Notícias Naturais

sutia causa câncer de mama

Haveria uma conexão entre o uso do sutiã e doenças do seio, como a doença fibrocística da mama e o câncer de mama? Este artigo apresenta estudos e casos que relacionam o uso do sutiã e estas doenças.

O nascimento do feminismo na década de 1960 e início de 1970 contou com jovens mulheres queimando sutiãs como um contraponto aos jovens queimando os seus cartões de aviso para o serviço militar. A queima de sutiã era uma afirmação social. Agora não há mais discussão sobre os méritos médicos dessas manifestações.

Ironicamente, foi uma mulher americana que inventou o sutiã por volta da virada do século 20, de acordo com Ken L. Smith, um educador de saúde e Facilitador da Saúde da Mama para a American Câncer Society.

Até o início do século 20, os espartilhos eram o que fazia as mulheres apresentarem a desejada figura de ampulheta e, inadvertidamente, empurrava para cima a linha do busto para as roupas da moda da época. O problema era que espartilhos e corsets mexiam com órgãos internos, enquanto moldava essas figuras de ampulheta, e sua tensão resultou em mulheres desmaiando facilmente e com frequência.

O nascimento do sutiã

Em 1893, Marie Tucek feito um “suporte de seio” que parecia um sutiã moderno. Mas mais tarde, Mary Phelps Jacobs projetou uma versão melhor e chamou de sutiã. Ela patenteou e vendeu a patente para uma empresa chamada Warner Brothers Corset Company, em Bridgeport, Connecticut, por 1.500 dólares. A moda pegou.

Na década de 1950, os adolescentes foram convidados a comprar e usar sutiãs de treinamento para manter os seios firmes, em uma forma desejável e evitando a flacidez. Mas, mesmo a indústria dos sutiãs admite que a única vez que os sutiãs evitam a flacidez é quando eles estão sendo usados.

Ken Smith sugere que o uso do suporte de seio artificial por tempo o suficiente fará com que os ligamentos suspensórios de Cooper, com formato de taça, se atrofiem, permitindo que seios cedam ao longo do tempo de qualquer maneira. Exercícios que fortalecem os músculos peitorais podem ser úteis neste caso.

Recomenda-se usar um sutiã esportivo de uma peça para o exercício. Algumas mulheres usam sutiã esportivo de uma peça no dia a dia como uma alternativa saudável para sutiãs regular.

Sutiã e saúde da mama

A conexão entre o uso de sutiãs e a dolorosa e incômoda doença fibrocística da mama, bem como câncer maligno de mama, quase não foi mencionada até que o livro “Dressed to Kill” (“Vestido para Matar”) dos pesquisadores Sydney Ross Singer e Soma Grismaijer foi publicado em 1995.

Livro Vestida para MatarEles examinaram 5.000 mulheres e descobriram que as mulheres que usavam sutiãs por 12 horas ou mais tiveram um aumento do risco de câncer de mama em comparação com mulheres que usavam sutiãs menos vezes.

Dr. Gregory Heigh da Flórida descobriu também que mais de 90% das mulheres com doença fibrocística da mama encontraram melhora quando pararam de usar seus sutiãs. Há testemunhos de casos (fontes abaixo) de pacientes com desordem fibrocística de mama que perceberam a melhora  quando pararam ou pelo menos diminuíram o uso sutiã.

A conexão entre os tumores de mama, não-malignos ou malignos, e sutiãs tem mérito quando são considerados os problemas de drenagem linfática de usar sutiãs com muita freqüência. O sistema linfático, que inclui os gânglios linfáticos nos seios, exige movimentos do corpo para bombear para fora o acúmulo de resíduos tóxicos nos linfonodos’.

Não são apenas os movimentos dos seios inibidos pelos sutiãs, restringindo assim a adequada drenagem dos linfonodos, mas os sutiãs apertados restringem o fluxo do material da linfa nos seios.

Se um médico da Flórida observou 90% de cura de doenças da mama fibrocística ao deixar de usar sutiãs, com muitas outras mulheres oferecendo depoimentos com resultados positivos nasua abstinência , além disso o uso de sutiãs pouco ou em nada ajuda a prevenir o câncer de mama.

O outro lado

O livro “Vestido para Matar” foi recebido com muitas críticas por associações relacionadas com o câncer. Corpos médicos e científicos que examinaram as reivindicações do livro em geral as rejeitaram alegando metodologia pobre,  falta de provas, e insuficiência de Singer e Grismaijer considerarem explicações alternativas, além de uso sutiã, para suas descobertas.

Participe também da discussão no Fórum Notícias Naturais.

Fontes:
Natural News: “The breast cancer link to bras”
Wikipedia: Dressed to Kill (book)

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe