Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Plano para desacreditar alimentos orgânicosO artigo abaixo saiu no estadão há algumas semanas, pelo Reuters.


Alimentos orgânicos não são mais saudáveis, diz estudo

LONDRES – Os alimentos orgânicos não apresentam benefícios nutricionais ou para a saúde superiores aos alimentos comuns, concluiu um estudo grande divulgado nesta quarta-feira. Pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres disseram que os consumidores estão pagando preços mais altos por alimentos orgânicos devido a seus supostos benefícios para a saúde, criando um mercado global de orgânicos que movimentou 48 bilhões de dólares em 2007. Mas uma revisão sistemática feita de 162 artigos científicos publicados nos últimos 50 anos não constatou diferença significativa entre os alimentos orgânicos e os outros. “Constatou-se que existe um número pequeno de diferenças em teor de nutrientes entre os alimentos orgânicos e os que são produzidos convencionalmente, mas que é pouco provável que elas tenham relevância em termos de saúde pública”, disse um dos autores do relatório, Alan Dangour. “Nossa revisão indica que não existem no momento evidências que fundamentem a escolha de alimentos orgânicos em detrimento dos alimentos convencionalmente produzidos, com base na superioridade nutricional de uns sobre outros.”

E o que saiu nos jornais ingleses foi ainda mais longe:
Guardian: Comida organica não é mais saudável, diz FSA”, “Alimento orgânico não tem benefícios para a saúde, estudo mostra”, diz o Times On-Line, e ainda “Comida orgânica não é mais saudável que a convencional”, pelo Independent. A impressão que a maioria das pessoas que não se deve ao trabalho de pesquisar mais a fundo teve é que realmente o dinheiro gasto com alimentos orgânicos é jogado fora.

O que eles esqueceram de dizer, que é :

  • Houve diferença, mas está foi considerada irrelevante
  • 105 dos 162 artigos foram ignorados, pois apontavam justamente o contrário
  • Elementos tóxicos e pesticidas NAO foram levados em conta durante a pesquisa
 
Como se pode dizer que um alimento é mais saudável que outro se você não leva em conta os pesticidas que permanecem neles? Bem, eu resolvi escrever um email para uma das responsáveis pela pesquisa e para o Departamento de Standards de Alimentos da Inglaterra, que publicou a pesquisa, perguntando como estariam permitindo que a imprensa distorcesse desta forma a pesquisa.
 
Veja a resposta de Richard Wood, do departamento de standards de alimentos da Inglaterra:
Pesticidas e contaminantes foram especificamente excluídos do estudo, como o foram também o impactos ambiental e outros impactos. O objetivo deste estudo foi a revisão de todos os publicados de investigação científica que compara o conteúdo nutricional dos alimentos produzidos organicamente e convencionalmente e tanto para avaliar a significância das diferenças encontradas. Além de um pequeno estudo, mais uma vez com o foco no conteúdo nutricional, olhou para as provas de benefícios para a saúde entre os nutrientes orgânicos e convencionais alimentares.
….
As conclusões do relatório foram baseadas nos resultados encontrados nos 55 estudos satisfatórios, focando nos nos os nutrientes em que foram observadas diferenças estatisticamente significativas. A revisão também relata os resultados de todos os 162 documentos relevantes, mas deve ser reconhecido que muitos eram de fraca qualidade científica e citar estes números arbitrariamente deveria ser visto com cautela.
 
Quis ele dizer que das 162 pesquisas revisadas, apenas 55 foram levadas em conta pois 107 provavelmente apontavam para um maior quantidade de nutrientes nos alimentos orgânicos? Bem, eu diria que isto não está nada claro, nem no relatório nem nos meio de comunicação que publicaram esta notícia.
 
 
Gemma Howe, da Escola Londrina de Higiene e Medicina Tropical, me respondeu o seguinte:

O resultado do estudo foi de que não há suficiente evidencia que alimentos orgânicos sao mais nutritivos que os convencionais. Nossos pesquisadores também frisaram em todas as entrevistas que embora toxicologia não era seu campo de pesquisa, que seria bem-vinda qualquer investigação sobre os pesticidas.

É incrível a maneira como a ciência é distorcida para que práticas nocivas a saúde continuem. Num momento onde as pessoas estão acordando para a importância em uma alimentação saudável é vergonhoso que o Departamento de Standards de Alimentos da Inglaterra financie uma pesquisa tendenciosa e totalmente enganosa.
 
Um outro ponto interessante é que uma das pessoas que estavam no painel “independente” que revisou este trabalho é da Universidade de Reading, da cidade onde eu moro: Doutora Julie Lovegrove. Dando uma olhada em sua página vemos um trabalho muito interessante:
 
– Estudo para investigar bioquinética e efeitos de Ribena em funções endoteliais. Financiado por GlaxoSmithKline, o maior laboratório farmaceutico do Reino Unido. Valor do financiamento: £72.694,50 libras, mais de 200 mil reais.
 
Será que seria forçar muito se dissermos que algum dos participantes deste estudo estão na folha de pagamento de laboratórios farmacêuticos? Coincidência?

  • Vitamina C e Câncer

Neste outro estudo de pesquisadores de Nova York, descobriu-se que a Vitamina C pode reduzir substancialmente a eficácia de medicamentos de quimioterapia. No filme “Food Matters” é mostrado como a vitamina C pode ser usada para tratamento de tumores, algumas vezes em altas doses, sem efeitos colaterais. Pois bem, mas na pesquisa americana mostra que a vitamina C protege a mitocôndria de danos maciços, e deixaria as células cancerosas vivas. Concluem que seu uso em altas doses não é aconselhado.

Esta pesquisa vem ao mesmo tempo que várias reportagens apontam um novo distúrbio alimentar/psicológico chamada Ortorexia Nervosa. Ataques sistemáticos a alimentação natural, paranóia ou conspiração? Qual a sua opinião?
 
Fontes:

Times On-Line: Organic food has no health benefits, study finds

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

14 Comments