Notícias Naturais

W-18 A Droga 10000 Vezes Mais Poderosa que a MorfinaMuitas pessoas não ouviram falar da poderosa droga W-18, um opiáceo sintetizado pelo professor Ed Knaus da Universidade de Alberta, Canadá, e que poderia tornar-se uma nova e perigosa ameaça para a saúde pública.

O professor Knaus, estava buscando a forma de criar um analgésico que acabasse com todas as dores, até as mais agudas, com um único comprimido.

E em 1981, ele conseguiu. Em seus ensaios sintetizou um opiáceo e o chamou W-18. Ele chegou a criar uma substância analgésica 10.000 vezes mais potente que a morfina.

Entretanto, seu trabalho não foi tão bem sucedido quanto esperava.

Edward Knaus

Nossa intenção era criar um analgésico milagroso, mas depois dos testes o descartamos porque nos demos conta de ele tinha potencial para tornar-se viciante“, disse Knaus ao site Mclean.com.

A verdade é, que durante anos esta droga, que nunca foi testada em humanos de forma documentada, permaneceu nos arquivos científicos como uma pesquisa falha. Aparentemente, sob controle.

Até o final de janeiro deste ano, quando a Polícia de Calgary deu uma informação alarmante: em 2015 encontraram vários confiscos da poderosa W-18 nas ruas, parte do mercado ilegal da drogas recreativas.

O anúncio, feito pelo porta-voz da polícia de Calgary, o sargento Jason Walker, falou de poucos comprimidos, mas de suficientes para pensar que se trata de uma nova e muito perigosa moda.

Continuamos preocupados que este comprimido esteja nas ruas, porque no ano passado, tivemos vários casos de morte por overdose por outro opiáceo, o fentanyl, que de algum modo, está relacionado“, disse à BBC, o coordenador da equipe antinarcóticos da polícia de Calgary.

Enviamos vários comprimidos que confiscamos após essa primeira apreensão para que fossem analisados e estamos esperando os resultados“, acrescentou.

Devido seu efeito – 10.000 vezes mais forte que o da morfina -, a W-18 nunca havia sido comercializada ou produzida de maneira legal por alguma indústria farmacêutica.

A maioria dos comprimidos provém da China. E o problema é relacionado à disponibilidade e acessibilidade. Nós encontramos  um comprimido 10.000 vezes mais poderoso que a morfina, mas os traficantes de drogas nas ruas, não sabem o que estão vendendo“, explicou Schiavetta.

No último ano, somente na cidade de Alberta, 213 pessoas morreram de overdose por opiáceos.

A surpresa do laboratório

A operação da polícia, a qual apreendeu os comprimidos, ocorreu em agosto de 2015. Após a operação, as autoridades canadenses enviaram as amostras ao laboratório de criminalística para legalizar a apreensão.

E foi aí que surgiu a surpresa.

Quatro meses após receberam uma notícia: contra suas suspeitas, três comprimidos da operação não eram fentanyl, um opiáceo que se popularizou no Canadá nos últimos anos, mas algo pior, a W-18.

Esse comprimido nunca foi testado em humanos de maneira documentada, mas se pode dizer que os efeitos são semelhantes a de outros opiáceos potentes, como sono profundo, euforia, prurido e hiperventilação que pode causar a morte“, disse Schiavetta à BBC.

No entanto, apesar de seus efeitos devastadores, a W-18 ainda não se encontra dentro da lista de substâncias proibidas pelo governo do Canadá, embora a organização de saúde do Canadá já pediu sua inclusão imediata.

A crise dos opiáceos já havia disparado com o fentanyl, o qual é 100 vezes mais poderoso que a morfina e havia sido considerado a “droga do verão” pela polícia de Calgary, após a apreensão de 21.000 comprimidos durante os primeiros dez meses de 2015.

O fentanyl foi uma das principais causas associadas às mortes violentas no Canadá em 2015.

Mas, de acordo o relatório de vários meios de comunicação do país norte-americano, uma das possíveis causas do aparecimento W-18 é devido a alta mortalidade relacionada com o fentanyl, fez cair a demanda desta droga… e a busca por outras novas.

O medo da heroína

O temor deste país ante o aparecimento de uma nova droga e mais poderosa tem uma justificação: o Canadá é o país com maior número de prescrições médicas de opiáceos no mundo, de acordo a um relatório publicado pela província de Ontário.

Outros estudos a colocam em pé de igualdade com os EUA em número de prescrições per capita, como afirma a acadêmica Tara Gomes, epidemióloga do hospital St. Michael´s em Toronto, em um estudo de 2014.

Enfim, o consumo desmedido de opiáceos receitados é um problema crescente nos dois maiores países norte-americanos.

Um relatório estatístico entre 2009 e 2014, estabeleceu que pelo menos 655 pessoas morreram no Canadá em resultado do consumo de fentanyl, sem contabilizar outros opiáceos.

Nos últimos 16 anos, somente na província de Ontário – o centro do país e um dos mais afetados pela tendência – contam-se pelo menos 5.000 mortes por overdose com alguma droga receitada.

Os números mais recentes indicam que a tendência quase se duplicou em cinco anos.

Para as autoridades canadenses, a crise nacional de opiáceos e outras drogas ilegais poderia estar a ponto de dar um novo salto, impulsionado pela substância criada pelo professor Knaus há mais de três décadas em um laboratório, e que agora conseguiu infiltrar-se nas ruas.

Leia mais:

[Video] Medicamentos Letais e Crime Organizado

Brasil é o Maior Consumidor de Rivotril do Mundo

Fontes:
El Microlector: QUÉ ES LA W-18, LA DROGA 10.000 VECES MÁS PODEROSA QUE LA MORFINA
BBC: Qué es la W-18, la droga 10.000 veces más poderosa que la morfina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe