Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

De acordo com um grupo de pesquisadores, pelo menos um terço dos diabéticos não tomam seus medicamentos devido ao medo de possíveis efeitos colaterais.

Os diabéticos do Reino Unido são frequentemente prescritos com metformina, o medicamento mais comumente prescrito para diabetes tipo 2. Embora não haja dados definitivos sobre quantos dos 3,4 milhões de pessoas no Reino Unido com diabetes tipo 2 recebem o medicamento, 19 milhões de pessoas na Inglaterra são prescritas com metformina anualmente.

Um medicamento acessível (um único comprimido custa apenas 1 euro), a metformina “ajuda os diabéticos a controlarem sua condição, reduzindo os níveis de açúcar produzidos pelo fígado“. Embora muitos diabéticos não se sintam mal ao tomar a medicação, pesquisadores da Universidade de Surrey relataram que pelo menos 30 por cento das doses prescritas não são tomadas.

Os cientistas afirmam que isto é devido aos efeitos colaterais da metformina. Para medicamentos para diabetes como Gliclazida e Pioglitazona, 23 por cento e 20 por cento dos pacientes, respectivamente, não tomam as doses prescritas. Alguns diabéticos relatam que a metformina geralmente causa sintomas gastrointestinais, como diarreia e flatulência.

O Dr. Andy McGovern, um pesquisador cuja equipe observou 1,6 milhão de pessoas com diabetes tipo 2, disse: “A importância dos pacientes com diabetes tomarem a medicação prescrita não pode ser subestimada… Uma falha ao fazê-lo pode levar a complicações em sua condição incluindo doença ocular e danos nos rins.

McGovern advertiu que, embora esta questão de não tomar seus medicamentos tem sido observada há muito tempo entre os pacientes, os resultados da pesquisa sugerem que nem todas as classes de medicamentos combinam com os diabéticos. Ele acrescentou que, em vez de simplesmente se recusar a tomar os medicamentos prescritos, os pacientes devem discutir os possíveis efeitos colaterais ou quaisquer dificuldades que tenham com a medicação regular com um médico.

Leia também: Estudos Demonstram que as Propriedades Curativas da Cúrcuma Podem Rivalizar Vários Medicamentos Sintéticos

Efeitos colaterais do tamoxifeno sobre o câncer de mama

Parece que os diabéticos não são os únicos que estão lutando com os efeitos colaterais de sua medicação.

Jacquie Beltrao, uma estrela da Sky News, informou que o tamoxifeno, um medicamento contra o câncer de mama, é uma faca de dois gumes. Embora o medicamento tenha “salvado sua vida”, também causou efeitos colaterais como “ondas de calor muito quentes, mau humor e ossos doloridos“.

As mulheres normalmente passam pela menopausa por pelo menos cinco anos. Mas as mulheres pré-menopáusicas diagnosticadas com um tipo comum de câncer de mama podem ter que tomar tamoxifeno. Sua versão da menopausa, chamada “tamoxipausa”, só continua por cerca de cinco meses.

O medicamento causa uma menopausa médica que pode começar a noite e incluir sintomas “brutais”. Beltrao descreve a onda de calor como “sendo mergulhada completamente vestida em uma sauna”.

Ela também compartilhou que ela foi diagnosticada com câncer de mama no estágio 2 no Natal de 2013. Beltrao fez uma mastectomia e cinco ciclos de quimioterapia, seguido de uma prescrição de tamoxifeno.

O tamoxifeno é prescrito para mulheres pré-menopáusicas com tumores com “receptor de estrogênio positivo” que envolvem pelo menos 85% dos cânceres de mama. Para este tipo de tumor, o câncer é “encorajado a crescer e dividir” com um hormônio chamado estrogênio. O tamoxifeno funciona bloqueando os efeitos do estrogênio nos receptores para evitar que as células de câncer de mama se desenvolvam.

Beltrao compartilhou que mulheres como ela devem tomar tamoxifeno por cerca de cinco anos, mas outras mulheres mais jovens são informadas de que devem demorar pelo menos 10 anos. Isso reduz consideravelmente o risco de uma recaída em 40%.

Leia também: Ciência Confirma que a Cúrcuma é tão Eficaz Quanto 14 Medicamentos Diferentes

Remédios naturais para diabetes

Tomar medicação significa que você está permitindo que produtos químicos inundem seu corpo, o que pode ter efeitos colaterais adversos. Se você está preocupado com a tomada de medicação para diabetes, considere estas ervas com propriedades de redução de açúcar no sangue:

* Babosa
* Extrato de mirtilo
* Melão amargo
* Canela
* Feno grego
* Gengibre
* Quiabo

Leia mais:

Fabricantes de Medicamentos para Diabetes não Conseguem Provar Nenhum Beneficio Real para os Pacientes

[Estudo] Extrato de Broto de Brócolis Pode Substituir o Medicamento Metformina na Diabetes Tipo 2

Fontes:
– Natural News: TOO TOXIC to swallow: Up to a third of diabetics don’t take their pills because of the debilitating side effects
Daily Mail: Up to a third of diabetics won’t take their pills because of concerns about the debilitating side effects
Scorching hot flushes, low moods and aching bones. Sky News star JACQUIE BELTRAO reveals how the breast cancer drug Tamoxifen which saved her life also made it a living hell
– Diabetes: Herbal and Natural Therapies

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *