Notícias Naturais

fda-suplementos-de-testosterona-podem-causar-insuficincia-cardaca-acidente-vascular-cerebral-depressSubstituir ou suplementar com produtos de testosterona pode causar efeitos secundários perigosos, incluindo ataques cardíacos, infertilidade, alterações de personalidade e dependência química, alertou a FDA.

A agência anunciou que está atualizando as etiquetas de advertência em todos os produtos de testosterona.

A nova advertência irá alertar os médicos prescritores do potencial abuso de testosterona e os resultados adversos graves, especialmente aqueles relacionados ao coração e à saúde mental que têm sido relatados em associação com o abuso de testosterona/esteroides anabólicos androgênicos (EAA)“, disse a FDA.

A FDA chamou especialmente a atenção de milhões de pessoas que usam a terapia de testosterona sem prescrição, ou para uso na construção do corpo, ou na esperança de aumentar a saúde em geral ou a libido. Esses usos são perigosos e não comprovados, advertiu a agência.

Tem havido uma campanha publicitária muito bem sucedida para fazer os homens sentirem que qualquer que fosse seu problema, a resposta é comprar mais testosterona“, disse o Dr. Sidney Wolfe, da Public Citizen, quando a FDA emitiu seu primeiro aviso sobre o uso de testosterona sem rotulagem.

A testosterona e os EAAs (formas sintéticas do hormônio) são aprovados pela FDA para tratar apenas certas condições, tais como a puberdade atrasada, perda de massa muscular devido ao câncer, AIDS ou outras doenças.

Encolhendo testículos e causando ataques cardíacos

Os novos rótulos em produtos de testosterona irão adicionar mais um aviso sobre o potencial de abuso e de resultados adversos graves, principalmente relacionados com a saúde cardiovascular e mental. A seção Advertências e Precauções existente lembra os prescritores da importância de medir os níveis circulantes no sangue de testosterona em pessoas suspeitas de abuso de drogas. A seção de abuso e dependência do rótulo também será atualizado para refletir a recente pesquisa sobre os riscos de testosterona e abuso de EAA.

O abuso de testosterona, geralmente em doses mais elevadas do que as normalmente prescritas e, geralmente, em conjunto com outros EAA, está associado a graves riscos de segurança que afetam o coração, cérebro, fígado, saúde mental e o sistema endócrino“, disse a FDA.

A FDA lista os potenciais efeitos colaterais, incluindo ataque cardíaco, insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral, toxicidade hepática, insuficiência renal, encolhimento de testículos, infertilidade masculina, calvície, depressão, hostilidade e agressão.

A agência também adverte que o abuso de testosterona pode produzir dependência química (vício). Isso produz sintomas de abstinência, incluindo irritabilidade, depressão, insônia, diminuição da libido, perda de apetite e fadiga.

De acordo com o Instituto Nacional de Abuso de Drogas, “o abuso de esteroides a longo prazo pode agir sobre alguns dos mesmos caminhos cerebrais e produtos químicos – incluindo a dopamina, serotonina e opioides – que são afetados por outras drogas. Isso pode resultar em um efeito significativo no humor e no comportamento“.

O golpe de sorte da indústria farmacêutica

No ano passado, a FDA advertiu que os médicos estavam prescrevendo em exagero a testosterona para usos que não são aprovados. O novo alerta fortalece essa cautela, classificando tais usos em pé de igualdade com tomar esteroides para fins esportivos.

Nos últimos anos, a indústria farmacêutica embarcou em uma campanha de marketing massiva alegando que uma ampla variedade de problemas de saúde vagos ou reclamações relacionadas com a idade são realmente causados por baixos níveis de testosterona. Devido o tratamento clinicamente comprovado para testosterona baixa ser um uso aprovado pela FDA, este marketing é legal sob a lei dos EUA.

Mas os estudos mostram que entre os milhões de homens que usam pílulas, géis ou injeções de testosterona para “benefícios” como melhorar o estado de alerta, energia, nitidez  mental ou libido, um quarto nunca fez um exame de sangue para determinar se eles realmente têm baixos níveis de testosterona.

O número de homens que tomam suplementos de testosterona aumentou 75 por cento entre 2009 e 2013. A indústria agora alcança  $2 bilhões por ano.

Mesmo entre os homens que fizeram exame de sangue, a testosterona pode não ser a melhor escolha. Níveis médios mais baixos não são necessariamente um sinal de problema de saúde. Além disso, a suplementação hormonal vem com riscos graves que podem superar os benefícios – “benefícios” que nunca foram comprovados em estudos controlados.

“Por causa do marketing, os homens têm sido inundados com informações sobre o potencial benefício de consertar os baixos níveis de testosterona, mas não com os custos potenciais”, disse o endocrinologista de Harvard, Carl Pallais. “Os homens devem ser muito mais conscientes das possíveis complicações a longo prazo“.

Leia mais:


Seis Alimentos que Aumentam a Testosterona Naturalmente


5 Maneiras Comprovadas para Aumentar a Testosterona Naturalmente

Fontes:
Natural News: FDA: Testosterone supplements can cause heart failure, stroke, depression, liver toxicity, insomnia and more
– Medical Press: FDA warns of dangers from testosterone supplements
– NBC News: FDA Steps Up Warnings for Testosterone, Other Steroids
FDA: Testosterone and Other Anabolic Androgenic Steroids (AAS): FDA Statement – Risks Associated With Abuse and Dependence
– Capital Wired: FDA ALERT ON TESTOSTERONE ABUSE
– NBC News: FDA Warns Against Testosterone Overuse
– Harvard Health Publications: Is testosterone therapy safe? Take a breath before you take the plunge

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe