Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Bebidas Energéticas Produzem Alterações Nocivas na Pressão Arterial e Função Cardíaca, Revela Novo EstudoOs efeitos nocivos das bebidas energéticas vão além de seu conteúdo de cafeína, revelou um recente estudo. Segundo os autores, um grande número de pesquisas têm estabelecido há muito tempo que, as bebidas energéticas podem afetar negativamente a saúde cardíaca, mas nenhuma delas realmente examinou a segurança dos outros ingredientes. Existem mais de 500 tipos de bebidas energéticas disponíveis no mercado hoje. Embora tanto os fabricantes quanto os fãs aleguem que essas bebidas são tão seguras quanto a cafeína, um número crescente de mortes relacionadas e de visitas ao departamento de emergência, diz o contrário. A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA considera que as doses de cafeína de até 400 mg são geralmente seguras. Além da cafeína, as bebidas energéticas demonstraram conter 100 g de açúcar, várias vitaminas B e uma mistura energética de taurina e outros ingredientes.

Como parte do estudo, uma equipe de pesquisadores da Universidade do Pacífico, em Stockton, Califórnia, matriculou 18 participantes saudáveis ​​que foram instruídos a beberem uma bebida energética comercialmente disponível e uma fórmula com o mesmo conteúdo de cafeína, mas com nenhum dos outros ingredientes. A equipe de pesquisa também mediu os níveis de pressão arterial dos participantes e leituras de eletrocardiograma.

Os especialistas descobriram que os níveis da pressão arterial dos participantes subiram quase cinco pontos e permaneceram altos por até seis horas. Em contraste, beber a fórmula resultou em menos de um ponto de aumento nos níveis de pressão arterial. Embora as mudanças não pareçam preocupantes para indivíduos saudáveis, a equipe de pesquisa alertou que as pessoas com problemas cardíacos devem ter cuidado ao consumir essas bebidas.

A indústria de bebidas energéticas afirma que seus produtos são seguros porque eles não têm mais cafeína do que um café premium da cafeteria. No entanto, as bebidas energéticas também contêm uma “mistura energética” própria, que consiste tipicamente em estimulantes e outros aditivos. Alguns destes ingredientes (incluindo a taurina e o guaraná) não foram aprovados pela FDA como seguros no fornecimento de alimentos, e poucos estudos têm testado os efeitos do consumo de cafeína juntamente com estes ingredientes “inovadores”. Além disso, as bebidas energéticas são altamente comercializadas para os meninos adolescentes de forma a encorajar comportamentos de risco, incluindo consumo rápido e excessivo. Como resultado, as visitas de emergência dos jovens em conexão com as bebidas energéticas estão subindo“, disse a especialista externa Dra. Jennifer L. Harris do Rudd Center for Food Policy and Obesity da Universidade de Connecticut, em um relatório de advertência à agência Reuters.

As descobertas foram publicadas no Journal of American Heart Association.

Leia também: A Verdade sobre as Bebidas Energéticas – Quanta Cafeína tem uma Lata?

Estudos anteriores ligam as bebidas energéticas à hipertensão arterial

As bebidas energéticas têm sido associadas com a elevação da pressão arterial em uma série de estudos. Por exemplo, uma equipe de pesquisadores da Mayo Clinic descobriu que consumir uma bebida energética de 450 ml pode aumentar os níveis da pressão arterial e as respostas do hormônio do estresse. A equipe de pesquisa examinou 25 participantes saudáveis ​​e descobriu que, além de aumentar os níveis de pressão arterial, os níveis de hormônio do estresse norepinefrina simultaneamente aumentaram em quase 74 por cento depois de consumir bebidas energéticas.

Uma análise de 2013 também observou que as bebidas energéticas desencadearam a ativação elétrica prolongada em ventrículos cardíacos. Esta ativação prolongada foi associada ao aparecimento de arritmia com risco de vida. A análise também revelou que as bebidas energéticas elevaram os níveis de pressão arterial dos consumidores em mais de três pontos. Os resultados foram apresentados na Scientific Sessions da American Heart Association de 2013, em Nova Orleans.

Além disso, um pequeno estudo em 2007 mostrou que beber duas latas de bebida energética por dia, pode aumentar a pressão arterial e a frequência cardíaca em adultos saudáveis. Para realizar o estudo, os pesquisadores da Wayne State University, em Detroit, matricularam 15 adultos saudáveis ​​e descobriram que a pressão sanguínea sistólica máxima dos participantes aumentou em até 9,6% e a pressão arterial diastólica aumentou em até 7,8% em quatro horas após tomarem as bebidas energéticas. A frequência cardíaca dos participantes também aumentou em até 11%. Os resultados foram apresentados na Scientific Sessions da American Heart Association de 2007, em Orlando, Flórida.

Leia mais:

Experiências Chocantes Mostram Quanto Dano as Bebidas Energéticas Causam aos Seus Dentes

[Estudo] Bebidas Energéticas e Açucaradas Causam Sintomas de Déficit de Atenção com Hiperatividade em Crianças

Fontes:
Natural News: Energy drinks found to produce harmful changes in blood pressure and heart function, reveals new study
– Reuters: Potentially harmful effects of energy drinks – it’s not the caffeine
– NBC News: Energy Drinks Worse for Your Heart Than Caffeine Alone: Study
– CBS News: Energy drinks may increase blood pressure, change heart’s rhythm
– Huffpost: Drinking Energy Drinks Every Day Can Lead To High Blood Pressure: Study
– Fox News: Study: Energy Drinks Risky for People with Heart Problems, High Blood Pressure

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe