Notícias Naturais

Um recente estudo revelou que os tomates podem prevenir o cancer de estômago, dando às pessoas mais um motivo para comer a fruta suculenta. Como parte do estudo, uma equipe de pesquisadores internacionais da Itália e dos EUA analisou os componentes dos extratos de tomate de dois cultivos do sul da Itália – as variedades San Marzano e Corbarino – e examinou suas capacidades para tratar várias características neoplásicas de linhas celulares do câncer gástrico. O estudo descobriu que os extratos de ambos os cultivos de tomate interromperam o crescimento e o comportamento de clonagem de células malignas.

De acordo com a equipe de pesquisa, o tratamento com os extratos de tomate inteiros induziu os efeitos negativos sobre os processos-chave das células malignas, inibindo assim a capacidade das células migrarem. A equipe de pesquisa também observou que o tratamento interrompeu o ciclo celular através da modulação das proteínas da família retinoblastoma. Isso levou à apoptose (morte celular), disseram os cientistas.

Nossos resultados mostraram um possível papel dessas duas variedades de tomates contra as características neoplásicas típicas. O tratamento com extratos de tomate afetou a capacidade de crescimento das células cancerosas em aderência e em média semi-sólida, reduzindo também a capacidade de migração celular. Não foram observados efeitos tóxicos em células não tumorais. Encontramos, em linhas celulares de câncer gástrico, efeitos tanto na progressão do ciclo celular como na modulação da apoptose. A extensão dos efeitos antineoplásicos, no entanto, não parece estar correlacionada com o teor de carotenoides e a atividade antioxidante das duas variedades de tomate. Nossos dados indicam que a ingestão de San Marzano e Corbarino pode ser considerada ainda como suporte nutricional não só na prevenção do câncer, mas também para a dieta do paciente com câncer“, escreveram os pesquisadores no Journal of Cellular Physiology.

A autora do estudo, Daniela Barone, observou que os efeitos não pareciam estar relacionados a componentes anticancerígenos específicos, como o licopeno. Os efeitos benéficos devem estar associados à totalidade do fruto, acrescentou a autora. Os resultados exigem mais pesquisas sobre o uso potencial de nutrientes específicos não só na prevenção do câncer, mas também como uma estratégia complementar para tratamentos convencionais de câncer, disse o pesquisador e Professor Antonio Giordano.

Câncer de estômago em números

De acordo com o World Cancer Research Fund International,  o câncer de estômago é o quinto tipo mais comum de câncer em todo o mundo. A organização também observou que 952 mil novos casos de câncer de estômago foram diagnosticados apenas em 2012. O Instituto Nacional do Câncer (NCI) também revelou que quase 96.000 pessoas nos EUA desenvolveram câncer de estômago em 2014. O instituto também observou que o número de novos casos de câncer de estômago em todo o país foi de 7,3 para 100.000 homens e mulheres por ano, enquanto que a mortalidade foi de 3,2 para 100.000 homens e mulheres. A taxa de sobrevivência de cinco anos foi apenas um pouco maior do que 30 porcento, acrescentou o instituto.

Além disso, o NCI revelou que o câncer de estômago é relativamente raro nos EUA. Na verdade, a doença em 15º no ranking entre os tipos de câncer mais comuns em todo o país. Os dados atuais também mostraram que a doença era mais prevalente entre os adultos mais velhos, afetando mais de um quarto dos idosos com idades entre 65 a 74 anos. Entretanto, as mortes relacionadas ao câncer foram mais comuns entre idosos de 75 a 84 anos de idade. De acordo com as estatísticas mais recentes, a idade mediana à morte foi de 72 anos para esses pacientes.

Além disso, os homens asiáticos/insulares do Pacífico tiveram o maior número de novos casos de câncer de estômago, seguidos por índios americanos/nativos do Alasca, afro-americanos e hispânicos. Em contraste, as mulheres hispânicas tiveram o maior número de casos novos, seguidos por índias americanas/nativas do Alasca, asiáticas/insulares do Pacífico e afro-americanas.

Dados da Sociedade Americana de Câncer (ACS) também mostraram que cerca de 28.000 novos casos de câncer de estômago estão previstos nos EUA este ano. A ACS também prevê que quase 11.000 pessoas morrerão da doença em 2017.

Leia mais:

3 Benefícios Surpreendentes do Tomate

5 Alimentos que Destroem as Células Cancerosas e Suprimem Tumores

Fontes:
– Tudo Saudável: [Estudo] Tomates Previnem e Interrompem o Câncer de Estômago
Natural News: Tomatoes found to halt stomach cancer due to anti-cancer nutrients
Daily Mail: Tomatoes may fight stomach cancer, according to new research
– Wiley Online Library: Antitumoral Potential, Antioxidant Activity and Carotenoid Content of Two Southern Italy Tomato Cultivars Extracts: San Marzano and Corbarino
– Science Daily: Tomato extract fights stomach cancer, ripe for further study
– WCRFI: Stomach cancer statistics
– NIH: Cancer Stat Facts: Stomach Cancer
– American Cancer Society: What Are the Key Statistics About Stomach Cancer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe