Notícias Naturais

Os indivíduos diagnosticados com artrite reumatoide podem apresentar dor nas articulações leves a graves, o que muitas vezes afeta suas vidas diárias. Felizmente, existem alguns superalimentos que podem ajudá-los a lidar com esse tipo de dor.

Esses superalimentos ajudam a reduzir o estresse oxidativo ou a capacidade do corpo de “neutralizar ou desintoxicar substâncias químicas prejudiciais”. A Dra. Bhawna Gupta, da Universidade KIIT na Índia , disse: “O consumo regular de fibras, vegetais, frutas e especiarias dietéticas específicas, bem como a eliminação de componentes que causam inflamação e dano, podem ajudar os pacientes a controlar os efeitos da artrite reumatoide. A incorporação de probióticos na dieta também pode reduzir a progressão e os sintomas desta doença“. Ela também aconselhou aos que sofrem de artrite reumatoide a mudarem de “dietas onívoras, beber álcool e fumar” para “dietas mediterrâneas, veganas, elementares ou de eliminação”, depois de consultarem seu médico ou nutricionista.

Com base em um estudo recente, alguns dos superalimentos que você pode comer para ajudar a combater os sintomas da artrite reumatoide (AR) incluem mirtilos, gengibre, chá verde e azeite de oliva extra virgem. Os cientistas aconselham os pacientes a incorporar mais dos alimentos listados abaixo em sua dieta porque ele podem ajudar a abrandar a doença auto-imune progressiva e debilitante.

Alimentos anti-inflamatórios para aliviar a artrite

Lácteos – Iogurte (coalhada)
Frutas – Ameixas secas, toranja, uvas, mirtilos, romãs, mangas, bananas, pêssegos e maçãs
Ervas  – Sallaki ( Boswellia serrata ), ashwagandha (Withania somnifera)
Legumes – Soja preta, grama preta
ÓleosAzeite de  oliva extra virgem, óleo de peixe, cápsulas de óleo de semente de borragem
EspeciariasGengibre, cúrcuma
CháChá verde e chá de manjericão (tulsi)
Grãos integrais e cereais – Trigo, arroz, aveia, milho, centeio, cevada, milho, sorgo e alpiste

É difícil detectar os estágios iniciais da artrite reumatoide e, se não for detectada ou mal diagnosticada, a doença pode progredir rapidamente nos primeiros anos. A Dra. Gupta recomendou: “Apoiar o gerenciamento de doenças através de alimentos e dieta não representa efeitos colaterais prejudiciais e é relativamente barato e fácil“. Ela continuou: “Médicos, clínicos e nutricionistas podem usar nosso estudo para resumir o conhecimento comprovado atual sobre as ligações entre certos alimentos e a artrite reumatoide“. Segundo Gupta, se os médicos determinam os requisitos nutricionais e medicinais de seus pacientes, eles podem ser usados para melhorar sua saúde.

Os especialistas médicos sugerem, frequentemente, diferentes planos dietéticos para a artrite reumatoide, como a dieta mediterrânea, a dieta vegana e sete a dez dias de jejum. O estudo da equipe de pesquisa é apenas a segunda avaliação geral de dieta e alimentos em relação à artrite e foi publicado no jornal Frontiers in Nutrition. O estudo também se concentrou em relatar intervenções dietéticas e alimentos específicos que provaram efeitos a longo prazo.

Os pesquisadores esperam que seu estudo seja útil como referência para o desenvolvimento de novos medicamentos. A Dra. Gupta disse: “Nossa revisão centrou-se em componentes dietéticos específicos e fitoquímicos de alimentos que têm um efeito benéfico comprovado sobre a artrite reumatoide… As empresas farmacêuticas podem usar essa informação para formular nutracêuticos“. A doutora também acredita que os nutracêuticos têm uma clara vantagem sobre os medicamentos químicos específicos, uma vez que os primeiros não têm efeitos colaterais, são feitos de fontes naturais e são mais baratos.

A equipe da Dra. Gupta também analisou pesquisas de vários experimentos de laboratório em diferentes condições. De acordo com a pesquisa, uma vez que os componentes da dieta podem variar de acordo com a geografia e as condições climáticas, os pacientes devem analisar suas alergias, requisitos nutricionais e outras doenças relacionadas à doença. Ela concluiu que o público em geral deve conversar com seus médicos e nutricionistas primeiro antes de seguir qualquer programa de dieta ou compostos alimentares cobertos pelo estudo.

Outros alimentos recomendados para combater artrite reumatóide

Se você quiser comer mais alimentos que podem ajudar a combater os sintomas desta doença, confira a lista abaixo:

* Melaço Blackstrap –  Embora a pesquisa científica sobre a eficácia do melaço seja limitada, ele pode ajudar a aliviar a dor porque é rico em vitaminas e nutrientes como o magnésio. O magnésio ajuda a preservar a função nervosa e muscular, bem como a cartilagem articular, diz a Arthritis Foundation.

* Coentro  – Também conhecido como salsa chinesa, o coentro é um dos muitos remédios naturais que pode ter um efeito benéfico sobre as doenças inflamatórias crônicas, como a artrite reumatoide, de acordo com um estudo publicado na revista Toxicology and Industrial Health em setembro de 2014.

* Abacaxi –  O caule de um abacaxi contém bromelina, uma enzima digestiva que pode ajudar a reduzir a inflamação em pessoas com osteoartrite e artrite reumatoide. Mas, como o caule do abacaxi não é comestível, você pode aumentar sua ingestão de bromelina tomando suplementos em forma de cápsula ou pastilha.

Leia mais:

Quanto Tomar de Cúrcuma Diariamente para Colher Seus Benefícios Anti-inflamatórios

[Estudo] Além de Prevenir o Câncer, a Vitamina D Também Previne a Artrite Reumatoide

Fontes:
– Tudo Saudável: Gengibre, Azeite, Chás e Outros Alimentos Anti-inflamatórios para Combater a Artrite Reumatoide
– Natural News: Superfoods to combat arthritis: Ginger, berries, fish and other anti-inflammatory foods
Daily Mail: The diet that will beat arthritis: Eat ‘superfoods’ including ginger, blueberries, olive oil and drink green tea
– Everyday Health: The Best Foods to Add to Your Diet to Fight Rheumatoid Arthritis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe