Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Mel e seus derivados

Tire proveito dos benefícios de remédios naturais provenientes das abelhas, como mel, pólen, própolis e geleia real. Saiba mais sobre o bem que esses produtos fazem e aprenda como usá-los a seu favor:

Os benefícios do mel envolvem o fortalecimentos do sistema imunitário, auxiliar no processo de digestão e também atuar no melhorando e funcionamento do intestino porque tem enzimas que estimulam os movimentos intestinais.

O mel é o único alimento doce que contém proteínas e sais minerais como potássio e magnésio que são importantes para a saúde. O mel é um alimento considerado anti-séptico, antioxidante, anti-reumático, bactericida, diurético, digestivo, expectorante e calmante.

O mel engorda porque é doce e tem quase as mesmas calorias do açúcar branco. Uma colher de sopa de açúcar tem cerca de 60 calorias e a mesma medida de mel apresenta 55 calorias, por isso se for consumido em grandes quantidades o mel engorda e não deve ser consumido por diabéticos.

Informação nutricional do mel

100 g de mel 1 colher de chá de mel
Calorias (kcal) 309 9,27
Proteínas (g) 0,5 0,015
Carboidratos (g) 78 2,34
Gordura (g) 0 0
Sódio (mg) 12 0,36
Potássio (mg) 51 1,53
Fósforo (mg) 10 0,3

Benefícios do mel para pele

Os benefícios do mel para a pele são tornar a pele mais macia, uniforme e sem manchas. Para ter esses benefícios é importante passar o mel cristalizado duas vezes por semana na pele, massajar bem e deixar aplicar por 10 minutos para depois lavar com água morna.

Benefícios do mel para a saúde

Os benefícios do mel para a saúde são dar resistência ao organismo porque o mel combate os micróbios e é anti-séptico. Assim, o mel é indicado para:

Prisão de ventre – pois ajuda o intestino a se movimentar
Má-digestão e úlceras gástricas – porque tem enzimas que facilitam a digestão
Bronquite, asma e dor de garganta – pelas suas características antibióticas e anti-sépticas​
É importante também saber que o mel não é apropriado para crianças de menos de 3 ano de idade por causa do perigo de botulismo causado por contaminação nem aconselhado para diabéticos devido ao alto teor em carboidratos como sacarose.

Os benefícios do mel com própolis são geralmente o alívio dos sintomas de faringite, amigdalite, gripe e resfriado. O própolis é utilizado pelos humanos como antibacteriano, antifúngico, antiviral, estimulador do sistema imunitário, cicatrizante e regenerador de tecidos.

Os benefícios do mel com canela são auxiliar na digestão combatendo a má-digestão que pode ocorrer após uma refeição rica em gorduras. Assim, após uma refeição exagerada pode fazer-se um chá e adicionar um colher de chá de mel com canela para facilitar a digestão.

Os benefícios do mel com limão são prevenir o aparecimento de gripes e resfriados pois o limão tem vitamina C que fortalece o sistema imunológico.

Os benefícios do mel para o cabelo não estão comprovados porém as pessoas o usam geralmente para hidratar e dar brilho ao cabelo utilizando o mel diretamente no cabelo.

10 benefícios de pólen de abelhas

Muita gente já escutou falar mas não sabe ao certo o que é, para que serve e como utilizar. Estou aqui para deixar bem claro os benefícios mágicos desse produto tão “elaborado”. O pólen é feito por abelhas e serve de comida para abelhas jovens. É considerado um dos alimentos mais nutritivos da natureza pois são ricos em proteínas (40% e contém mais amino ácidos do que ovo, carne, etc), amino ácidos, vitaminas do complexo B e enzimas. Cada colher de chá cheia contém mais de 2.5 bilhões de grãos de pólen de flores.

10 motivos para consumir esse superalimento:

1 – Potente energizante: a quantidade de nutrientes contidas no pólen já são suficientes para melhorar a disposição ao longo do dia, porém a quantidade de carboidratos, proteínas e vitaminas do complexo B contidas nesse alimento aumentam o vigor e ajudam a dar um basta no cansaço.

2 – Benefícios para a pele: é ótimo anti-inflamatório para a pele e ajuda a tratar irritações como eczemas e psoríase. Os amino ácidos e os outros nutrientes presentes no pólen ajudam a proteger a pele e regenerar as células.

3 – Sistema respiratório: por conter uma grande quantidade de componentes antioxidantes, eles agem como anti-inflamatórios nos tecidos dos pulmões, prevenindo asma, por exemplo.

4 – Tratamento de alergias: pólen ajuda a diminuir a quantidade de histaminas, ajudando a combater diversos tipos de alergias. Alguns médicos nos EUA reportam a significativa diminuição de casos de alergias (como asma e rinite) quando utilizado suplementos via oral.

5 – Melhora a digestão: devido a presença das enzimas, os alimentos acabam sendo mais bem digeridos por terem essa “ajudinha”.

6 – Sistema imune: o pólen é excelente para a flora intestinal que consequentemente ajuda na melhora do sistema imunológico. Além disso contém propriedades antibióticas que “lutam” contra vírus no nosso organismo e antioxidantes que protegem nossas células contra radicais livres.

7 – Ajuda a tratar vícios: usado holisticamente para o tratamento de dependentes químicos e até para diminuir desejos por comidas, diminuindo impulsos.

8 – Sistema cardiovascular: devido a grande quantidade de rutina (bioflavonoide antioxidante), o pólen acaba sendo ótimo tonificante para os capilares e vasos sanguíneos. Ajuda a prevenir o entupimento das artérias sendo ótimo para prevenir infartos e AVCs. Além disso eu ainda recomendaria para pessoas que possuem varizes pois rutina auxilia no mal estar das pernas e no aparecimento das indesejadas veias.

9 – Próstata: para os que sofrem de hiperplasia na próstata, esse superalimento pode ajudar pois diminui a inflamação e diminui a urgência ao urinar.

10 – Infertilidade: ajuda a estimular e a restaurar os ovários. Para quem pensa em ficar grávida rápido, é um item que não pode faltar na lista.

Como consumir?

1 colher de sopa cheia para adultos, juntamente com frutas ou em shakes pela manhã.

E crianças?

Eu recomendaria para crianças acima de 2 anos de idade, 1 colher de chá cheia com frutas ou batido em sucos.

E se eu sou alérgica a pólen?

Casos raros são reportados a respeito de pessoas que consumiram pólen de abelhas e tiveram graves reações alérgicas, isso poque cada região produz um certo tipo de pólen, derivado das plantas locais. O pólen produzido pelas abelhas na Florida, nos Estados Unidos nunca sera igual ao produzido no sul do Brasil ou em outras regiões, então dificilmente o pólen que você é alérgico aí, não sera o mesmo das plantas de outro lugar. Porém, fique atento, a qualquer sintoma de olhos inchados, coceiras, pare imediatamente e procure auxílio medico.

Benefícios da própolis

Algumas árvores encontradas na natureza produzem um tipo de resina com propriedades antibacterianas e antifúngicas que protegem o vegetal do ataque de insetos e fungos.

Ao coletarem essa resina, as abelhas a levam para a colmeia. Lá ela será misturada à cera e também a outras secreções das abelhas, formando a própolis, uma substância rica em aminoácidos, vitaminas e bioflavonoides. Essa substância é um poderoso antioxidante.

Na colmeia, a própolis é utilizada no preenchimento de espaços, como falhas e rachaduras, que podem servir de entrada ao frio e também a predadores; para embalsamar insetos ou outras abelhas intrusas que porventura entrem na colmeia; e também para recobrir as células que guardarão os ovos colocados pela rainha. A própolis tem uma função muito importante na colmeia, pois ela elimina micro-organismos e outros agentes infecciosos da colmeia, mantendo os favos e toda a colmeia sempre limpa. Por ano, uma colmeia pode produzir entre 100gr e 300gr de própolis.

As propriedades biológicas da própolis estão diretamente ligadas à sua composição química, que pode variar conforme o ambiente no qual a colmeia está inserida, como temperatura, clima, tipo de vegetação circundante, época e técnica utilizada na colheita, assim como a espécie da abelha, mas em sua totalidade ela é composta basicamente por material resinoso e balsâmico coletado pelas abelhas dos ramos, flores, brotos e pólen, além de cera e secreções salivares das abelhas.

Não é de hoje que a humanidade conhece e utiliza a própolis. Registros históricos mostram que ela era utilizada pelos egípcios e gregos como antisséptico e também para embalsamar seus mortos, livrando-os dos decompositores. Os incas a utilizavam em situações de febre; e os legionários do Império Romano a utilizavam para curar suas feridas. Os gregos, dentre eles Hipócrates, adotaram a própolis como cicatrizante interno e externo; e Plínio, um historiador romano, refere-se a ela como um medicamento capaz de reduzir inchaços e aliviar dores.

Muitos estudos feitos com a própolis comprovam sua ação antibacteriana e por esse motivo ela é classificada como um poderoso antibiótico natural. Sua grande vantagem em relação aos antibióticos comuns é que a própolis, ao contrário dos antibióticos comuns, só destrói as bactérias prejudiciais à saúde, preservando as outras, como, por exemplo, as bactérias da flora intestinal. Outro fator muito importante é que as bactérias não criam resistência à própolis, como ocorre com os antibióticos sintéticos.

A própolis tem uma ação efetiva contra bactérias como a H. pylori, Salmonella, além de combater fungos como a Candida albicans e vírus como o do herpes e da gripe, sendo por isso muito utilizada nas épocas frias e também contra doenças respiratórias. A própolis, além de fortalecer o sistema imunológico, ainda combate os radicais livres, compostos agressivos que prejudicam o nosso organismo.
Por conter uma grande quantidade de flavonoides, a própolis é um excelente anti-inflamatório e por isso pode ser utilizada para tratar e prevenir infecções como bronquite, resfrіаdo comum, infecções urіnárіаs, infecções intestinais, inchaços e úlceras gástricas. Seu uso tópico garante a rápida cicatrização de feridas e queimaduras.

A própolis pode ser encontrada no mercado sob várias formas e todas elas têm o mesmo efeito no organismo.

A própolіs tem muіtos benefícіos. Inіcіаlmente, а própolіs é utіlіzаdа pelаs аbelhаs а fіm de crіаr umа seção no аmbіente desfаvorável pаrа o desenvolvіmento de mіcrorgаnіsmos (bаctérіаs, mіcróbіos, fungos e outros). A-bаcterіаnа e аntі-іnfeccіoso аntі própolіs são nа verdаde um poderoso escudo que protege os аtаques de аbelhаs а pаrtіr do exterіor.

Em humаnos, os benefícіos dа própolіs pode ser utіlіzаdа de formа efіcаz pаrа contrаrіаr e combаter os germes e outrаs doençаs bаcterіаnаs. Por suа composіção, especіаlmente própolіs estіmulа а síntese de аntіcorpos e аumentаr а аtіvіdаde dos mаcrófаgos, аssіm, іmpulsіonаr o sіstemа іmunológіco do іndіvíduo. Este é um dos benefícіos mаіs notáveіs dа própolіs аumentаr o número de аntіcorpos no orgаnіsmo, o іndіvíduo é muіto mаіs resіstente à doençа!

As proprіedаdes dа própolіs

Todаs аs substâncіаs lіstаdаs nа pаrte dedіcаdа à composіção dа própolіs , própolіs fаzer um rіco complexo e útіl pаrа nossа orgаnіzаção. Entre os benefícіos dа própolіs, podemos cіtаr o fаto de que а própolіs:

Estіmulа o sіstemа іmunológіco:

Vіmos nа pаrte dedіcаdа à composіção dа própolіs , própolіs contém flаvonóіdes e ácіdos fenólіcos que аtuаm como “estіmulаdores іmunológіcos. Eles vão dаr іnícіo а um аumento de аntіcorpos no sаngue (um аumento de 32% pаrа 36%) e tаmbém іrá cаusаr um аumento dа аtіvіdаde dos mаcrófаgos. Isto dá іmóveіs de própolіs, аntіbіótіcos eаntі-vіrаіs (especіаlmente contrа o herpes vírus іnfluenzа e A2).

Alguns experіmentos sugerem que а própolіs pode аjudаr (аlém de chіmіothérаphіe) pаrа trаtаmento de câncer.

Lutа contrа o envelhecіmento celulаr:

A própolіs possuі efeіtos аntіoxіdаntes. Em outrаs pаlаvrаs, а concentrаção de pró-vіtаmіnа A аssocіаdа а muіtos flаvonóіdes аjudаm o corpo а lutаr contrа o envelhecіmento celulаr, o que tornа а própolіs um poderoso аntіoxіdаnte.

Trаtаr e prevenіr іnfecções:

Com suаs proprіedаdes аntіbаcterіаnаs, а própolіs é um аgente аntі-іnfeccіoso excelente. Assіm, os benefícіos dа própolіs pode ser usаdа pаrа prevenіr e trаtаr muіtаs іnfecções, tаіs como іnfecções dа ENT (bronquіte, resfrіаdo comum, nаsofаrіngіte …), bem como іnfecções urіnárіаs ecіstіtes. Ao contrárіo de аlguns аntіbіótіcos químіcos, а própolіs esgotos de formа аdequаdа,sem perturbаr os rіns ou dа florа іntestіnаl.

Defende o corpo contrа fungos e pаrаsіtаs:

Lembre-se que аs аbelhаs utіlіzаm а própolіs pаrа esterіlіzаr а colmeіа e evіtаr que ele se desenvolve todos os tіpos de mіcrorgаnіsmos, estes аntі-tаnque e аntі-fúngіcos pаrа аjudаr а prevenіr o аpаrecіmento e desenvolvіmento de pаrаsіtаs no orgаnіsmo .

Alіvіа reumаtіsmo e dor nаs аrtіculаções:

Com umа аltа concentrаção de flаvonóіdes, а própolіs é um potente аntі-іnflаmаtórіo perfeіtаmente аdequаdo pаrа аlіvіаr dores reumátіcаs tіpo. Flаvonoіdes vão estіmulаr o sіstemа іmunológіco que іrá аbordаr os аgentes іnfeccіosos presentes nаs аrtіculаções dolorіdаs. Isso іrá аlіvіаr а dor e permіtіr umа redução dа іnflаmаção.

Vіmos que а própolіs é um produto nаturаl que tem muіtos benefícіos à sаúde. O consumo regulаr de própolіs permіte turar o máxіmo de proveito de suаs proprіedаdes e аjudаr o corpo а se mаnter sаudável.

Geleia real a super vitamina

I ) Revelações

No início do século XVIII o naturalista François Huber observou que as larvas das futuras abelhas rainhas eram as únicas que se alimentavam de uma substância cremosa, ácida, com sabor e odor marcantes.

Esse líquido é produzido pela secreção granular das abelhas operárias jovens de poucos dias.

As larvas rainhas alimentadas com a geleia pesavam 200mg e mediam 17mm enquanto que as operárias mediam 125mg e 12mm, vivendo no máximo 45 dias.

No entanto a abelha rainha vive até 5 anos produzindo de 2000-3000 ovos por dia. Após muitos anos reiniciaram as pesquisas e concluiu-se que a longevidade das rainhas era proporcionada pelo liquido com as quais se alimentavam.

E esse maravilhoso produto é o que denominamos hoje de geleia real.

II ) Nutrientes da geleia real

É constituída por cerca de 60% de água, 5% de gorduras, 13% de proteínas e 15% de hidratos de carbono, rica em vitaminas, tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), ácido pantatênico (vitaminaB3), niacina (vitamina B5), pirodoxina (vitamina B6), biotina, inositol, ácido fólico, ácido ascórbico (vitamina c) contém ainda fósforo, azoto, enxofre, cálcio, ferro, manganês, potássio e magnésio.

III ) Uso medicinal

Mel_ e derivados é na Tudo SaudávelApós pesquisas firmou-se a convicção entre vários médicos de que a geleia real realmente prolonga a vida do ser humano.

Segundo os pesquisadores ela combate as perturbações nervosas, afecções vasculares, doença de Parkinson.

Relatam que traz ótimos resultados no esgotamento nervoso, cansaço mental, insônia, tensão nervosa,melancolia, neuropsicoses e nas obsessões.

Combate a infecções que tenham resistido a antibióticos, normaliza a pressão arterial, corrigindo tanto a hipertensão, como a hipotensão.

Cura a ulcera duodenal, anemia crônica, leucemia linfática, mieloide, queda de cabelo, normaliza o funcionamento das supra-renais, da tireoide, do baço, do fígado, dos ovários.

Age beneficamente sobre a pele, menopausa, restaura o apetite de crianças, jovens e idosos. Afecções cardíacas, das vias respiratórias como: resfriados, tosse, bronquite, eczemas, hemorroidas e perturbações do aparelho digestivo.

Para a terceira idade proporciona vivacidade corporal, liberdade de espírito, experimenta-se uma sensação de bem estar geral com aumento da capacidade de trabalho intelectual.

IV ) Onde encontrar e como utilizar

A geleia real pode ser encontrada em lojas de produtos naturais.No formato de pasta em vidros como o mel, em sache, e em cápsulas liofilizadas que preserva as propriedades da geleia real fresca.

Recentemente também em ampolas bebíveis, que tem obtido grande sucesso devido à facilidade de tomar, podem ser adquiridas também pela internet seu preço é bastante variável, é importante pesquisar não só os preços mas também a qualidade para que você não perca os benefícios maravilhosos do produto.

Dosagem: em geral se usa de ½ a 1 grama diariamente em jejum, colocando-se embaixo da língua, ou misturada ao mel de abelhas ou sucos como laranja, limão, ou mesmo diluída em água.

Se for em cápsulas ou em ampolas observe as indicações da bula, referente às dosagens equivalentes. Além de usar a geleia real em jejum pela manhã, use também à noite antes de deitar-se, esse tratamento deve-se prolongar por no mínimo de 60 dias, para que se possa avaliar a grandeza dos resultados.

Apitoxina

Apitoxina é o veneno segregado pelas fêmeas da maioria das espécies de abelhas que utiliza o que seria seu primitivo ovipositor – ou ferrão – como meio de defesa contra predadores e outras abelhas intrusas. O ovipositor das operárias tem evoluído até se transformar em um potente e eficiente ferrão serrilhado. Não só as operárias possuem veneno, as rainhas também, contudo, por serem estas de importância vital para a vida e a reprodução na colmeia, somente o veneno das obreiras é utilizado na apiterapia.

Com o ferrão, a abelha pica e injeta o veneno no “inimigo”, pois, como já dito, é uma forma que ela tem de se defender. Aliás, a abelha só pica se for diretamente atacada, visto que sua picada lhe custa a própria vida. Isso ocorre porque além do ferrão, que fica preso na vítima, ela também perde parte do seu intestino, provocando-lhe a morte em poucas horas.

Muito embora exista uma tendência atual em se obter a apitoxina por meio de sua extração com o fim de liofilizá-la e transformá-la em soluções injetáveis, a forma mais natural, portanto mais eficaz de obtê-la (sobretudo por ser menos agressiva para as abelhas) é a utilização direta da abelha sobre a pele do paciente, com pinças apropriadas para isso, visando a sua picada e, conseqüentemente, a inoculação do seu veneno.

O uso da apitoxina na apiterapia (apitoxinoterapia) consiste na aplicação local de micro ou macro doses de veneno de abelhas vivas em pessoas para fins terapêuticos, devido às suas propriedades analgésica, anti-inflamatória e imunossupressora.

Apitoxina na área da estética e beleza: a Apitoxina vem sendo muito utilizada na indústria dos cosméticos, especialmente em cremes anti-idade, como pomada e cremes de apitoxina. Seus componentes como a melitina, promovem efeitos benéficos na pele estimulando a circulação sanguínea e aumentando a síntese do colágeno.

O poder curativo da apitoxima foi descoberto pelo médico austríaco Philip Terc no século XIX. Um dia, sentado num banco do seu jardim, o médico foi atacado por um enxame. Depois desse incidente, reparou que as fortes dores em suas articulações começaram a desaparecer e seus membros adquiriram uma nova mobilidade.

A partir desse episódio começou a investigar a causa da sua cura e durante 10 anos fez muitas experiências. Ridicularizado pela comunidade médica, entre 1878 e 1889, apresentou na Universidade Imperial de Viena suas conclusões sobre inúmeros pacientes tratados com êxito, mas, deparou-se com um auditório intransigente, de tal modo que acabou por abandonar a cidade de Viena com medo de ser internado em algum manicômio.

Philip Terc deixou como testemunho muitas investigações e um livro publicado em 1910, que acabou sendo reconhecido e aceito por muitos médicos estrangeiros. Hoje em dia, todos estes conhecimentos estão cientificamente comprovados.

Características da apitoxina

O veneno das abelhas é um conjunto de substâncias biológicas muito ativas e frágeis quando expostos à luz e ao oxigênio, uma vez extraída da glândula é chamado de apitoxina e permanece ativo por um curto período de tempo, embora seja possível tratar quimicamente sua estabilização. O oxigênio e a temperatura ambiente a desidratam e a degradam em poucas horas. É um líquido transparente e de reação ácida. Contêm 88% de água, proteínas, peptídeos, aminas, aminoácidos e compostos orgânicos voláteis. Os princípios ativos terapêuticos são as proteínas e os peptídeos. A quantidade total de veneno que contém uma glândula está entre 0.2 e 0.3 mg, que corresponde de 100 a 200 microgramos de veneno puro. Em solução se infecta e se decompõe facilmente por bactérias. As enzimas digestivas (ptialina, pepsina, pancreatina e renina) e vegetais (papaína e papaiotina) a debilitam rapidamente e vice-versa. O veneno afeta rapidamente a efetividade das enzimas: destroem-se mutuamente. Tal como o veneno de serpente, não tem efeito quando tomado por via oral, devido ao seu conteúdo proteico (desde, é claro, que não haja nenhum tipo de úlcera ou ferida). Somente se conserva indefinidamente em glicerina.

Propriedades da apitoxina

Anti-inflamatória, porque estimula o eixo hipotálamo, a hipófise e as glândulas suprarrenais e induz a produção de corticoides endógenos.

Analgésica, porque libera endorfinas que são analgésicos endógenos.

Antidepressiva, porque estimula a produção de serotonina, dopamina e noradrenalina: neurotransmissores responsáveis por nossa sensação de bem-estar.

Imunomoduladora, porque estimula a formação de células multicelulares, monócitos, macrófagos e linfócitos A e T.

Hipotensora, porque dilata os vasos sanguíneos.

Antitumoral, porque, ainda que não seja o tratamento preferencial, possui um efeito destruidor das membranas celulares tumorais.

Fontes:
Tua Saúde: Benefícios do Mel
Nutrindo por dentro e por fora: 10 benefícios de pólen de abelhas
Mundo Educação: Benefícios da própolis
Propolis-Propolis: Descubrа por que а própolіs é bom pаrа você e suа sаúde!
Vigor e Vida: Geleia real a super vitamina
Instituto Latino Americano de Apiterapia: Apiterapia – tratamento com el veneno de abejas
Abelha Saúde: Apitoxina

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

25 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe