Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Mais da Metade do Milho Brasileiro Será Geneticamente ModificadoBlog A Nova Ordem Mundial

Atualmente os valores se inverteram. Guerra é paz, ignorância é sabedoria, vitaminas e toxina e pesticidas e alimentos geneticamente modificados são considerados saudáveis.
Em um artigo sensacionalista no jornal na web estadão traz a informação de que em 2010 53% do milho plantado no Brasil será transgênico. O artigo afirma: “O milho que vai brotar no Brasil em 2010 terá algo de diferente. Especialmente para as lagartas. A expectativa é que mais da metade das plantas já serão geneticamente modificadas, com um gene embutido em seu DNA que as tornará resistentes ao ataque desses insetos.”

O milho transgênico começou com uma adoção de 19% em 2008, subiu para 30% em 2009 e deverá subir para 53%.

Na Argentina o milho transgênicos é responsável por 60% da produção e nos EUA 85%.
Em uma amostra de como a agricultura está submetida as empresas de transgênicos, o presidente institucional da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) diz ao Estadão: “Quem plantou uma vez vai plantar de novo“. Ele mesmo conta que plantou 40 hectares com transgênicos na safra passada, “só para experimentar”. Este ano, vai plantar 250 hectares – a fazenda inteira. “O rendimento foi muito melhor do que com o milho convencional“, afirma Werlang. “E o manejo é muito mais simples. Dá uma tranquilidade danada. A semente transgênica é mais cara, mas acaba compensando porque você usa menos inseticida“, diz Werlang, cuja fazenda fica nos arredores de Brasília. A média na região, segundo ele, é de seis a oito aplicações de inseticida por plantio. Com o milho transgênico, ele acha que pode chegar a zero. “No ano passado eu fiz uma aplicação só por desencargo de consciência, mas nem precisava. O transgênico daria conta sozinho.

No caso da soja, a previsão e de que a porção de transgênicos na produção brasileira aumente de 65% na safra passada para 71%, na safra 2009-10.

Mostre que nós não somos ratos de laboratório!!! Boicote Transgênicos!!!

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

11 Comments

  • odetriunfante disse:

    Será possivel saber como eh que os alimentos transgenicos matam as lagartas?

    será que esse gene leva à produçao de alguma toxina que mata as lagartas quando elas comem o milho?? será que depois nós vamos comer essa toxina??

    nao sei.. estou mesmo só a perguntar e à procura de informaçao

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Dário Cardina Codinha disse:

    Sim, a planta produz a toxina contra a praga em particular. Não nos faz mal porque não somos a lagarta. Uma folha para a lagarta representa muito muito mais do que para nós. Além disso a toxina, como escrevi acima, é específica para a lagarta.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Anonymous disse:

    Os alimentos geneticamente modificados vão agir no código genético das populações futuras(talvez já na segunda geração(netos)poderá já ser percebida) acarretando nascimento de "aberrações", pessoas com má formação física. Devemos evitar esse tipo de alimento.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Teles disse:

    Jamais vi os ativistas anti-transgenia apresentarem especificações exatas sobre a expressão dos genes modificados destas culturas. Quero dizer que tais genes introduzidos podem se expressar somente nas folhas do vegetal, e não necessáriamento na parte consumivel.

    Talves as espécies estejam recebendo novos genes que codificam aromas desagradavei aos insetos e nada mais.

    Generalizar é ignorar.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • ruminamentos disse:

    Acho que já comemos muito alimento transgênico, se bobar quase tudo que é industrializado. Não sei ao certo onde isso vai dar, mas tenho a impressão que é um caminho sem volta.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Anonymous disse:

    Diferenciar OGM de transgênicos é o primeiro passo, pois são diferentes.
    O milho da Monsanto ou (MONDIABO) É TRANSGÊNICO COM RESISTÊNCIA AO GLIFOSATO:Herbicida contaminante que pode e deve ser classificado como agrotóxico.
    QUE EM TESE, MATARIA TODAS AS ESPÉCIES, QUE NÃO POSSUEM RESISTÊNCIA AO GLIFOSATO .
    DEVIDO AO GENE INTRODUZIDO NO DNA DA PLANTA CONFERINDO À RESISTÊNCIA AO AGROTÓXICO.
    EM SUMA : ELE MATA TUDO!!!
    MENOS O QUE POSSUI RESISTÊNCIA AO AGROTÓXICO
    Só que já aparecerão cultivos infestados de praga(amaranto) em plantações transgênicas; que em tese deveriam ser sucetiveis ao glifosato(na Argentina).
    Na transgênia existem boas idéias;que não as da MONDIABO.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Anonymous disse:

    Em 1º lugar caro Anonymous, OGM (Organismo Geneticamente Modificado) e Transgênico são sinônimos. Atualmente existem no Brasil 3 eventos de milho transgênicos liberados para o cultivo. Um desses materiais possui o Gene Bt (Gene de uma bactéria cuja alcunha é Baccilus thuringiensis), sendo que esse material (qualquer tecido da planta), quando ingerido por lagartas da ordem Lepidoptera,leva a produção de cristais no trato digestivo do inseto, matando-o por desequilíbrio osmótico. A toxina não afeta humanos, pois só possui ação em ambiente alcalino. Os outros dois eventos transgênicos de milho possuem o gene Bt e também outro gene que confere à planta resistência a herbicidas de amplo espectro como o Glifosato e Glufosinato de Amônio. De fato existem espécies de plantas daninhas, que devido a falta de rotação de moléculas de herbicidas e intensa pressão de seleção adquiriram resistência aos herbicidas de ação total. Sou brasileiro com muito orgulho, e também acho que está mais do que na hora de parar de trabalhar para que as grandes multinacionais enriqueçam, no entanto, é preciso que desenvolamos nossa própria tecnologia, pois hoje, infelizmente, o mundo está nas mãos de quem domina a tecnologia.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Dário Cardina Codinha disse:

    Caro anónimo,

    "os alimentos geneticamente modificados vão agir no código genético das populações futuras."

    Como estás enganado… como é que ao comeres um milho o genoma desse milho interage com o nosso? Ele é comido! Degradado no trato intestinal. Que raio de conspirações sem sentido. Depois há pessoas que acreditam nestas coisas. pff!! Já reparaste que tudo o que comes tem um genóma próprio? E no entanto continuas a ser um ser humano.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Anonymous disse:

    OGM são organismos que possuem o código genético próprio recombinado.
    Completamente diferente de transgênico que são organismos que recebem pedaços de genoma ou seja gens de outros organismos.
    Por isso OGM e Transgênicos não são sinônimos pois são definições precisas de de situações de manipulação genética diferentes

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Anonymous disse:

    Realmente os valores se inverteram, e ignorância virou sabedoria !!!
    è interessante que comemos milho genéticamente modificado há décadas, talvez séculos e nunca aconteceu nada!! Aliás , todos os alimentos que consumimos foram modificados geneticamente. A diferena é que antea úsávamos técnicas de cruzamentos, com sucessivas tentativas e erros, para pôr determinados gens que nos interessavam.
    Agora usamos técnicas específicas para pôr os gens que queremos onde queremos os arautos do fim do mundo acham que nossos netos vão ficar verdes ou coisa precida! Quando a comida cai no estômago, ela é degradada até aminoácidos que o nosso corpo depois usa como quise , na sequência que quiser.
    Basta de ignorância !!!
    Se quiserem voltem a usar tanga e coletar frutos, nas deixem nosso ouvido em paz !!!

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Dário Cardina Codinha disse:

    Anónimo, Como fazes uma recombinação? Uma recombinação genética é uma transfecção de um segmento genómico para um genoma de hospedeiro. Pode ser um plasmídeo, que é frequente para fazer vectores, ou um genoma mais complexo e linear.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe