Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone
morte_vacina_ms
Notícias Naturais
Menina de 9 anos morre no Mato Grosso do Sul 2 dias após tomar a vacina pneumocócica 23 valente (contra 23 tipos de vírus  Streptococcus pneumoniae). Esta mesma vacina em 2011 foi suspensa pelo governo japonês após a morte de várias crianças em seguida da aplicação da vacina.  
Veja abaixo a matéria do Campo Grande News e em seguida o vídeo da matéria:

A família de Rebeca Schell Leal de Castro, 9 anos, ainda tenta entender o que causou a morte repentina da menina. A suspeita é de que ela tenha morrido após tomar uma vacina no Hospital Rosa Pedrossian, em Campo Grande. O corpo dela foi enterrado nesta manhã (18) no cemitério Santo Amaro.
Rebeca era filha única do vigilante Daniel Leal Peixoto de Castro e de Kátia Cristina Shell de Castro. “A gente ainda não sabe de nada, precisamos de uma explicação”, desabafou o pai na volta do cemitério.
Conforme Daniel, a filha morreu de um dia para outro após tomar a vacina pneumocócica 23 valente, utilizada para prevenção de meningite e pneumonia. “Ela tomou a vacina na sexta-feira (14) quando acordou no sábado estava com o braço todo roxo, com dor e muita febre”, conta o vigilante relatando que a vacina foi prescrita pelo médico após a filha ser submetida a uma cirurgia na Santa Casa para retirada do baço. O procedimento médico foi necessário após sequelas de um acidente sofrido pela criança.
Quando a gente viu que a minha filha estava naquela situação corremos para a Santa Casa. Quando foi de noite recebemos a notícia da morte dela”, relata Daniel.
O pai reclama que no Hospital Regional não tomaram um cuidado para aplicação da vacina. “ Simplesmente já foram aplicando. Agora só o laudo que vai sair daqui a 15 dias para eu saber o que matou a minha filha”, disse não descartando a possibilidade de erro médico.
Daniel lembra com carinho da filha. “Era uma menina muito alegre. Vivia brincando com ao amiguinhos. Minha família está destruída”, desabafou.
Ontem, o avô da menina, Celso Peres, procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro para registrar um Boletim de Ocorrência referente a morte da neta.
O Campo Grande News entrou em contado com a assessoria de imprensa da SES (Secretária Estadual de Saúde) e foi informado que o caso está sob investigação.
Notícia do Diário Digital

Fontes:
Diário Digital 18 Março 2014 (Página 33)
Blog Anti-NOM: Japão Suspende Vacinação Pneumocócica e Hib Após Morte de Crianças
Campo Grande News: Pais ainda não entendem morte de filha única após vacina em hospital
Bula VACINA PNEUMOCÓCICA 23-VALENTE (POLISSACARÍDICA) (Sanofi-Aventis)

(931)

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe