Notícias Naturais

Ora pro Nobis – A Carne dos Pobres

20 de outubro de 2014

Ora pro Nobis - A Carne dos PobresOra-pro-nobis (Pereskia aculeata), do latim “rogai por nós”, é uma cactácea, um cacto trepadeira com folhas[1]. Tem espinhos e pode ser usada em cercas-vivas, se desenvolvendo bem tanto na sombra como no sol.

Originária do continente americano, encontram-se variedades nativas dessa hortaliça perene, rústica e resistente à seca da Flórida, nos Estados Unidos, à região sudeste do Brasil.

Segundo tradições populares, o nome teria sido criado por pessoas que colhiam a planta no quintal de um padre, enquanto ele rezava em latim: Ora pro nobis.

O nome científico é uma homenagem ao cientista francês Nicolas-Claude Fabri de Peiresc, e o termo aculeata vem do latim e significa espinho, agulha.

Acredita-se que o cultivo em larga escala do ora-pro-nobis poderia representar uma revolução nos recursos alimentícios da humanidade, devido a seu fácil cultivo, grande produção e alto valor nutricional.

É um vegetal rico em ferro, ajuda a curar anemias das mais graves. Usa-se como o orégano, em forma de folha seca e moída. Também usada no preparo da farinha múltipla, complemento nutricional no combate à fome.

Suas folhas são ricas em mucilagem, que contribui para o bom funcionamento do intestino.

As folhas secas e moídas são usadas em diferentes receitas, especialmente em sopas, omeletes, tortas e refogados. Muita gente prefere consumir as folhas cruas em saladas, acompanhando o prato principal. Outros as usam como mistura para enriquecer farinha, massas e pães em geral. É servido cotidianamente nas cidades históricas do estado de Minas Gerais, onde a planta é mais popular.

Ainda há o emprego para a produção de mel e possui 25,4% de proteínas, sendo por isso conhecido como “carne dos pobres”, vitaminas A, B e C bem como, além do ferro, minerais como cálcio e fósforo.

Cultivo

A variedade tem flores brancas, quando é mais adequada para consumo, e suas folhas podem ser ingeridas refogadas ou mesmo cruas, as flores também são comestíveis. A variedade comestível tem miolo alaranjado e folhas pequenas e suculentas.

A ora-pro-nobis é propagada por meio de estacas plantadas em solo fértil enriquecido matéria orgânica e, depois de enraizadas, são transplantadas para o local definitivo.

Serve também para alimentação animal, in natura ou na ração, barateando os custos da produção.

O ora-pro-nobis não pode ser confundido com a grandiflora ou a bleo que têm flores rosa (muito comuns no Brasil, e difíceis de serem diferenciadas sem a florada).

(Essa planta “vira praga” e é necessário ter controle. Em vista disso, sendo necessário a poda, essa sendo desidratada, poderá fornecer a excelente ração para animais já citada.)

Flores e floração:

As flores da peréskia, são dispostas em panículas terminais mais ou menos racemosas, de diversos comprimentos e variável quantidade, em cada uma delas.
Elas são de cor brancacenta, com estames de cor roxo-claro (uma das variedades) e as anteras e os seus grãos polínicos são amarelos (dourados).
Suas flores são hermafroditas e para a entomofauna (de toda a fauna, só as espécies de insetos), constituem, fontes tróficas integrais, porque produzem simultaneamente, néctar (alimento energético) e pólen (alimento proteico).
As flores da peréskia, são grandes, com 4,5 -6cm. de diâmetro, aproximadamente (comunicação visual dinâmica), e exalam um perfume característico forte ( comunicação odorífica dinâmica).

A flor, como fonte de alimentos, para a melissofauna

De acordo com minhas próprias pesquisas, cada flor ao se abrir, dispõe no seu cálice em forma de gota, uma quantidade de néctar, de 15-20mg., o qual pode ser coletado por insetos de várias espécies, com muita facilidade. Essa quantidade de néctar é muito elevada e por isso as flores das peréskias, são muito procuradas e disputadas, pelas diversas espécies de insetos, as quais integram a melissofauna indígena brasileira e também, pelas abelhas do gênero Apis Melifica.
Cada flor, durante sua vida (de flor), de seus nectários produz ao todo, de 30-35mg., de néctar, o qual é coletado pelos insetos, nas repetidas visitas as quais, cada uma recebe, desde o momento que se abre o botão, até o fechar das pétalas da flor, em murchamento.
Essa quantidade de néctar, também é, muito grande, o que eleva a importância da peréskia, como fonte melissotrófica.

Produção de pólen:

Numa flor inexplorada, da qual suas anteras se abriram e estão com os grãos polínicos expostos e intactos, uma abelha melífica, coletora de pólen, gasta três minutos, para carregar-se, com duas bolotas de tamanho, de médio (15-20mg). para grande.

Época de floração:

No bairro Jaraguá, São Paulo, SP, Brasil com altitude de 875 m., a peréskia tem um comportamento tal, que a cada ano e durante seis meses e dentro do semestre dinâmico, ela flora, em períodos quinzenais previsíveis, aproximadamente doze vezes.

Duração da floração:

Nas plantas adultas (indivíduos isolados, isto é, sozinhos e não em grupo, formando cerca), cada florada tem duração, entre dois e três dias. (planta testemunha com sete anos de idade).
Quando a duração se estende por três dias, geralmente a quantidade de flores no segundo dia é menor e no terceiro quase igual a do primeiro. Então ocorre uma oscilação na densidade floral.

Leia mais:

Receita Caseira para Eliminar Pesticidas de Frutas e Verduras

 

Receita Caseira para Eliminar Pesticidas de Frutas e Verduras

 

 

 

 

Conserva de Alho é Medicinal Saborosa e não Deixa Hálito Ruim

 

Conserva de Alho é Medicinal, Saborosa e não Deixa Hálito Ruim

 

 

 

 

Fontes:
Fórum Notícias Naturais: Ora pro nobis – A Carne dos Pobres
– Wikipedia: Ora-pro-nobis
– Melissotroficas: Ora-pro-nobis

 

2 Comments

  • Já postei a oro-pro-nobis nos dois meus trabalhos /comentários e relatos os quais a saber. facebbok e o G+1 do Google. Porto Nacional Tocantins Brasil. Ana Lourenço da Rosa das plantas medicinais do cerrado.

  • Antonio Almeida Poglia disse:

    Há muito tenho esta planta em meu jardim. Fiz e dei muitas mudas sem saber o nome dela. Agora com estas informações multiplicarei-a bastante e distribuirei muitas mudas da mesma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe