Notícias Naturais

Após um dia de compras em um supermercado tradicional em Berlim, as amigas Sara Wolf e Milena Glimbovski se sentiram incomodadas. A imensa quantidade de embalagens usadas desnecessariamente fez surgir uma ideia promissora: criar um supermercado onde nada é embalado.

Deu certo. Em breve a Alemanha terá a primeira unidade do “Original Unverpackt”, um lugar em que os clientes podem escolher produtos a granel, de acordo com a sua necessidade e sem a utilização de embalagens descartáveis.

No local, cada um pode levar suas próprias garrafas, sacolas retornáveis, cestos, bolsas e qualquer recipiente que deseje utilizar para armazenar suas compras. O supermercado também vende opções de embalagens retornáveis para os clientes despreparados.

Além de reduzir imensamente a quantidade de resíduos plásticos, uma loja neste formato também acaba por diminuir a quantidade de desperdício de comida.

É comum que em supermercados tradicionais frutas e legumes sejam comercializados em embalagens fechadas com mais de uma unidade. Nem sempre o cliente realmente necessita de tudo aquilo e parte do alimento é jogada no lixo.

As sócias explicam que quem fizer comprar no Original Unverpackt poderá adquirir ervilhas, óleo, farinha, sabonete, macarrão, frutas, legumes e muito mais na quantia exata desejada.

Segundo elas, o conceito por trás disso está diretamente ligado ao “reduzir” dos 3 R’s, que deve sempre preceder a reciclagem. Melhor do que reaproveitar algo já fabricado é nem precisar utilizá-lo.

Participe também da discussão no Fórum Notícias Naturais!

Fontes:
via Fórum Notícias Naturais: Alemanha está prestes a inaugurar seu primeiro mercado sem embalagens
– Ciclo Vivo: Alemanha está prestes a inaugurar seu primeiro mercado sem embalagens
– Site Oficial Original Unverpackt

 

 

2 Comments

  • Emerson Eduardo Rodrigues Setim disse:

    Uma excelente idéia, sempre eles, os alemaes, criativos e produtivos, com muita eficiência.
    Se isto se traduzir em reduçao de custos, leia-se $$$ na hora da compra pelo consumidor, e nao for uma destas modinhas destes ECOCHATOS, com toda a certeza tem o meu apoio, porque isto realmente reduz muito o preço final do produto.
    O problema é que estes ECOCHATOS no final sempre querem ganhar com a “NOVIDADE”, o que acaba por matar a idéia!

  • Emerson Eduardo Rodrigues Setim disse:

    Uma excelente idéia, sempre eles, os alemaes, criativos e produtivos, com muita eficiência.
    Se isto se traduzir em reduçao de custos, leia-se $$$ na hora da compra pelo consumidor, e nao for uma destas modinhas destes ECOCHATOS, com toda a certeza tem o meu apoio, porque isto realmente reduz muito o preço final do produto.
    O problema é que estes ECOCHATOS no final sempre querem ganhar com a “NOVIDADE”, o que acaba por matar a idéia! Entao acho que temos que avaliar na prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe