Notícias Naturais

As vacinas são altamente controversas, e grande parte do debate envolve sua conexão com o autismo e sua inclusão de mercúrio e outros metais pesados. No entanto, há outro aspecto das vacinas que não recebe tanta atenção, embora possa ter graves repercussões para a vida neste planeta: a contaminação por retrovírus.

Um tipo de vírus cujos genes são codificados em RNA em vez de DNA, os retrovírus funcionam de forma diferente dos outros tipos de vírus, mas podem ser muito devastadores. Os retrovírus humanos incluem o HIV e o vírus linfotrópico das células T humanas tipo 1, os quais têm sido associados a  leucemia e linfomas.

Todos os animais têm alguns retrovírus integrados em seus genomas, com até 15 por cento do genoma humano que se acredita ser formado por retrovírus humanos ERV. Eles contribuem para doenças como câncer, doenças auto-imunes e doenças neuroimunes.

O processo de fabricação envolvido em vacinas humanas e veterinárias usa células vivas de animais e humanos para servir como estoque principal de sementes. O processo foi desenvolvido antes que os mecanismos dos retrovírus fossem totalmente compreendidos, o que significa que ninguém estava ciente dos riscos a época. Embora muitos retrovírus sejam inofensivos e permaneçam essencialmente dormentes, tornam-se prejudiciais quando são expostos a células de outras espécies, o que pode acontecer durante o processo de fabricação da vacina, bem como durante a administração de vacinas que contenham componentes celulares de outras espécies. Aliás, isso é semelhante ao que criou problemas quando os pesquisadores tentaram transplantar tecidos e órgãos de porco em humanos.

À medida que novas vacinas foram desenvolvidas na década de 1970, a exposição ao retrovírus se intensificou. Esses retrovírus já foram associados a muitas das doenças crônicas que os humanos modernos enfrentam, desde o câncer ao autismo à doença de Alzheimer e síndrome de fadiga crônica. Acredita-se que até 20 milhões de americanos possam estar infectados com retrovírus, mas nem todos irão desenvolver uma doença grave. Eles podem ser pensados ​​como gigantes dormindo, que só são despertados quando existe uma deficiência imunológica.

Um estudo recente publicado na revista Biologicals delineou como os retrovírus endógenos (ERVs) estão infectando gatos, e como o retrovírus felino conhecido como RD-114 contaminou vacinas para outros animais de estimação. Existem pelo menos dois ERVs em genomas de gato, e o vírus RD-114 é encontrado em uma ampla gama de vacinas para cães e outros animais. De fato, um estudo diferente mostrou que os vírus relacionados ao RD-114 contaminavam cerca de um terço das 25 vacinas comerciais para cães e gatos testados.

A contaminação por retrovírus em vacinas é generalizada

A pesquisadora Judy A. Mikovits chega até mesmo a dizer que quase todas as vacinas humanas estão contaminadas com pelo menos um retrovírus, geralmente de um animal graças aos subprodutos animais usados ​​na criação da vacina. Seis por cento dos americanos agora têm retrovírus relacionados a ratos, por exemplo, e que, quase certamente, vêm de vacinas.

Veja o exemplo das vacinas rotavírus RotaTeq e Rotarix, que se tornaram manchetes alguns anos atrás, quando foram encontradas contaminadas com vírus de porco. O problema torna-se ainda pior quando várias vacinas são administradas juntas, como é frequentemente o caso com crianças e bebês. A Dra. Mikovits ressalta que um retrovírus de porco pode causar sintomas semelhantes à AIDS quando há uma ativação simultânea do sistema imunológico, como a vacinação simultânea, criando um “cenário de alto risco para doenças em seres humanos”.

As vacinas são suficientemente arriscadas quando você tira retrovírus da equação, mas este problema, amplamente subestimado, pode eventualmente ser o maior risco das vacinas.

Leia mais:

Médica Revela os Chocantes Efeitos Colaterais a Longo Prazo das Vacinas

Mais Estudos Confirmam: Definitivamente há uma Ligação entre o Autismo e o Mercúrio

Fontes:
– Natural News: The vaccine manufacturing process could be contributing to disease epidemics due to retrovirus contamination
– GreenMedInfo: Retroviruses Contaminate the World’s Vaccine Supply for Pets & Humans, Research Suggests
– Science Direct: Endogenous retroviruses as potential hazards for vaccines
– NCBI: Endogenous retroviruses as potential hazards for vaccines.
– Health Impact News: Vaccines and Retroviruses: A Whistleblower Reveals What the Government is Hiding
– Natural News: Vaccines are covertly injecting everyone with disease-causing viruses, warns scientist author of “Plague”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe