Notícias Naturais

Governos Pressionam com Mentiras as Família para que Aceitem a Vacina contra o HPVA Dinamarca começa a investigar o escandaloso número de danos causados pela vacina do papilomavírus humano, o Japão há dois anos deixou de recomendá-la pelo mesmo motivo. E na Espanha, o que estão fazendo os diferentes governos regionais? Alguns exercem a função de vendedores dos laboratórios fabricantes enviando cartas às famílias para que vacinem (carregadas de mentiras, é claro).

Uma das várias razões pelas quais as vacinas em geral estão perdendo o prestígio é devido os calendários de vacinações recomendadas misturam a necessidade, eficácia e segurança com a falta de alguns ou de todos esses tributos.

A vacina contra o HPV é considerada por muitos profissionais da medicina, saúde pública e da epidemiologia como desnecessária, pouco eficaz e insegura.

Leia também: Japão Retira Apoio à Vacina Contra HPV Devido aos Efeitos Adversos, Como Infertilidade e Paralisia

Assim manifesta o catedrático da Saúde Pública, Álvarez-Dardet em um documento para recolher assinaturas para que o governo declare uma moratória na aplicação desta imunização (um manifesto que em pouco tempo foi assinado por quase 28.500 pessoas)

É uma droga muito polêmica e a população compreendeu a mensagem. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, uma das maiores instituições sanitárias do mundo, reconhecem que a taxa de imunização contra o papilomavírus humano é muito baixa.

Leia também: Garota é Internada na UTI após Tomar 2ª Dose da Vacina contra HPV em SP

Entendo que há “assuntos do Estado” nos quais os governo podem se comprometer, mas este NÃO é o caso. Isto é um completo tiro econômico no qual estão imersos laboratórios e governos. Juntos e misturados.

Na verdade, há mais de um ano publicamos o post Testes na Espanha, uma nova vacina contra o papilomavírus humano chamada ProCervix, no qual contamos que o estado francês detém ações de investimento desta vacina.

Leia também: Menina Saudável de 12 Anos Morre após Receber Vacina contra o HPV nos EUA

Bem, na Espanha, diferentes comunidades autônomas fazem o jogo dos laboratórios e apesar de não serem obrigados a aceitar este produto, enviam cartas às famílias com filhas em idade de vacinar para que o façam. Cartas cheias de mentiras, erros e irregularidades.

Assim está fazendo o ministro da saúde de Generalitat em Valência, Manue Llombart, que em abril deste ano pediu por carta a uma família que tem uma menina de 12 anos que eles “devem” impreterivelmente vaciná-la contra o papilomavírus humano. A carta qualifica a vacina como “preventiva”, embora o certo é que não previne contra todos os tipos de vírus da HPV. E indica que a vacina é “segura” porque assim disseram as agências europeias e espanholas de medicamentos.

Leia também: [Dossiê] Vacinação Contra HPV Conheça o Perigo que ela Representa e Tome uma Decisão Informada

Esqueceram que após exaustivas análises as autoridades sanitárias japonesas deixaram de recomendá-la e que na Dinamarca são investigados casos de graves reações adversas.

Para vacinar sua filha – siga o conselho – você deve autorizar sua vacinação se for solicitado“.

Leia também: Número de Reações à Vacina Contra HPV Assusta em Ijuí

Não. Se há algo obrigatório aqui é que solicitem aos pais um consentimento informado por escrito onde apareçam todos os prós e todos os contras, para que seu direito à informação sobre assuntos relacionados á saúde sejam garantidos. Os pais e as mães o assinarão ou não pois isto sim é opcional.

Llombart diz que:

Para alcançar uma completa prevenção, a vacinação deve ser complementada com a realização de citologias periódicas“.

Leia também: A Vacina contra o Papilomavírus (HPV) “Será o Maior Escândalo Médico de Todos os Tempos”

A verdade é que, em todo caso, seria a vacina a complementação, pois as citologias não vão ajudar, já que a vacina deixa sem proteção contra numerosos tipos de vírus do papilomavírus (existem mais de 200 tipos e as vacinas, supostamente, protegem contra nove tipos no máximo).

Há quase um ano a Associação das Afetadas pela Vacina do Papiloma (AAVP) se reuniu com os representantes do Ministério da Saúde.

Os métodos se repetem, pois tentam reavivar um negócio que não consegue se materializar. Não é uma questão de cunho político, pois em Andaluzia ocorre o mesmo.

Leia também: [Vacina HPV] Menina de 13 anos de Resende/RJ tem Distrofia Simpático Reflexa e 15 Veias Obstruídas Após Vacinação

O Ministério da Saúde enviou este tipo de cartas sucintas para os centros de saúde – eu tenho uma que foi enviada ao ambulatório Doctor Joaquin Pece – na qual afirmam, sen vergonha nenhuma, que estas vacinas:

Não provocam efeitos adversos significativos“.

Tudo isto sugere que as autoridades sanitárias japonesas estão desinformadas ou que as autoridades espanholas fazem marketing do medo e mentem.

 Participe da discussão no Fórum Notícias Naturais.

Leia mais:

A Nova Gardasil é Adequada para a sua Filha

 

A Nova Gardasil é Adequada para a sua Filha?

 

 

 

Artigo Médico Avaliação Crítica Sobre a Vacina do HPV

 

Artigo Médico: Avaliação Crítica Sobre a Vacina do HPV

 

 

 

 

Fontes:
Periodismo Alternativo: Gobiernos que presionan con falacias a las familias para que acepten la vacuna del papiloma
– Miguel Jara: Dinamarca comienza a investigar el escandaloso número de daños por la vacuna del papiloma
– Miguel Jara: Catedrático de Medicina afirma que la vacuna del papiloma no es necesaria ni efectiva ni segura
Salud Nutricion Bien Estar: NO a la vacuna contra el virus del papiloma humano. Es inútil y peligrosa
– Alianza News: Sigue muy baja tasa de vacunación contra virus de papiloma humano, según CDC
– Miguel Jara: Ensayan en España una nueva vacuna del papiloma llamada ProCervix
– Instituto Nacional del Cáncer: Virus del papiloma humano y el cáncer

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe