Notícias Naturais

Um novo estudo revelou que a pimenta preta (pimenta-do-reino) poderia ajudar a combater a obesidade, reduzindo os níveis de gordura corporal e açúcar no sangue. O estudo foi realizado por uma equipe de pesquisadores da Universidade Sri Venkateswara na Índia. Para o estudo, a equipe de pesquisa fez experiências em ratos obesos que foram administrados com uma dieta rica em gordura no período de 22 semanas. Em seguida, eles extraíram o piperonal, o composto presente na pimenta preta, a partir de sementes de pimenta do reino e incluíram-no na dieta dos ratos a partir da 16 ª semana.

Os resultados do estudo mostraram que os ratos obesos que foram suplementados com o composto de pimenta preta ganharam massa corporal magra, concentração mineral óssea e densidade mineral óssea em comparação com o grupo controle de ratos. Além disso, a suplementação de piperonal reduziu o nível de açúcar no sangue após uma hora, ao contrário do grupo controle. Além disso, os pesquisadores observaram que os efeitos preventivos do piperonal contra a obesidade estavam no nível ótimo a uma dosagem de 40 miligramas por quilo (mg/kg) de peso corporal, administrado por 42 dias. Além disso, os resultados indicaram que o piperonal pode auxiliar a regulação de alguns genes relacionados à obesidade.

Nossa descobertas demonstram a eficácia do piperonal como um potente agente anti-obesidade, fornecendo evidências científicas para seu uso tradicional e sugerem o possível mecanismo de ação“, escreveram os pesquisadores na revista científica Nutrition and Metabolism.

Estudo encontra mutações em um gene associado à obesidade

Os pesquisadores continuam a estudar quais mutações específicas causam obesidade. Em uma pesquisa separada conduzida por uma equipe de pesquisadores do Imperial College London em crianças obesas. Para o estudo, os pesquisadores concentraram-se em crianças obesas no Paquistão porque a equipe identificou ligações genéticas para a obesidade em cerca de 30% dos casos no passado. Os pesquisadores disseram que a razão por trás das ligações genéticas à obesidade é o alto nível de relacionamento inter-familiar em sua população. Além disso, eles descobriram no passado que os pais que estão intimamente relacionados têm mais chances de carregar a mesma mutação, portanto, uma criança pode herdar isso de ambos os lados.

No estudo atual, eles encontraram mutações em um determinado gene relacionado à obesidade, chamado adenilato ciclase 3 (AC), com o uso do sequenciamento do genoma. Este gene resulta em anormalidades associadas ao controle do apetite, diabetes e sentido do olfato. Além disso, a equipe de pesquisa descobriu que eles também tiveram anosmia, que mostrou uma ligação para mutações no AC.

Estudos iniciais em ratos testados com AC que foram criados para não ter esse gene, descobriram que esses animais eram obesos e também não tinham a capacidade de cheirar, conhecido como anosmia“, disse Philippe Froguel, do Imperial College London.

Os resultados do estudo foram publicados na revista Nature Genetics.

Obesidade, suas causas e riscos para a saúde

O número de pessoas obesas em todo o mundo aumentou quase três vezes desde 1975, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 2016, mais de 1,9 bilhão de adultos tinham excesso de peso e mais de 650 milhões eram obesos. Essas condições levam a consequências para a saúde, como doenças cardiovasculares, diabetes, distúrbios músculo-esqueléticos e até mesmo alguns tipos de câncer. As principais causas de obesidade e sobrepeso são o alto consumo de alimentos ricos em gordura e energia e o aumento da inatividade física por causa do aumento do estilo de vida sedentário, da mudança dos meios de transporte e da crescente urbanização.

Leia mais:

Sopa de Cúrcuma, Tomate e Pimenta Preta que Combate o Câncer e a Inflamação

[Estudos] 11 Ervas e Especiarias para uma Vida Saudável

Fontes:
– Natural News:Black pepper could help fight obesity: Research shows it lowers body fat and blood sugar
Daily Mail: BLACK PEPPER could help in the battle against obesity, study finds – as scientists also discover being severely overweight is linked to our genes
WHO: Obesity and overweight

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe