Notícias Naturais

TDAH e Ginkgo Biloba

Ginkgo biloba tem a reputação durante séculos por médicos tradicionais de melhorar a saúde do cérebro e condições neurológicas. A utilidade do Ginkgo para crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade foi agora confirmado por um estudo clínico da Alemanha. Esta conclusão é apoiada por pesquisas anteriores mostrando os efeitos do Ginkgo sobre a cognição entre os idosos.

A pesquisa sobre TDAH vem do Centro de Medicina, Sociedade e Prevenção da Universidade de Tübingen, na Alemanha.

Os pesquisadores testaram um extrato de Ginkgo Biloba chamado EGb761 em 20 crianças diagnosticadas com TDAH em um protocolo clínico aberto. As crianças receberam o extracto de Ginkgo por três a cinco semanas a uma dosagem de até 240 miligramas. Esta dosagem máxima foi dada para aquelas crianças que não tiveram respostas efetivas imediatas para uma dose mais baixa durante o período inicial de três semanas.

Os pesquisadores utilizaram avaliações clínicas para avaliar a melhora dos sintomas, juntamente com o Teste de Desempenho Contínuo (Cue-CNV no CPT), que testou a atividade elétrica do cérebro entre as crianças. Os pesquisadores também avaliaram as crianças com testes de qualidade de vida e escala de efeito colateral.

O que é teste CNV?

Teste de Variação Contingente Negativa (CNV) utiliza magneto-encefalografia (MEG) para medir as amplitudes das ondas cerebrais que correspondem a atenção e estímulos. Se imagina que estas ondas se originem do córtex pré-motor.

Os pesquisadores descobriram que o extrato de ginkgo melhorou os sintomas de TDAH entre as crianças. Esta melhora correspondeu com melhores resultados da CNV.

Pesquisas anteriores sobre Ginkgo ilustra seus benefícios cognitivos

Esse mesmo extrato de Ginkgo EGb761 foi estudado há uma década na Universidade Liberty, de Virginia. Aqui, os pesquisadores testaram 262 idosos com 60 anos ou mais de idade que marcou pelo menos 26 no Exame de Estado Mini-Mental. Durante seis semanas, metade do grupo recebeu 180 mg por dia do extrato de Ginkgo e a outra metade foi dado um placebo.

shutterstock_143147341-3.jpg (388×262)

Estudo mostrou melhora no cérebro também para idosos

Os pesquisadores testaram os adultos com uma bateria de testes, incluindo lembranças seletivas, Escala de Inteligência Wechsler para Adultos com Cubos, Digit Symbol-Codificação e teste Wechsler  de escala de memória. O grupo com Ginkgo teve resultados significativamente melhores do que o grupo com placebo. Foram incluídos testes no reconhecimento tardio de matéria visuais, e suas respostas de memória geral foram melhores em comparação com o grupo placebo. Os pesquisadores concluíram:

 

No geral, os resultados de ambos testes objetivos padronizados neuro-psicológicos e um questionário subjetivo de auto-relato forneceram provas complementares da eficácia potencial de Ginkgo biloba EGb 761 na melhoria de determinados processos neuropsicológicos e de memória de idosos cognitivamente intactos, de 60 anos de idade ou mais.

Outros estudos após este encontraram resultados semelhantes, específicos para este mesmo extrato de Ginkgo, EBg761.

Outra pesquisa mostrou que os mecanismos de Ginkgo estão relacionados com seu bloqueio da enzima monoamina oxidase, envolvida na produção de dopamina – tornando-se um inibidor da MAO. Ginkgo também parece neutralizar os radicais livres que danificam o neurônio. O bloqueio da monoamina-oxidase retarda MPP + (1-metil-4-fenilpiridina) e inibe a 6-hidroxidopamina.

Ginkgo é uma antiga espécie de planta, e a árvore do Ginkgo tem uma longa história de uso medicinal. Os extratos são tipicamente derivados de folhas, mas também as sementes foram preparados e utilizados como alimento em algumas dietas tradicionais. As árvores de ginkgo de Hiroshima eram uma das poucas espécies de árvores que sobreviveram à explosão nuclear.

Para mais informações sobre ADHD visite a página de pesquisa do Notícias Naturais sobre o tema:
Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade

Participe também da discussão no Fórum Notícias Naturais.

Referências:
[Estudo] Ginkgo Biloba Extract EGb 761® in Children with ADHD. Uebel-von Sandersleben H, Rothenberger A, Albrecht B, Rothenberger LG, Klement S, Bock N. Z Kinder Jugendpsychiatr Psychother. 2014 Sep;42(5):337-47. doi: 10.1024/1422-4917/a000309.

[Estudo] Neuromagnetic localization of the late component of the contingent negative variation Hultin L, Rossini P, Romani GL, Högstedt P, Tecchio F, Pizzella V. Electroencephalogr Clin Neurophysiol. 1996 Jun;98(6):435-48.

[Estudo] A double-blind, placebo-controlled, randomized trial of Ginkgo biloba extract EGb 761 in a sample of cognitively intact older adults: neuropsychological findings. Mix JA, Crews WD Jr. Hum Psychopharmacol. 2002 Aug;17(6):267-77.

[Estudo] Ginkgo biloba extract in an animal model of Parkinson’s disease: a systematic review. Tanaka K, Galduróz RF, Gobbi LT, Galduróz JC. . Curr Neuropharmacol. 2013 Jul;11(4):430-5. doi: 10.2174/1570159X11311040006.

Fonte:
Notícias Naturais: Ginkgo Biloba Melhora os Sintomas de TDAH em Crianças
GreenMedInfo: Ginkgo biloba Extract Improves ADHD Symptoms in Children

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe