Notícias Naturais

Drogas Estatinas Encontradas por Tornar as Pessoas Delirantes e IrritadasA maioria das pessoas que vivem nas grandes áreas urbanas tendem a ser mais liberal em seus pontos de vista. Além disso, estes maiores centros urbanos são mais propensos (devido a seus números totais de população) a serem usuários de drogas que alteram a mente empurradas sobre eles pela indústria farmacêutica que, de acordo com um novo estudo, pode torná-los irritados e psicóticos.

Os leitores estão bem conscientes de que assassinos em massa estão quase sempre tomando algum tipo de drogas psicotrópicas, as quais lhes dessensibilizam, os deixam irritados e alteram seus humores em uma variedade de formas prejudiciais. Agora, os cientistas descobriram que as estatinas, as quais podem ser usadas para tratar o colesterol elevado, asma e acne, também podem alterar seu comportamento e tornar as pessoas normalmente calmas em irritadas e agressivas, violentas e ciumentos, suicidas e até mesmo homicidas.

Conforme relatado pelo Daily Mail:

Esta ameaça pouco compreendida foi o destaque deste mês, quando os pesquisadores descobriram que tomar estatinas para reduzir o colesterol e prevenir problemas cardíacos pode tornar algumas mulheres agressivas e violentas, relata a influente revista científica PLoS ONE.

Em um estudo com 1.000 pessoas de pesquisadores da Universidade de Califórnia, os cientistas descobriram uma ligação entre as estatinas e a agressão, e foi particularmente significativo em mulheres pós-menopáusicas acima de 45 anos.

Não são apenas as estatinas 

Curiosamente, as mulheres com as estatinas que estavam normalmente calmas foram as mais propensas a se tornarem agressivas, descobriram os pesquisadores. Mas Beatrice Golomb, a professora de medicina que liderou o estudo, disse que entre os homens usuários de estatina, apenas três apresentaram grandes aumentos na agressão.

Esta associação é conhecida há pelo menos uma década, depois de ter sido descoberta por cientistas americanos e italianos, embora o por que da conexão existir ainda seja um mistério. Uma teoria é que os níveis mais baixos de colesterol no cérebro possam ser os responsáveis; os estudos têm mostrado que os prisioneiros violentos são mais propensos a ter níveis baixos de colesterol no cérebro.

Mas as estatinas não são os únicos medicamentos conhecidos por causar alterações de humor e agressividade. A droga Singulair, unicamente prescrita para asma, foi ligada em 2008 a quatro suicídios nos EUA e uma tentativa de suicídio na Grã-Bretanha. A Food and Drug Administration (FDA), por sua vez, relata que 990 casos têm sido associados à droga e os níveis mais elevados de agressão. Outros efeitos secundários relatados incluem agitação e ansiedade, alucinações e depressão, insônia e irritabilidade.

Como o site Natural News informou, quase um quinto dos norte-americanos estão atualmente tomando algum tipo de droga psicotrópica apenas para suportar suas vidas cotidianas.

E grande parte deste uso está concentrado em centros urbanos. Conforme relatado pelo Connecticut Health I-Team (C-HIT):

Na Alexandria, no estado norte-americano de Virgínia, a taxa de uso de antidepressivos é a mais alta do país, com um total de 40 por cento dos residentes recebendo prescrições.

Cape Cod, em Massachusetts, está no topo do país no uso de estimulantes, com 16 por cento da população com pelo menos uma prescrição, em comparação com uma média de 2,6 por cento a nível nacional.

Gainsville, na Flórida, tem a mais elevada taxa de utilização de antipsicóticos – 4.6 por cento dos residentes, bem acima da média nacional de 0,8 por cento.

“Bombas Relógio” 

O estudo, feito pela Escola de Administração de Yale, também observou que as taxas mais elevadas de utilização geralmente ocorreram em regiões urbanas ou suburbanas, onde os pacientes tiveram maior acesso aos serviços de saúde e prestadores de cuidados de saúde primários. Além disso, as taxas de utilização foram maiores nas regiões onde a companhias da indústria farmacêutica gastaram mais dinheiro na comercialização de seus psicotrópicos.

Dentro de Connecticut, a área de New Haven teve a maior taxa de uso de antidepressivos – 14,7 por cento, em comparação com a média de 10,4 por cento a nível nacional,” observou o C -HIT. “O uso de estimulantes foi maior em Stamford – 3,9 por cento, em comparação com os 2,6 por cento a nível nacional. O uso de antipsicóticos foi a mais elevada na área de Hartford – 3,8 por cento, em comparação com a média nacional de 0,8 por cento“.

As taxas mais elevadas de estatinas e medicamentos psicotrópicos que alteram a mente estão ocorrendo em quase todos os lugares, mas eles estão tendo um profundo efeito sobre as cidades liberais e outros centros urbanos, transformando as pessoas irritadas, ciumentas e suspeitas bombas-relógio.

Leia mais:

Medicamentos Letais e Crime Organizado

 

Salvando o Normal: A Perigosa Indústria das Doenças Mentais

 

 

 

Brasil é o Maior Consumidor de Rivotril do Mundo

 

Brasil é o Maior Consumidor de Rivotril do Mundo

 

 

 

Fontes:
Natural News: Statin drugs found to turn some people into raving, angry maniacs
Natural News: Almost one-fifth of Americans now take psychotropic drugs to cope with everyday life
Daily Mail: Why your pills may be making you angry: As statins are linked to aggression in women, the mood-altering side-effects of everyday medicines 
– C-Hit: Study Finds Big Geographic Swings In Psychotropic Drug Use

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe