Notícias Naturais
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Este informe provê informações práticas para como se proteger se você for azarado o suficiente para ser forçado a tomar a vacina contra o vírus A(H1N1), ou tiver conhecimento dos malefícios da vacina apenas após ter sido vacinado.

featured stories   What To Do If the Government Force Vaccinates You
vaccination
De preferência, voce deve evitar tomar a vacina a qualquer custo.

Dr. Russel Blaylock, um altamente respeitado neuro-cirurgião.que é autor de três livros em nutrição e bem-estar, incluindo “Saúde e Nutrientes Secretos que Podem Salvas sua Vida”, recentemente conversou com Dr Bill Deagle, Doutor em medicina da Nutrimedical Report, sobre algumas soluções naturais, provadas e de fácil acesso que podem ajudar a lidar com os efeitos tóxicos da vacina A(H1N1).

A transcrição da entrevista em sua totalidade pode ser encontrada aqui.

Lista de sugestões do Dr. Blaylock em como reduzir os efeitos tóxicos da vacina contra o vírus A(H1N1)

1. Compressa fria: Traga um saco com gelo ou térmico com você e o coloque no lugar onde recebeu a injeção o mais rápido possível, oirqye usti vau bloquear a reação imunológica. Uma vez que você chegar em casa, continue usando compressa fria ao longo do dia. Se você continuar a ter reações imunes durante o dia, tome banho frio e continue com a compressa fria.

2. Tome óleo de pescados: Ácido eicosapentaenóico (EPA), um dos omega 3 ácidos graxos encontrados em suplementos de óleo de pescado, é um potente supressor de imunidade. Se você tomar uma alta dose de EPA você ficará mais suscetível a infecções, porque ele é um potente imunosupressor. Entretanto, no caso de uma reação imunológico ao adjuvante, você quer mesmo reduzir a resposta imunológica. Estudos mostram que se voce tomar óleo EPA uma hora antes de injetar um poderoso adjuvante Lipopolissacarídeo (LPS) , ele bloquearia completamente a habilidade do LPS de causar inflamação cerebral.

3. Flavonóides são o terceiro da lista: curcumina, quercetina, ácido ferúlico e ácido elágico, especialmente em uma mistura. A curcumina e a quercetina em particular tem a bloqueiam a habilidade do adjuvante de iniciar uma reação imune de longo prazo. Se você tomar uma hora antes da vacinação, isto deve ajudar a atenuar reações imunes diz o Dr. Blaylock. Chocolate escuro é uma excelente fonte de flavonóides.

4. Vitamina E. A forma natural que tem grandes quantidades de gamma-E ajudará a atenuar as reaçOes imunes e reduzir várias das citocinas inflamatórias.

5. Vitamina C. Um importante ingrediente na lista é a Vitamina C em doses de 1.000 mg, quatro vezes ao dia entre refeições. É um potente anti-inflamatório e deve ser ingerida em forma bufferizada, ou time-release, que vai liberando gradualmente.

6. Astaxantina porque é um anti-inflamatório. Segundo o Dr. Blaylock, reações fatais às vacinas em crianças aborígenes e africanas ocorreram naquelas crianças que eram deficientes em carotenóides, como a astaxantina. É uma boa proteção contra os efeitos tóxicos da vacina.

7. Da mesma forma, verificou-se que as crianças que eram deficientes em zinco tiveram uma alta taxa de mortalidade. O zinco é uma excelente proteção contra a toxicidade da vacina. (, no entanto, não use zinco misturado com cobre, pois o cobre causa a geração de radicais livres, de acordo com o Dr. Blaylock).

8. Certifique-se de evitar todos os suplementos imuno-estimulantes, tais como extratos de cogumelos, Proteína do soro do leite (whey protein) e beta-glucano.

9. Tome um multivitamínico-mineral por dia – que não contenha ferro. Este multivitamínico-mineral é para se certificar de que seu corpo tenha em abundância vitaminas B e selênio. Selênio, disse o Dr. Blaylock, é muito importante para combater as infecções virais e reduz a resposta inflamatória às vacinas.

10. Tome citrato de magnésio/ malato de 500 mg de magnésio elementar duas cápsulas, três vezes por dia. (Isso não foi mencionado durante o show, mas foi publicado no site do Dr Deagle, ClayandIron.com).

11. Vitamina D. O que é muito importante é a vitamina D3, que é a única vitamina “o corpo pode fabricar a partir de luz solar (UVB). É um hormônio neural, não é realmente uma vitamina, diz o Dr. Blaylock e ajuda se você tiver uma super-reacao imunológica diminuindo a reação. Da mesma forma, se você estiver com menos de reagir, isso ajuda a aumentar a sua resposta imune. Além disso, também protege contra a invasão de microorganismos. Veja aqui várias outras matérias sobre a vitamina D.

Os negros e aqueles em climas mais frios são particularmente deficientes, de modo que quase certamente precisarão de suplementação.

Dr. Blaylock recomenda os seguinte após a vacinação para ajudar a manter a reação imune sob controle:

i) Todas as crianças tomar Vitamina D 5.000 unidades internacionais por dia durante duas semanas após a vacina e 2.000 unidades por dia após essa data;

ii) Adultos: 20.000 unidades internacionais por dia após a vacina, durante duas semanas, e após este período 10.000 unidades;

iii) E além disto, os adultos devem tomar 500-1000 mg de cálcio por dia e crianças com idade inferior a 12 anos devem tomar 250 mg por dia, pois a vitamina D trabalha mais eficientemente na presença de cálcio.

12. Certifique-se de evitar todos os frutos do mar que contenham mercúrio ou quaisquer outras fontes de mercúrio, como este metal pesado é um indutor muito forte de auto-imunidade, e é conhecido por fazer as pessoas mais suscetíveis a infecções virais, estando presente nas vacinas H1N1.

13. Evitar os óleos que significativamente suprimem a imunidade e aumentam a inflamação – como milho, cártamo, girassol, soja, canola e óleo de amendoim.

14. Chá Branco. Beber muito concentrado de chá branco, pelo menos quatro vezes por dia. Ele ajuda a prevenir reações imunes anormais.

15. Coloque salsinha e salsão (aipo) em um liquidificador e beba 220 gramas desta mistura duas vezes ao dia. Dr. Blaylock diz que a salsinha contem um flavonóide chamado apigenina e que o aipo é rico em luteolina. Ambos são muito potentes em inibir doenças auto-imunes, particularmente a apigenina.

Fontes:
Clares Winney: Dr Blaylock’s Solutions To Help Those Forced To Take An A/H1N1 Vaccine Stay Healthy

(657)

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

2 Comments

  • Anonymous disse:

    Este site é bancado pelo Dr. Russel Blaylock ???? Só existe ele dando explicações por aqui, não existe qualquer referência de outros profissionais, Começo a achar que o homem não foi a Lua, e isto tudo é obra dos Illuminati.

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

  • Matheus disse:

    Eu fui "envenenado" com isso ai 3 meses atras, nao senti quase nada mas nao quer dizer que nao ira acontecer certo? se eu comecar a fazer essa "terapia" agora isso vai me ajudar?

    Curtiu ou não o comentário?: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Suporte nosso site
Social PopUP by SumoMe