Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

teoria-imunidade-rebanho-vacinacao

A mentira em relação à vacinação de “imunidade de grupo” (também conhecida por Efeito rebanho ) é acreditada pela maioria das pessoas que sofreram lavagem cerebral para ser hipocondríacos e paranoico sobre doenças infecciosas. Os médicos dizem repetidamente a seus pacientes que tudo é genético (que significa herdado) e que todos os seres humanos nascem muito fracos, com sistemas imunológicos aleijados que devem receber 50 vacinas antes de sete anos de idade para sobreviver ao ataque de 50 doenças infecciosas diferentes que irão paralisar, mutilar e matá-los, caso contrário.

“Você vai morrer de doenças infecciosas!” – Se você não bombear o seu tecido muscular, cérebro e sistema nervoso central com mercúrio, formaldeído, MSG, alumínio, várias estirpes e combinações de vírus vivos (mas dormentes), bactérias geneticamente modificadas, sorbitol (sim, o adoçante artificial usado como um emulsionante e agente de transporte, também conhecido como um “adjuvante”), o mortal cloreto de sódio, e claro o fosfato de alumínio para aumentar a toxicidade do mercúrio. Essa é a mentalidade que nunca é explicada, ou ninguém iria receber qualquer uma destas vacinas insanamente sobre-carregadas de substâncias tóxicas e cancerígenas.

“Ovelhas” acreditam no mito de rebanho – aqui está o porquê …

“Há segurança nos números,” defensores da vacinação em massa dizem. “É os não vacinados que são o maior risco”, eles vão anunciar durante o seu argumento amedrontador. Pessoas regurgitam o que seu médico pronunciam no final do exame de rotina e visita de inoculação, só para ter certeza de que ninguém que sofreu danos pelas vacinas duvidem do “processo” médico padrão – a nova “norma”.

A mídia gira o script também, transmitida por Hitler e seus cientistas loucos que foram trabalhar para a América Big Pharma menos de uma década depois de cumprir pena por assassinato em massa.

Transmissão viral (Virus “shedding”) explicada

O momento mais perigoso para a propagação de doenças infecciosas são as duas primeiras semanas após uma criança (ou adolescente ou adulto) é injetado com a “imunização”, contendo uma versão do vírus. A indústria de vacinas irá explicar como os vírus foram “amortecidos” ou “enfraquecidos”, quando na realidade o que eles fizeram foi contê-los usando formaldeído (fluido de embalsamamento), mas o vírus fica dormente no tecido muscular humano, à espera de ser alimentado e “despertado” de seu modo de hibernação ou “sono”. É um fato científico que qualquer pessoa injetada com um vírus vivo pode lançar esse vírus através da saliva ou muco a qualquer pessoa tenha ela sido inoculada ou não, sem nunca ter a próprios doença.

Enquanto isso, injetando neurotoxinas conhecidas em seres humanos, a fim de chocar o sistema imunológico em uma reação “saudável” é paradoxal, para dizer o mínimo. Não é natural e é perigoso. Ainda assim, pais paranóicos em doenças infecciosas prontamente entregam o seu argumento de que, sempre que houver um surto de sarampo, catapora ou gripe em uma escola, todas as crianças não vacinadas são os culpados e precisam ser banidas da escola até receber suas inoculações. Isso é tudo que a exagero da mídia e mentiras regurgitadas pelos pais assustados apenas tentando fazer a coisa certa.

Leia também: [Bomba] 85% das Vítimas dos Surtos Recentes de Sarampo Já Tinham Recebido a Vacina!

Assim como a vacina contra a poliomielite (injetada ou como spray nasal) causou novos casos de pólio, da mesma forma como a vacina contra o sarampo e a vacina contra a gripe

Há um grande segredo sujo na Índia a cerca de vacinas. A grande mídia dos EUA tem um blecaute completo sobre esta informação. Houve um aumento enorme nas crianças aleijadas depois de receber a vacina oral contra a poliomielite. A indústria de vacinas rotula todos os novos casos como “paralisia não-pólio flácida aguda” (NPAFP), mas os mais de 47 mil casos relatados em 2011 vieram no mesmo ano em que a Índia foi declarada “livre da pólio”, e as dezenas de milhares de incidentes foram monitorados nas áreas onde as vacinas (oral) de pólio foram frequentemente administradas. Isso significa que as vacinas contra a poliomielite são a principal causa de paralisia da pólio. Imagine que, todos aqueles americanos paranóicos correndo para vacinar os seus recém-nascidos e colocando seus filhos em risco maior. Como foi a pólio “erradicada” se paralisia-pela-vacina está exumando e dizimando os bebês da Índia? Isto nos diz que a vacina é mais perigoso do que a doença. Sim, a poliomielite fez um retorno, mas é agora em uma forma mutante causada pela própria vacina.

Leia também: 
– [Bill Gates] Vacina da Pólio Paralisa Bebê de 10 meses (e outros 47.500) na Índia
– Índia Livre da Poliomelite: Uma Piada Cruel

Quer ser seguro e parte do “rebanho natural”? Procure estimulantes do sistema imunológico naturais seguros como a vitamina D, vitamina C, chlorella e equinácia. Certifique-se de obter todas as suas vitaminas e minerais através de seus alimentos naturais. Você apenas tem que comer direito e comer limpo para ter a melhor imunidade.

Fonte:
Natural News: Vaccine ‘herd immunity theory’ dismantled and debunked

(0)

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe