Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Composto do Azeite de Oliva Mata as Células Cancerosas em 30 MinutosO azeite de oliva extra-virgem pode matar rapidamente as células cancerígenas, enquanto deixa as células saudáveis ​​intactas.

O azeite de oliva extra-virgem (AOEV) já tem uma reputação como um superalimento. Ele contém uma abundância de antioxidantes que são comprovados por conferir benefícios à saúde.

Estudos mostram que um composto fenólico presente no (AOEV) – oleocanthal (OC) – fornece muitos dos benefícios de saúde que vemos a partir de dietas ricas em AOEV como a dieta mediterrânea.

Recentemente, os pesquisadores colocaram o oleocanthal do AOEV em teste contra o câncer. Eles descobriram que o OC pode induzir a morte rápida das células cancerosas, deixando as células saudáveis ​​intactas.

Os pesquisadores do Hunter College, da Universidade Rutgers, e do Monell Chemical Senses Center, investigaram o efeito do oleocanthal sobre as células de câncer próstata, mama, e pâncreas. Eles descobriram que o OC induziu a perda de adesão celular no espaço de 30 minutos. Dentro de 24 horas, 100% das células cancerosas estavam sem viabilidade.

O oleocanthal funciona sobre os lisossomos dentro das células cancerosas. Os lisossomos são pequenas organelas, os quais são a primeira linha de defesa celular contra os vírus e bactérias. Eles também são o lugar onde as células armazenam resíduos. As células cancerosas têm membranas lisossômicas frágeis em comparação com as células saudáveis. O OC abre a membrana em torno dos lisossomos das células cancerosas, mas deixa intactas as células não cancerosas.

Estudos anteriores mostraram que oleocanthal do óleo de oliva atua como um potente antioxidante, bem como um agente anti-inflamatório não esteroide. Ele também protege o cérebro, alterando as neurotoxinas beta-amiloides e tau que estão associadas com a doença de Alzheimer.

[Nota do Editor Sayer Ji: Uma das críticas comuns contra a utilização dos chamados estudos in vitro, ou seja, estudos envolvendo células, para determinar o valor de uma potencial droga ou composto natural na pesquisa do câncer é que eles não se aplicam necessariamente aos sistemas biológicos maiores, como os tecidos e organismos inteiros. Enquanto isso geralmente é uma suposição justa, no caso de alimentos como o azeite, o qual realiza contato direto com os tecidos epiteliais no canal alimentar (ou seja, da boca ao ânus) após o consumo/exposição da dieta comum, a pesquisa in vitro pode ter transporte especial sobre a relevância em sistemas in vivo, especialmente nos cânceres epiteliais do trato gastrointestinal.]

O azeite tem sido chamado de a antiga fonte da juventude. Ele reduz o risco de ataque cardíaco e derrame. Na verdade, o azeite desliga os genes que se transformam em doenças cardíacas e inflamação.

Mas a má notícia é que os preços do azeite são altos. As más colheitas na Espanha e na Itália no ano passado levaram a uma escassez de azeite de oliva extra-virgem.

Isso significa que mais produtores podem ser tentados a adulterar o óleo para aumentar os lucros. Nos últimos anos, alguns produtores foram pegos adicionando óleo de avelã, soja ou de semente de girassol baratos à garrafas rotuladas como “extra-virgem.”

O termo “azeite de oliva extra-virgem” é legalmente regulamentado. O termo foi inventado na década de 1960 quando a tecnologia de moagem de aço inoxidável permitiu a produção de diferentes tipos de azeite. O azeite de oliva extra-virgem só pode ser feito a partir de azeitonas trituradas mecanicamente. Ele não pode ser refinado em qualquer forma por solventes químicos ou calor elevado. Ele tem que passar por um teste químico.

69% do AOEV de supermercado não é extra-virgem

Quando o Olive Center da Universidade da Califórnia em Davis testou os azeites extra-virgens das prateleiras dos supermercados, eles encontraram 69% que não passaram no teste de aroma e 31% estavam oxidados ou tinham má qualidade química.

Eles também testaram 15 amostras de azeite de oliva extra-virgem de fornecedores de restaurante. Eles encontraram 60% que não conseguiu se classificar como extra-virgem. Um continha até mesmo óleo de canola.

Leia também: A Verdade Sobre o Óleo de Canola

Por que isso importa? A qualidade conta quando se trata dos benefícios para a saúde do azeite de oliva. O azeite fica rançoso rapidamente e perde suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. O azeite de oliva ruim, na verdade, aumenta a carga do seu corpo de radicais livres e impurezas.

Qual azeite de oliva extra-virgem você pode confiar?  

Recentemente, 100% das 365 das marcas Bertolli e Whole Foods de azeite italiano ganharam os selos de qualidade da North American Olive Oil Association (NAOOA). A marca Pompeian é a segunda maior engarrafadora de azeite nos EUA e é a única que se comprometeu a cumprir voluntariamente os padrões de qualidade do azeite do United States Departament of Agriculture (USDA). Ela ganhou ambos selos de qualidade USDA e NAOOA.

Como encontrar o melhor azeite de oliva extra-virgem?

Aqui está como certificar-se de que você está recebendo o melhor azeite em favor ao seu dinheiro:

1 – Verifique a data. O azeite é um suco de fruta e deve ser fresco. Procure por validade, colheita ou data de impressão. Use-o no prazo de dois anos a partir da colheita.

2 – Procure por um selo de qualidade

3 – Garrafas de vidro escuro.   A luz faz com que o azeite oxide e fique rançoso. Compre seu óleo em garrafas escuras ou recipientes de metal.

4 – Certificado DOP de azeite italiano. Você pode pensar que seu azeite é italiano, mas ele provavelmente não é. Cerca de 40% das garrafas rotuladas como “italiano” originaram-se de outros países como a Espanha, Grécia, ou Tunísia. O rótulo deve divulgar a origem das azeitonas utilizadas. Se você realmente quer azeite de azeitonas italianas procure por designadas como D.O.P (Protected Designation of Origin). Isso significa que as azeitonas são cultivadas, colhidas, processadas ​​e enviadas do lugar listado no rótulo.

5 – Cuidado com as pechinchas. O azeite de oliva extra-virgem é caro para produzir e transportar. Você recebe pelo que você paga.

6 – Evite o azeite de oliva “light”. O azeite light e extra light é altamente refinado. Ele tem pouco sabor e é quase claro na cor. Ele tem o mesmo número de calorias e nenhum dos benefícios de saúde do azeite de oliva extra-virgem.

Leia mais:

Azeite Extra Virgem Só que Não!

 

Azeite Extra Virgem, Só que Não!

 

 

 

Quais Óleos são Realmente mais Saudáveis

 

Quais Óleos são Realmente mais Saudáveis?

 

 

 

Fontes:
Green MedInfo: Olive Oil Compound Kills Cancer Cells in 30 Minutes
Green MedInfo; Extra-virgin olive oil polyphenols induced strong tumoricidal effects by selectively triggering apoptotic cell death in HER2-positive cells.
Green MedInfo: Virgin olive oil has anti-inflammatory benefits associated with the phytocompound oleocanthal.
– Green MedInfo: Dietary Modification: Mediterranean Diet
Green MedInfo: Virgin olive oil has anti-inflammatory benefits associated with the phytocompound oleocanthal.
– Green MedInfo: Olive Oil: The Ancient Fountain of Youth
– Green MedInfo: Olive Oil Helps Prevent Strokes
– Green MedInfo: Olive Oil Turns Off Heart Disease Genes
– Olive Center
– Green MedInfo: Is This Health Food Imposter In Your Pantry?
– NAOOA: North American Olive Oil Association Introduces Olive Oil Seal Program
– USDA: Quality Monitoring Program Expands to Olive Oil

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

2 Comments

  • Victoria Schneider disse:

    Adoro todas as suas matérias por sempre escrever a verdade que está por trás do que somos informados.
    Muito obrigada.
    Muita Luz e amor.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Osmar Scarpanti disse:

    Gostei bastante de todas suas informações sobre o azeite extra virgem.
    Sou um consumidor e agora ficou uma duvida de que não tenho como saber quais as marcas encontradas nos mercados são de confiança.
    Se possível gostaria de receber via e-mail informações com orientações a respeito.
    E sobre o tratamento de pessoas com câncer, como isto é realizado, pode tomar o liquido, usa-lo no dia a dia ou tem outra forma adequada para tal finalidade.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe