Notícias Naturais


As maçãs americanas estão proibidas na Europa. A razão: são demasiadamente cancerígenas. Segundo informa o site americano Mother Jones, a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar proibiu a importação de maçãs deste país por serem consideradas perigosas para o consumo.

A causa das frutas cultivadas nos EUA serem consideradas “pouco saudáveis” tem nome próprio: DPA, ou difenilamina. Se trata de um composto utilizado em produtos para evitar a decomposição após longos períodos de armazenamento. E as maçãs norte americanas apresentam até quatro vezes o limite permitido na Europa.

Em uma análise, constatou-se que até 80% dos produtos continham restos do composto, com uma média de 0,42 ppm (parte por milhão) por maçã. O limite europeu é de quatro vezes menos.

Os produtores americanos utilizam as substâncias para evitar o chamado “armazenamento escaldante”, manchas marrons que aparecem quando a fruta tem sido armazenada durante vários meses. Em si, a substância não é tóxica, mas tem potencial para se decompor em uma família de cancerígenos chamados nitrosaminas.

A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar proibiu o uso do composto em maçãs no ano de 2012. Em março deste ano, reduziu o limite aceitável de sua presença na fruta a 0.1 ppm.

Leia mais: 

Os 10 Piores Alimentos Para o Corpo Humano




[ESTUDO Glifosato] Pesticida Para Transgênicos Causa Câncer de Mama em Níveis Inferiores aos Permitidos no Brasil







Fontes:
Periodismo Alternativo: Europa proíbe maçãs americanas por cancerígeno
– La Information: Europa prohíbe las manzanas estadounidenses por cancerígenas
– Eternity: Europa prohíbe las manzanas estadounidenses por cancerígenas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe