Notícias Naturais

Uma dieta rica em gorduras benéficas pode ajudar a deter o crescimento de bactérias intestinais prejudiciais que desencadeiam o aparecimento da doença de Crohn, de acordo com um estudo realizado por uma equipe de pesquisadores da Case Western Reserve University School of Medicine em Cleveland, Ohio. A doença de Crohn é um tipo de síndrome inflamatória do intestino que se caracteriza por cólicas intestinais, diarreia e inflamação debilitante do trato intestinal. A doença atualmente afeta até meio milhão de pessoas em todo os EUA. No entanto, a comunidade científica afirma que a causa da doença ainda não está clara, informam os especialistas.

A equipe de pesquisa examinou os efeitos de gorduras benéficas derivadas de plantas – como o óleo de coco ou a manteiga de cacau – em modelos animais como parte do estudo. Os cientistas observaram que as gorduras boas reduziram significativamente a diversidade bacteriana em ratos com doença semelhante a Crohn. De acordo com os pesquisadores, modelos de ratos que são submetidos a dietas gordurosas benéficas exibiram até 30 por cento menos tipos de bactérias intestinais em comparação com aqueles que seguiram uma dieta normal. Isso, por sua vez, levou a uma composição de microbioma intestinal relativamente diferente nos modelos animais, acrescentaram os especialistas.

Os cientistas observaram que as mudanças marcadas na composição bacteriana intestinal podem ser observadas nas fezes dos animais. Do mesmo modo, outras espécies bacterianas alteradas foram observadas no ceco, uma porção do intestino que geralmente se torna inchada em pacientes com doença de Crohn. A equipe de pesquisa também observou que mesmo níveis modestos de gorduras benéficas ainda podem promover a saúde intestinal. Segundo os pesquisadores, os ratos com baixas concentrações de óleo de coco ou manteiga de cacau apresentaram inflamação menos grave no intestino delgado.

A descoberta é notável, porque isso significa que um paciente com doença de Crohn também poderia ter um efeito benéfico sobre suas bactérias intestinais e inflamação ao mudar o tipo de gordura em sua dieta. Os pacientes só precisam substituir uma gordura “ruim” por uma gordura “boa” e comer quantidades normais“, diz Alexander Rodriguez-Palacios, autor de estudo e professor assistente de medicina na universidade.

As descobertas podem ajudar os prestadores de cuidados de saúde a identificarem as bactérias alvo para uso no tratamento de probióticos para aliviar as síndromes inflamatórias intestinais em pacientes afetados, diz Rodriguez-Palacios.

Estudos em curso agora estão nos ajudando a entender qual componente das gorduras ‘boas’ e ‘ruins’ faz a diferença nos micróbios intestinais e torna os ratos mais saudáveis. Em última análise, objetivamos identificar os ‘bons’ micróbios para testes como probióticos“, acrescenta Rodriguez-Palacios.

No entanto, o especialista também advertiu que as descobertas podem ter efeitos variáveis ​​em pacientes com doença de Crohn.

Nem todas as ‘gorduras boas’ podem ser boas em todos os pacientes. Os ratos indicam que cada pessoa poderia responder de forma diferente. Mas a dieta é algo que estamos muito esperançosos, podendo ajudar pelo menos alguns pacientes sem os efeitos colaterais e os riscos que os medicamentos carregam. O truque agora é realmente descobrir o que torna uma gordura ‘boa’ ou ‘ruim’ para a doença de Crohn“, explica o especialista.

Os resultados foram apresentados na conferência anual da Digestive Disease Week em Chicago, em junho de 2017. O estudo serve como uma pesquisa pioneira sobre a correlação entre as alterações dos microbiomas intestinais e a saúde intestinal global em pacientes com doença de Crohn. O estudo também é o primeiro a demonstrar como as dietas com alto teor de gordura podem alterar a composição das bactérias intestinais para manter a inflamação à distância. Além disso, a pesquisa é um dos seis estudos aceitos para a apresentação da conferência científica que foram produzidos pela universidade.

Leia mais:

Indústria Alimentícia Inicia Nova Campanha contra o Óleo de Coco, Apesar dos Estudos Mostrarem que ele é bom para sua Saúde

Conspiração contra a Gordura Saturada: Cardiologista Responde ao Ataque Ignorante ao Óleo de Coco

Fontes:
– Tudo Saudável: [Estudo] Gordura Boas Podem Combater a Doença de Crohn
– Natural News: Good fats found to inhibit growth of bad bacteria in the gut: New research gets closer to understanding how diet can relieve Crohn’s disease
– The Daily: High-fat diet reduces gut bacteria, Crohn’s disease symptoms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe