Notícias Naturais

Xarope de Agave Desmascarado Pior do que Você PensaDurante muito tempo, as pessoas acreditaram que o xarope de agave fosse um tipo de adoçante super saudável. No entanto, hoje em dia já se sabe que ele pode ser ainda pior do que açúcar! Isso lembrando que os efeitos nocivos do açúcar estão entre as poucas coisas que a maioria dos especialistas em saúde concordam. Então imagine…

Ao tomar conhecimento dessa informação, muitas pessoas buscam alternativas mais saudáveis para incluir o gosto doce em seus alimentos. Por isso, todos os tipos de outros adoçantes tornaram-se populares, tanto os naturais quanto os artificiais, alguns mais e outros menos saudáveis.

Um desses substitutos muito usados em algumas comunidades é o néctar do agave, que também serve como adoçante em produtos industrializados, inclusive, naqueles tidos como saudáveis.Era até mesmo considerada uma opção aos diabéticos, mas a “indústria do xarope de agave” esconde os seus reais malefícios.

Para entender melhor, vale dizer que o agave é uma planta de origem mexicana, a mesma que serve para produzir a tequila, que é fabricada através da fermentação dos seus açúcares. Naquele país também se usa esse adoçante como mel, ou seja, mel de agave. No entanto, o problema está quando a planta é processada e refinada, momento em que perde praticamente todos os seus nutrientes. Esse é o caso do xarope de agave.

Como é feito o xarope de agave

Além de xarope de agave, o produto recebe ainda o nome de adoçante, mel ou mesmo néctar, sendo que essa última denominação é a mais precisa. Além disso, a sua forma de fabricação é bem distinta daquela empregada tradicionalmente pelo povo mexicano. A única semelhança é o processo de arranque.

Depois de arrancada, a planta é levada ao local de produção do xarope de agave, onde ela é cortada e espremida para extrair o seu líquido açucarado. Além de açúcar, a agave é fonte de compostos saudáveis, ??como frutanos, que são benéficos ao metabolismo. No entanto, quando ao ser processada, a planta perde essas substâncias benéficas, já que ela recebe altas temperaturas.

O processo de fabricação do xarope de agave é similar aos métodos empregados na fabricação de outros adoçantes não saudáveis. Portanto, o adoçante vendido como néctar de agave não é verdadeiramente “néctar”, mas sim, um adoçante altamente refinado e concentrado, processado feito a partir do néctar do agave.

Problemas em usar xarope de agave

Xarope de agave pode ser pior que açúcar

Para ter ideia de quão problemático é o xarope de agave, vale dizer que ele engana, pois o seu índice glicêmico é baixo. Essa medida de refere à quão rapidamente o açúcar em um alimento entra na corrente sanguínea.De modo geral, quanto maior o índice glicêmico de um alimento, maior o pico de açúcar no sangue e, por consequência, pior será para a saúde.

Além disso, ao contrário da glicose, a frutose, que está em altos níveis no xarope de agave, não vai diretamente para a corrente sanguínea e, portanto, não eleva o açúcar no sangue ou os níveis de insulina no curto prazo. É por isso que os adoçantes feitos à base de frutose são muitas vezes comercializados como “saudáveis” ou “para diabéticos”.

Quase todo o açúcar do xarope de agave é frutose, assim, o seu índice glicêmico é baixo. No entanto, o índice glicêmico é somente um dos fatores a considerar quando se olha para os efeitos na saúde de adoçantes. Os níveis de frutose são ainda mais relevantes, sendo que no xarope de agave é de 85%, o que é muito maior do que o açúcar comum.

Vale dizer que o açúcar e o xarope de milho são outros produtos ricos em frutose, sendo que contêm dois açúcares simples: metade glicose e metade frutose. Embora esses dois tipos de açúcares sejam muito semelhantes, eles têm efeitos completamente diferentes no corpo.

A glicose é uma molécula extremamente importante. Ela é encontrada em muitos alimentos saudáveis ??(como cenouras e batatas) e o corpo também a produz, para nunca faltar. Na verdade, cada célula viva no planeta tem glicose, porque essa molécula é absolutamente vital para a vida.

No entanto, enquanto todas as células do corpo humano podem metabolizar a glicose, o fígado é o único órgão que consegue metabolizar a frutose em quantidades significativas. Assim, ingerir uma grande quantidade de frutose pode causar estragos na saúde metabólica. O fígado fica sobrecarregado e começa transformar a frutose em gordura. Grosseiramente comparando, é mais ou menos o que acontece com o fígado de gansos alimentados à força para produzir o foie gras, ou seja, um fígado gorduroso.

Tudo isso quer dizer que, embora a frutose não eleve os níveis de açúcar no sangue, em curto prazo pode contribuir para a resistência à insulina quando consumido em grandes quantidades. O resultado disso é um significativo crescimento nos níveis de açúcar no sangue e insulina a longo prazo, elevando fortemente o risco de síndrome metabólica e diabetes.

Algo importante a ressaltar é que nada disso se aplica às frutas, que também possuem frutose. O organismo está bem equipado para lidar com as pequenas quantidades dessa substância encontrada nas frutas. Mas como vimos, o consumo em excesso de frutose, que pode acabar acontecendo ao abusarmos do xarope de agave, pode trazer sérias consequências.

Assim sendo, é complicado referir-se ao xarope de agave como algo “saudável”. Melhor pensar duas vezes antes de consumir.

Outras complicações e efeitos secundários:

* Deve ser evitado por grávidas ou gestantes

* Síndrome Metabólica

* Ácido Úrico

* Problemas de resistência insulínica

* Problemas sérios de efeitos secundários em diabéticos

* Pode produzir ainda diarreia e vômitos

Estes adoçantes foram introduzidos no mercado pura e simplesmente para produzir lucro, aproveitando-se da desinformação do público que preocupado com o açúcar, aspartame e outros adoçantes correntes, procurava uma alternativa saudável.

A FDA teve que intervir junto do maior comerciante de agave nos EUA, a Western Commerce Corporation da Califórnia, por estar adulterando o agave com xarope de milho altamente concentrado, incluindo o agave considerado biológico. A empresa foi fechada.

A informação das etiquetas do agave nem está conforme com as regulações das agências responsáveis pela alimentação, incluindo a FDA.

Em Portugal o agave é denominado “Geleia de Agave” e vendido pela Provida e outras empresas de alimentos “naturais”.

Leia mais:

A Verdade sobre o Aspartame

 

A Verdade Sobre o Aspartame

 

 

 

Quatro Razões para Evitar Xarope de Milho Rico em Frutose

 

Quatro Razões para Evitar Xarope de Milho Rico em Frutose

 

 

 

Fontes:
Comece a Emagrecer: Xarope de agave: pior do que você pensa
Doce Limão: Denúncia: Xarope de AGAVE desmascarado

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe