratamento também diminuiu a taxa em que as capacidades cognitivas e clínicas dos participantes diminuíram.

Além disso, os pesquisadores provaram que os níveis de ácidos graxos ômega-3 na linha de base estão relacionados com as vitaminas do complexo B. Os participantes com altos níveis de ácidos graxos essenciais desfrutaram de níveis mais elevados de proteção contra atrofia cerebral, declínio cognitivo e deterioração clínica.

O inverso também era verdadeiro. Pacientes com baixos níveis de ácidos graxos ômega-3 não obtiveram muito benefício com os suplementos vitamínicos.

Os pesquisadores concluíram que é possível modificar a progressão do MCI pela redução dos níveis de homocisteína com o tratamento com vitamina B. No entanto, isso só funcionará se os níveis de ácidos graxos ômega-3 do paciente forem bons.

Eles acreditam que este resultado pode ser aplicado ao Alzheimer também. Segundo a Alzheimer’s Association, as pessoas com MCI são mais vulneráveis ​​ao desenvolvimento de DA e outras formas de demência.

Com base nos resultados encorajadores de seu estudo, os pesquisadores da Universidade de Oxford propuseram que um novo estudo envolva a administração de vitaminas B e ácidos graxos ômega-3 a pacientes com MCI. O objetivo do novo estudo seria descobrir se o tratamento combinado interrompe a conversão de MCI em demência ou Alzheimer.

Leia mais:

Verdade ou Mito? Hipertensão e Diabetes Tipo 2 Podem Causar Demência?

Uso Prolongado de Omeprazol Pode Causar Demência

Fontes:
Tudo Saudável: [Estudo] Combinação de Vitaminas B e Ômega 3 Demonstrou Reduzir os Risco de Demência e Alzheimer
– Natural News: Combining B-vitamins and omega-3s found to reduce risk of dementia, Alzheimer’s
– Science News: Study assesses dementia risk reduction through intake of B-vitamins and omega-3 fatty acids
– Journal of Nutrition & Intermediary Metabolism: Two nutrients are better than one: B-vitamins and omega-3 fatty acids in the prevention of dementia
– IOS Press: Omega-3 Fatty Acid Status Enhances the Prevention of Cognitive Decline by B Vitamins in Mild Cognitive Impairment
– The FASEB Journal: Beneficial Interactions Between B Vitamins and Omega-3 Fatty Acids in the Prevention of Brain Atrophy and of Cognitive Decline in Early Stage Alzheimer’s Disease

1 Comment

  • Rodrigo disse:

    Olá, tudo bem? Eu acompanho diariamente o site. Queria saber se os estudos/noticias publicados aqui são estudos/noticias produzidos no mesmo dia, ou dia anterior por exemplo. Em outras palavras, as matérias daqui condizem com a data em que elas foram realizada pelas universidades? Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe