Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

10 Coisas Terríveis que Você Está Comendo sem SaberTodos os dias comemos e compartilhamos alguns “venenos” com nossas famílias. Saiba quais são para evitar.

A indústria alimentícia, como qualquer outra indústria capitalista – ou seja, que gere lucros – vê em cada ser humano um consumidor e fonte de lucro e não alguém a ser alimentado e nutrido.

Por esses e outros motivos uma alimentação inteligente, visando além do sabor, deve ser parte do dia a dia de cada família. Plante uma horta, se puder, cultive alimentos orgânicos, coma frutas da estação (de preferência de seu próprio pomar). Utilize alimentos integrais – que embora sejam mais caros, têm mais nutrientes.

Não consuma ou limite o consumo o mais que puder dos “alimentos” abaixo:

1. Açúcar

Um dado alarmante: Os brasileiros ingerem três vezes mais açúcar anualmente que o resto do mundo. Outra má notícia é que o açúcar é tão maléfico quanto álcool e cigarro. Estudos apontam que o açúcar eleva mais a pressão arterial que o sal. Esses já seriam motivos suficientes para se banir o açúcar da dieta, mas, ainda há mais. Segundo o American Journal of Cardiology o açúcar é responsável direto por:

* Obesidade
* Diabetes
* Síndrome metabólica
* Refluxo gástrico
* Doenças cardíacas
* Câncer
* Envelhecimento precoce
* Esclerose
* Alzheimer
* AVC – Acidente vascular cerebral
* Baixa imunidade
* Fraqueza
* Osteoporose
* Cárie e doença periodontal
* Depressão
* Artrite
* Miopia
2. Carnes processadas

Bacon, linguiça (industrializada), presunto, salame e embutidos em geral.

Pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard descobriram que as pessoas que comem regularmente 50 gramas de carne processada – (um cachorro quente ou 2 fatias de presunto) – têm 42 por cento maior risco de doenças cardíacas, bem como um risco quase 20 por cento de desenvolver diabetes tipo 2 do que as pessoas que não comem. Isso porque carnes processadas contêm muito mais sódio – 4 vezes mais – e também contêm 50 por cento mais conservantes à base de nitrato de sódio.

Leia também: Os 11 Piores Alimentos Processados que Você Jamais Deve Comprar

3. Pipoca de micro-ondas

O sabor manteiga que você experimenta, não é manteiga, é Diacetil um aromatizante utilizado na pipoca de micro-ondas. No final da década de 2000, alguns fabricantes proibiram seu uso em sacos de pipoca devido a riscos respiratórios a bronquites e bronqueolites, além de estar relacionado ao Alzheimer. Por isso, prefira fazer em casa sua própria pipoca à moda antiga.

 

Leia também: As Substâncias Colocadas em Alimentos para que Você Coma Muito

4. Pão branco

É apenas farinha refinada, sal, fermento e produtos químicos. Não tem nutrientes. Além disso, tem alto índice glicêmico, ou seja, é perigoso para os diabéticos (aumenta a glicose) e a resistência à insulina. Nos não diabéticos faz o pâncreas produzir mais insulina (hiperinsulismo) e obesidade.

 

Leia também: Aditivos no Pão, Margarina e Sorvete Podem Estar Causando Doença de Crohn e Colite

5. Gorduras saturadas

As gorduras naturais (animais, peixe, coco, abacate) não são problema segundo os doutores Robert Atkins, Alexandre Feldman, Alexander e Chris Van Tulleken – que afirmam que o açúcar (carboidratos) e não as gorduras, é o grande vilão da saúde.

O problema é maior ao se misturar gorduras e carboidratos. Uma pesquisa publicada recentemente mostra que dietas onde são suprimidas as gorduras saturadas, mas os carboidratos não são, aumentariam o risco de infarto em 33%.

As gorduras realmente ruins são as chamadas “trans” como a gordura vegetal hidrogenada encontrada em produtos industrializados entre eles a margarina, biscoitos, salgadinhos, sorvete, etc.

Leia também: Margarina – Uma Péssima Opção

6. Frituras

Todo mundo ama batata frita. O grande problema é que quando a batata passa pelo processo de fritura, ela se torna tóxica e traz riscos tais como acidente vascular cerebral e um aumento do risco de certos tipos de câncer incluindo câncer de mama, esôfago, cabeça e pescoço, pulmão, pâncreas e próstata.

Isso devido à alta temperatura do óleo da fritura. Homens, que comem alimentos fritos – frango frito, peixe frito e / ou batatas fritas – uma vez ou mais por semana aumentam o risco de câncer de próstata em até 37%.

7. Refrigerantes

É como beber bala líquida. A maioria dos refrigerantes contêm xarope de milho (que é de onde todas as calorias vêm), corantes alimentares, conservantes e outros ingredientes. Além dos problemas já conhecidos como cárie e obesidade, os refrigerantes têm alto teor de sódio, cujos malefícios são amplamente conhecidos. Alguns refrigerantes estão associados a problemas mentais como à perda de memória, ansiedade e perturbações nervosas.

Leia também: Quatro Razões para Evitar Xarope de Milho Rico em Frutose

8. Adoçantes artificiais

Alguns estudiosos afirmam que o uso de adoçantes artificiais tem contribuído para a epidemia mundial de obesidade. Investigadores israelenses do Instituto Weizmann de Ciência concluíram que “a utilização em massa destes aditivos alimentares deve ser reavaliada” e que “os adoçantes poderão ter contribuído diretamente para exacerbar precisamente a epidemia [de obesidade] que se destinavam a combater”. Além disso, há estudos relacionando o uso de adoçantes artificiais a câncer em ratos.

Leia também: O Perigo dos Adoçantes: Ciclamato de Sódio (Sucaryl, Assugrim)

9. Óleos refinados

Dentre os vários tipos encontrados no mercado, o mais curioso é o óleo de canola. Aclamado como bom e aprovado pela associação brasileira de cardiologia, as pessoas consomem sem medo. Mas, o que é canola? No rótulo aparece uma flor, mas, não existe uma flor chamada canola.

Esta é a sigla de Canadian Oil Low Acid, derivado de uma planta modificada geneticamente. Fato é que nenhum dos óleos refinados atualmente no mercado é inofensivo. São altamente inflamatórios, instáveis à luz e calor e aumentam o nível de radicais livres no organismo. Melhor usar os óleos prensados a frio como o azeite de oliva extra virgem – sem aquecer.

Leia também: A Verdade Sobre o Óleo de Canola

10. Condimentos

A maioria dos condimentos industrializados traz um componente considerado letal por alguns estudiosos que chegam a dizer que é pior à sua saúde que álcool, nicotina e muitas outras drogas, o Glutamato Monossódico. O Dr. Russell Blaylock, um neurocirurgião afirma que o glutamato é uma toxina perigosa ou mortal, causando danos em vários graus – até piorar disfunções de aprendizado, Mal de Alzheimer, Mal de Parkinson, Mal de Lou Gehrig, e mais. Esse ingrediente está presente em quase todos os produtos comestíveis industrializados.

Leia também: O que é Glutamato Monossódico? Efeitos Colaterais Explicados

Aquilo que o ser humano planta, cultiva, colhe, caça, pesca e extrai da natureza é considerado alimento. A doença vem do falso alimento, industrializado, refinado, modificado, conservado, intoxicado e que gera lucros tanto aos produtores de tais “alimentos” quanto à indústria farmacêutica.

Leia mais:

Como ler os Rótulos dos Alimentos

 

Como ler os Rótulos dos Alimentos

 

 

 

14 Coisas Que Você Realmente Não Deseja Saber Dos Alimentos Que Você Compra

 

14 Coisas que Você (realmente) não Desejaria Saber dos Alimentos que Come

 

 

 

Fontes:
Fórum Notícias Naturais: 10 Coisas Terríveis que Você Está Comendo Sem Saber
Família: 10 Coisas Terríveis que Você Está Comendo Sem Saber

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe