Notícias Naturais

Cuidado Muitos Produtos Populares de Consumo e Alimentos Estão Carregados com Alumínio o qual DestrAlumínio. É o metal mais abundante encontrado naturalmente na crosta da Terra. Mas uma nova pesquisa publicada na revista Frontiers in Neurology adverte que a constante exposição a ele pode levar a doença de Alzheimer e outras formas de demência, as quais normalmente levam à morte precoce.

As drogas farmacêuticas, alimentos processados, a água da torneira, desodorantes antitranspirantes e até mesmo fórmulas infantis contêm alumínio, dizem os pesquisadores. E os níveis extremos a que muitas pessoas estão sendo expostas na era moderna provocou uma epidemia de danos cerebrais e morte precoce.

O professor Christopher Exley, da Universidade de Keele, que tem estudado os efeitos do alumínio extensivamente, descobriu que essas exposições diárias são uma importante contribuição para a doença de Alzheimer, o efeito direto do metal lentamente se acumula no cérebro e causa dano neuronal.

Professor de química bioinorgânica em Lennard-Jones Laboratories do Keele, Exley refere-se hoje como a “idade de alumínio”, observando que o homem moderno está agora exposto ao alumínio através de muitas fontes. E mesmo que o corpo humano seja capaz de eliminá-lo, o alumínio muitas vezes se acumula mais rápido do que ele pode ser expelido, o que leva a doenças relacionadas ao cérebro.

Em sua mais recente pesquisa, Exley descreve o alumínio como uma “ecotoxina” que muito poucos cientistas estão levando a sério. Citando pesquisas anteriores sobre o metal, incluindo algumas pioneiras que ajudou, Exley adverte que o alumínio faz com que a maior parte dos danos aconteçam ao longo do tempo, em vez de forma aguda, razão pela qual muitos cientistas permanecem complacentes sobre isso.

Quando certos limiares de toxicidade são alcançados, geralmente quando mais alumínio está sendo ingerido do que naturalmente expelido, a doença rapidamente começa a se manifestar. Mas os sintomas da toxicidade de alumínio podem variar, razão pela qual ele é esquecido quando esbarra com um diagnóstico.

Mas as evidências mostram que, em casos de demência, as vítimas normalmente têm níveis muito elevados de alumínio em seus cérebros. Isto é devido ao fato de que o alumínio pode atravessar a barreira sangue-cérebro, quando os níveis excessivos dele estão presentes no interior do corpo.

A presença de alumínio no cérebro humano deve ser um sinal para alertar a todos nós dos potenciais perigos da idade do alumínio“, disse Exley. “Estamos todos acumulando uma neurotoxina conhecida em nosso cérebro desde nossa concepção até a nossa morte. Por que tratar esta inevitabilidade com quase total complacência?

Mais detalhes sobre como o alumínio se acumula no corpo, e porque tende a gravitar em torno do tecido cerebral, pode ser encontrado na versão integral do estudo: Journal.FrontiersIN.org.

Desodorante Bion Vitta sem Alumínio ou Triclosan Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais

Encontradas fórmulas infantis à base de soja contendo quantidades excepcionalmente elevadas de alumínio

Como mencionado anteriormente, o alumínio está em toda parte hoje em dia. Algumas fontes de água municipais os adiciona sob a forma de sulfato de alumínio para tornar a água potável parecer mais clara, e, assim, mais limpa. Os biscoitos e bolos processados o ​​contêm muitas vezes como um levedante químico também.

Tudo desde corante alimentar, chá, cacau, vinho e bebidas espumantes a cremes dentais, protetores solares e outros cosméticos contêm alumínio. Mesmo medicamentos populares, como a aspirina e os antiácidos o contêm como um aditivo, assim como muitas vacinas infantis, tipicamente na forma de timerosal, o qual é aproximadamente 50 por cento de etil-mercúrio em peso.

Uma menos conhecida, mas muito mais preocupante fonte de alumínio estão as fórmulas infantis à base de soja. De acordo com o United Soybean Board, o qual advoga em favor da soja como um aditivo alimentar, as fórmulas infantis à base de soja contêm altos níveis de alumínio porque a soja o acumula a partir dos solos em que é cultivada.

O conteúdo [de alumínio] de uma gama das marcas bem conhecidas de fórmulas infantis continua elevado e particularmente para um produto projetado para bebês prematuros“, explica um estudo de 2010 publicado na revista BMC Pediatrics.

Participe da discussão no Fórum Notícias Naturais.

Leia mais:

França Abre o Debate sobre Possíveis Danos do Alumínio da Vacina Contra o HPV

 

França Abre o Debate sobre Possíveis Danos do Alumínio da Vacina Contra o HPV

 

 

 

 

O que Está à Espreita em sua Tinta de Tatuagem

 

O que Está Escondido em sua Tinta de Tatuagem?

 

 

 

 

Fontes:
Natural News: Beware: Many popular consumer products and foods are loaded with brain-destroying aluminum
– Keele University: Aluminium and its likely contribution to Alzheimer’s disease
– Frontiers in Neurology: Why industry propaganda and political interference cannot disguise the inevitable role played by human exposure to aluminum in neurodegenerative diseases, including Alzheimer’s disease
– Journal of Medical Case Reports: Elevated brain aluminium and early onset Alzheimer’s disease in an individual occupationally exposed to aluminium: a case report
– Neurology: Contribution of Alzheimer disease to mortality in the United States
– Life Advancer: Aluminum in Food, Cosmetics and Medicine Is Poisoning Our Brains And Causing Alzheimer’s Disease
– Soy Connection: Focus on Aluminum
BMC Periatics: There is (still) too much aluminium in infant formulas
Science Natural News: Scientific studies on Aluminum

6 Comments

  • ana cristina mendonça oliveira disse:

    estou assustada!

  • Edson Zanotto disse:

    O Problema dos metais tóxicos como o alumínio e outras toxinas será ampliado nos próximos anos. Pois a poluição eletromagnetica utilizada na comunicação sem fio aumentou mais de 10.000% nos ultimos anos (devido a estações radio base de telefonia móvel, celulares, roteadores wi fi, telefones sem fio, monitores para bebês, bluetooth, etc.) diminui a eficácia da membrana hemato-encefálica (isso está comprovado) que filtra o sangue que vai para o cérebro. Com ela prejudicada mais toxinas como o alumínio irão se alojar no cérebro.

  • Frederico Canoeira disse:

    Existem algumas medidas para minimizar o excesso de aluminio no organismo,com enfaze ao dos bebés,uma conduta alimentar a adotar para os nossos bebés?

  • ALAN RICARDO disse:

    Tem um médico mineiro que fala sobre a intoxicação pelo aluminio veja no youtube Ivandelio Sanctus.

  • Sonia Barreto disse:

    Esta cada dia, mais difícil viver, pois a nossa alimentação de um modo geral esta sendo mostrada com clareza, o quanto esta difícil a escolha do produto certo que devemos ingerir no nosso dia a dia! Alimentos que sempre utilizamos desde nossa tenra idade, hoje estão sendo mostradas o quanto elas são nocivas a saúde! O que podemos e devemos saber a respeito dos alimentos que realmente nos faz bem a saúde, e que podemos de um modo geral utilizarmos sem receio de estarmos ingerindo algo que vai nos matando lentamente? Ai fica a pergunta, pois além de muitas outras preocupações como vamos continuar vivendo nesse mundo atual, como também vamos saber o que devemos e podemos comer sem ter esse peso a mais em nossa consciência? Como fica o pão nosso de cada dia, mais o nosso arroz, feijão, carne, o trivial? O que podemos? O que é realmente saudável e livre de qualquer perigo que nos consome dia a dia??????

  • Débora Lopes disse:

    Gostaria de saber se realmente foi encontrado Al em vítimas do Alzheimer, algum artigo sobre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe